PNDH3. Aborto no Ocidente supera abortos idolátricos pagãos

4
Vendedor de Budas na Tailandia

Luis Dufaur

A polícia da Tailândia encontrou mais de dois mil fetos humanos num templo budista na capital Bangcoc, supostamente provenientes de abortos ilegais.

Os fetos enchiam os contêineres mortuários do templo, e a polícia foi alertada pelo forte mau cheiro, noticiou a BBC Brasil.

A imolação ou cremação de crianças para satisfazer ídolos é um dos piores e mais macabros vícios do paganismo.

Porém, quando se considera os milhões de crianças abortadas “legalmente” no Ocidente ex-cristão, o caso de Bangcoc parece diminuto.

A recusa à Igreja católica e sua santa moral precipitou o Ocidente num neopaganismo, cujos abismos de crime e imoralidade estão superando os do paganismo antigo, que eram explicitamente demoníacos.

Para lá nos quer empurrar o PNDH-3…

 

4 COMENTÁRIOS

  1. O Brasil não resolve o problema da fome, da segurança, da saúde, da impunidade, da corrupção que assola o país, que é de sua competência, e quer resolver o problema dos homossexuais, por prioridade temos a vida em primeiro lugar independente da opção sexual, e a meu ver ver deve se tomar uma acção, desde que esta acção não interponha à moral e aos bons costumes, pois estas se alinham sozinhas e não necessita da interferência do estado. Que me perdoem os homossexuais que são minoria e que fazem um barulho alto, enquanto eu que sou seu oposto prefiro deixar que meus frutos falem por mim sem ter que fazer estardalhaço, mas esta é a minha opinião e quero fazer me ouvir em todos os cantos do mundo, é um direito que mais dias menos dias tentarão caçar, mas por enquanto ouçam o meu grito que é um grito da maioria uníssona
    grato

     
  2. Mas hoje em dia tem um ídolo pior por quem as pessoas queimam tudo: o prazer.
    Em nome do prazer pratica-se o aborto, porque pode atrapalhar as relações do casal…
    Se a criança atrapalha a alegria do casal, e só do casal, dane-se a moral…

     
  3. E VOCÊ?

    Brasil inteiro espera ver beijo [homossexual] em novela,
    diz jornal britânico
    http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2010/11/101119_fetos_tailandia_ec_jf.shtml

    Uma reportagem publicada nesta terça-feira pelo diário britânico The Guardian comenta as expectativas no Brasil com os personagens [homossexuais] da telenovela Insensato Coração, da Rede Globo, que estreou na semana passada.
    Sob o título “O beijo proibido que o Brasil todo está esperando ver”, o jornal observa que os autores da novela, que tem ao menos seis personagens [homossexuais], esperam “combater o preconceito e promover a aceitação’”.
    “A maioria das cidades brasileiras tem comunidades [homossexuais] proeminentes, mas a homofobia e a violência persistem”, diz o jornal, citando um levantamento do Grupo [homossexual] da Bahia segundo o qual 198 homossexuais foram assassinados no Brasil em 2009.
    O jornal comenta que as novelas brasileiras chegam a ter audiências de 50 milhões de espectadores e já tentaram no passado tratar de outros temas tabus como doenças mentais, abuso de drogas ou alcoolismo.
    ‘Visibilidade’
    Ouvido pelo Guardian, o presidente da Associação Brasileira de Gays, Lésbicas Bissexuais e Transexuais, Toni Reis, disse que a novela pode ser uma chance importante para romper estereótipos e dar “visibilidade” aos [homossexuais].
    Para Reis, a TV brasileira geralmente mostra “imagens distorcidas” da comunidade [homossexual], com as menções ao homossexualismo “restritas a três tipos de programa: comédias, sobre crimes e religiosos, nos quais pastores evangélicos pregam contra a homossexualidade”.
    Em contraste, observa o jornal, entre os personagens [homossexuais] deInsensato Coração estão um advogado, um professor, um jornalista e um lojista.
    A reportagem comenta que os fãs [homossexuais] das novelas brasileiras “há muito tempo pedem um beijo nas telas” e pareciam ter conseguido o que queriam em 2005, quando a mídia anunciou que dois personagens homens se beijariam na novela América, mas a cena acabou cortada, gerando protestos.
    Apesar do avanço com o núcleo [homossexual] da novela Insensato Coração, o jornal observa que os autores já avisaram que os que esperam ver o primeiro beijo [homossexual] da teledramaturgia brasileira ficarão desapontados.
    “A audiência não está pronta”, justificou Gilberto Braga, um dos autores, na entrevista coletiva de lançamento da novela.
    Para Reis, a decisão mostra “uma falta de coragem e de ousadia”. “O beijo é uma demonstração de afeto, não uma afronta à sociedade. Corrupção, violência, acidentes, esses sim são afrontas e são mostrados em excesso na TV”, disse ele ao jornal.
    Para o ativista, porém, “não deve demorar para que um beijo [homossexual] aconteça em uma novela”. “Se não houver beijo, será um sinal de preconceito”, afirmou.

     
  4. Paganismo! Bastardia! Heresia!

    Claro, tudo em nome dos “direitos humanos” e do respeito à pluralidade cultural.

    Para que haja verdadeiramente direitos humanos assegurados e autêntica pluralidade cultural, é preciso, antes de tudo, consciência cristã.

    Mas tudo não passa de hipocrisia…

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome