Rússia espanca jornalistas que investigam o governo

4
Colegas protestam pelo espancamento de Oleg Kachine

Luis Dufaur

O jornalista russo Oleg Kachine, do diário Kommersant, um dos maiores do país, foi espancado selvagemmente ao que todo indica por agentes do governo em Moscou.

Ele foi posto em coma induzido após a agressão disse sua mulher Evguenia Milova, segundo informou “Libération” de Paris.

Oleg teve os dedos, as mandíbulas e as pernas quebradas pelos agressores. Os promotores e os colegas do jornalista acreditam se tratar de uma ameaça para que Oleg não prossiga a investigação das “organizações informais” que estão no coração do sistema restaurado pelos ex-agentes da KGB.

Mikhail Mikhailin, diretor do Kommersant disse à TV que as crueldades contra o jornalista eram um típico “recado” para não investigar coisas que não são do agrado dos dirigentes do Kremlin.

Poucos dias depois, Anatoly Adamchuk, repórter do jornal Zhukovskiye Vesti, da periferia de Moscou foi espancado do mesmo modo.

O presidente Medvédev disse que os agressores seriam punidos “sejam quem forem”.

Na Rússia, os atentados contra jornalistas independentes são freqüentes e sabe-se que a polícia e a Justiça submissas ao regime os deixam impunes.

 

4 COMENTÁRIOS

  1. Mais uma vez jovens estudantes marxistas endemoniados tentaram tomar de assalto a cidade de São Paulo para estabelecerem uma comuna bolchevista bolivariana-castrista e foram derrotados heroicamente pelas forças da lei e da ordem. Essa juventude transviada que abandona os estudos para militar nos movimentos comunistas, eles deixam o cabelo crescer, tatuam a horrível face de Che Guevara no braço e saem às ruas querendo fazer a revolução subversiva, num misto de baderna e desrespeito aos homens bons. Rapagões e moçoilas dementes, que não querem nada com os estudos ,pois estudar aritmética, cálculo, latim, embriologia, etc, requer tempo e dedicação, e quem se dedica verdadeiramente aos estudos não deixa espaços vazios na mente para serem ocupados pelo marxismo ateu. Por isso, esses vagabundos devem ser reprimidos com toda a dureza da lei, como dizia o saudoso Cel. Erasmo, para que tomem juízo e parem de importunar os cidadãos de bem.

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome