Redução de gastos gilhotinou Dia da Bastilha

Tomada Bastilha
Tomada da Bastilha

Devido a pressões da União Européia para cortes de gastos, o presidente francês, Nicolas Sarkozy, cancelou a famigerada comemoração do – mais famigerado ainda – dia 14 de julho, data em que se considera o início Revolução Francesa com a queda da Bastilha.

Apenas será mantido o desfile militar na Avenida Champs-Élysées.

 

4 COMENTÁRIOS

  1. A moderna democracia nasceu CORTANDO CABEÇAS não só a dos reis, mas de todos aqueles que se opuseram – sobretudo – ao lema IGUALDADE e hoje sob mesmo lema (PNDH3) vão continuar a decepar cabeças, não nos deixemos enganar. Vannuchi e companhia não condenam as ações armadas comunistas.

     
  2. Teodoro Alves :
    Eu desejaria que caíssem também o famigerado lema liberdade, igualdade e fraternidade em cujos nomes cometeram-se tantos crimes. Hoje em nossas terras o famigerado PNDH3 fazendo eco de tais princípios oprime os mais fundamentais direitos de uma sociedade majoritariamente cristã.

    E bom lembrar que o tal dos ‘diretos dos homens’ vem da famigerada Revolução Francesa, que de crimes, foram 3 anos do chamado Terror, começando com o Rei e a Rainha.

     
  3. Para alguma coisa, pelo menos, prestou essa impostura que é a União Européia.

    Não entendo como os franceses continuam comemorando essa tal Queda da Bastilha. Não é possível. Nem mesmo um homem da estatura do gen. De Gaulle tratou de resolver esse abacaxi?

    É muita canalhice…

    Eu devia ter nascido em marte!

     
  4. Eu desejaria que caíssem também o famigerado lema liberdade, igualdade e fraternidade em cujos nomes cometeram-se tantos crimes. Hoje em nossas terras o famigerado PNDH3 fazendo eco de tais princípios oprime os mais fundamentais direitos de uma sociedade majoritariamente cristã.

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome