… nas páginas da História (IV)

Dom Helder Câmara
E o público em geral começou a ver que D. Helder Câmara não era o porta-voz indiscutido da Igreja, nem levava atrás de si a massa dos católicos.

À medida que se difundia Reforma Agrária – Questão de Consciência, ar puro penetrava na atmos fera confinada que asfixiava as classes produtoras.

Nas mãos dos fazendeiros, o livro passou a servir de inesgo tável fonte de argumentos para a refutação de elementos esquerdistas do Clero, do laicato e da intelligentsia, tanto das capitais quanto do interior, sempre fortemente apoiados por boa parte da imprensa.

Agricultores e pecuaristas readquiriam assim a compreensão e a simpatia que haviam perdido junto a uma parcela ponderável da opinião nacional.

E o público em geral começou a ver que D. Helder Câmara não era o porta-voz indiscutido da Igreja, nem levava atrás de si a massa dos católicos.

O que determinava também sensível desafogo e o saudável propósito de permanecer em suas posições religiosas e sócio-eco nômicas tradicionais.

Esses efeitos conjugados representavam um sério obstáculo ao comunismo. Pois, atingido o “esquerdismo católico” – centro nervoso da propaganda em favor da reforma agrária –, achava-se comprometida a própria marcha do Brasil rumo à esquerda.

 

6 COMENTÁRIOS

  1. É poir isso que ele demorou sair do purgatório, pelo o estrago que fez ao fundar a CNBB,
    que hoje está dando tanto trabalho para a Igreja e a maioria dos bispos não se
    pronunciam contra leis nenhuma.

    São paulp 15/05/2011

     
  2. Precisaríamos, aqui, do prof. Plínio Corrêa de Oliveira para escrever um artigo, na sua prestigiosa seção “Ambientes, costumes e civilizações”, na revista “Catolicismo”, para comparar, quem sabe com São Pio X, ou com o nosso D. Vital, a fisionomia do ilustre D. Hélder nessa fotografia.

    E, bom que se diga, fisionomia de todas as suas fotos e exibições públicas. O homem gostava de aparecer, sabe…

     
  3. Fico desorientado ao ver um bispo falar em limitação do tamanho da propriedade. Mas acompanhando as coisas deste site vejo que há um setor da Igreja que é bem comunista, não é?

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome