O que são as Caravanas?

Sem desprezar os métodos mais correntes de influência pelo emprego dos meios de comunicação social o IPCO sabe bem que há nestes, em larga medida, uma indisfarçável  presença de agentes de infiltração socialistas e comunistas. Estes não escondem – pelo contrário, muitas vezes alardeiam – sua hostilidade em relação às entidades que destoam de sua linha de conduta, como é o caso do IPCO. Não possuindo este os recursos necessários para montar e manter sua própria cadeia de informação de massa, teria de se limitar ao uso dos  próprios órgãos de divulgação. O IPCO pôs-se então à procura de meios de contato com o grande público menos convencionais , e com sucesso o encontrou.

Trata-se fundamentalmente de uma ação direta sobre o “homem da rua”. Os sócios e cooperadores do IPCO, além de proclamarem slogans e pequenos discursos lógicos e concludentes, se apoiam na força dos símbolos, que atraem e conquistam a atenção e a simpatia do público: becas e altaneiros estandartes dourados com a efígie de seu fundador.

Aos poucos se foi introduzindo nesse novo sistema de propaganda, com êxito frisante, um novo elemento: a presença de uma banda musical, cujos jovens instrumentistas fazem parte dos seus quadros.

A fim de atrair à reflexão doutrinária e cultural o homem pragmático de nosso tempo, o IPCO toma as questões-chave da atualidade e, colocando em destaque seus aspectos ideológicos, convida o “homem da rua” a fixar sua atenção sobre eles e a compreender até que ponto esses aspectos são importantes. Isto representa um estímulo constante à reflexão, constituindo uma obra cultural viva e intensa.

Os caravanistas do IPCO exercem uma ação especial dentro do amplo conjunto de atividades da entidade. A par de uma intensa ação externa, pro­curam manter sempre o espírito de oração e recolhimento interior.

Em razão do tamanho do veículo, eles se constituem em grupos de até nove pessoas. Observam a um certo regulamento e, ao lado de sua princi­pal atividade, que é a de difundir as obras do IPCO, de­dicam parte do tempo à oração e ao estudo.

Nos fins de se­mana, reservam um período para o lazer.

Periodicamente reúnem-se ora na sede do IPCO em São Paulo, ora em alguma casa em ou­tros estados, a fim de se colocarem em dia com notícias, estudos e ativida­des da associação. É também a oca­sião em que se abastecem de ma­terial para novas campanhas.

Ao partir, uma caravana pode dirigir-se, por exemplo, ao Sul do País, em pleno mês de julho, o que sig­nifica enfrentar gélidos ventos e, con­forme a região, até neve. Mas pode ser também o contrário: enfrentar os calores do Nordeste ou os mormaços da Amazônia.

Contudo, “vencer sem perigo é triunfar sem glória”. Desta forma, enfrentar as adversidades de clima, más estradas, falta de alojamento, di­ficuldade de conseguir refeições gra­tuitas (pois em geral a simples ven­da de publicações nem sempre co­bre as despesas), tudo isso consti­tui para o caravanista a sua maior galhardia. Respirando o vento do heroísmo, ele vê nas adversidades que enfrenta uma ocasião a mais para defender com bravura os valo­res básicos da civilização cristã no Brasil. E prosseguir destemidamen­te nessa verdadeira epopéia.

Principais temas

Sempre que necessário, o IPCO lança mais uma Caravana da Cruzada pela Família. O objetivo é o contato direto com a população, com a finalidade de alertá-la sobre as artimanhas dos movimentos organizados pró-aborto e pró-agenda homossexual, que procuram impor suas ideologias e suas práticas antinaturais através da imprensa, de projetos de lei e decisões do Judiciário.

Outra iniciativa é a Caravana pela Terra de Santa Cruz que percorre todo o território nacional alertando ao povo brasileiro sobre o perigo de uma legislação cada vez mais socialista que, sob pretexto de defender a natureza, visa apenas coibir a propriedade privada e a livre iniciativa, pilares de uma ordem verdadeiramente Cristã.

Faça com que a caravana vá mais longe.

Ajude as atividades do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira!

As doações podem ser feitas diretamente na conta corrente indicada abaixo ou através do PayPal ou Pagseguro e não há valor mínimo exigido.

1) DOAÇÃO MENSAL

Faça sua doação mensal no valor que preferir via Paypal ou Pagseguro (Neste último há opção de imprimir boleto):


2) DOAÇÃO ÚNICA

Faça uma doação única no valor que preferir via Paypal ou Pagseguro (Neste último há opção de imprimir boleto):

3) DEPÓSITO BANCÁRIO

Instituto Plinio Corrêa de Oliveira
CNPJ: 08.578.611/0001-23

Bradesco
Agência: 0138-4
Conta-corrente: 169.723-4


Sua contribuição fará do Brasil um país com futuro promissor para seu filhos e netos:

 A Terra de Santa Cruz merece nossa colaboração.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube e acompanhe os últimos vídeos!