Feminismo para homens?

Desde tempos imemoriais, a igualdade total tem sido o grito de guerra (ou de revolta) daqueles que se insurgem contra a obra do Criador, toda ela feita de seres desiguais. Utilizam por vezes, matreiramente, certas desigualdades econômicas exageradas como pretexto para combater toda e qualquer desigualdade.

A harmonia e a beleza da criação está exatamente na desigualdade, desde que proporcionada e harmônica. Isto vale também para a música, para a pintura e para tudo quanto o ser humano é capaz de fazer. Nada mais sem graça e sem interesse do que a monotonia de uma igualdade que se repete sem nada de novo. O igualitarismo é a morte da civilização e da cultura. Isto vale também para a indumentária.

Depois de o movimento feminista ter reivindicado que as mulheres deveriam usar trajes masculinos, surgiu uma nova onda, buscando fazer com que os homens usem saias.

Não entenderia bem as coisas quem se limitasse a rir desse fato, como se ele traduzisse apenas a manifestação de excêntricos ou homens efeminados. O aspecto ridículo existe, é fora de dúvida, mas o pior é a doutrina que se esconde por detrás, a qual nega as diferenças evidentes entre homem e mulher. É mais uma aplicação prática da malfadada Ideologia de Gênero.

O que é Ideologia de Gênero? Leia este artigo

Sabe quem é que lança as modas?

Tais ondas sempre começam aos poucos.

Na França, homens contra a “ditadura das calças”

Dominique Moreau
Dominique Moreau

Já em 2008, na França, o jornal de esquerda “Libération”, em sua edição de 14 de maio, noticiava a existência de um movimento de “homens que defendem ‘a libertação do guarda-roupa masculino’, exigindo o direito de livrar-se da ‘ditadura das calças’ e adotar saias como peça de vestuário. É o que explicou Dominique Moreau, 39 anos, fundador e presidente da associação Homens de Saia, que já conta com cerca de 30 membros”.

Segundo Moreau, “centenas de homens que há anos manifestam sua vontade de abandonar as calças […] pedem direitos iguais, para poder também vestir saias e vestidos ‘pelo conforto e pelo prazer’”. Reivindicam o “direito de dispor plenamente do próprio corpo, nos moldes da libertação feminina”.

Segundo Jerome Salomé, “as saias são ‘mais confortáveis, mais amplas’, não ‘restringem as partes íntimas, e por isso são mais adequadas à fisionomia masculina’”…

Na Suécia, saias para operários

No mesmo ano, o jornal madrileno “ABC” (25-1-08) noticiava que, “os operários de construção suecos usam saias. Trabalhadores de qualquer idade apresentam-se em seus locais de trabalho com saiazinhas azuis, até os joelhos, fabricadas com o mesmo tecido dos jeans, combinadas com um paletó também azul ou um impermeável anorak. Assim vestidos, sobem nos andaimes, assentam tijolos durante suas oito horas diárias, sem se incomodar com os transeuntes.

BlakladerEsta saia para homens, recebeu o prêmio de Moda da Teko, está sendo lançada pela Blåkläder [foto ao lado], uma empresa que fabrica roupas para várias profissões. Situada em Svenljunga, na província de Götaland, a companhia conta com 77 empregados e se vangloria de ser a melhor do ramo. Desde 1959 confecciona uniformes de todos os tipos, inclusive para o setor da Saúde e o Exército, com filiais em 10 países”.

As saias para operários “transformaram-se na novidade mais cool [arrojada] e radical do ramo. Contém grandes bolsos exteriores para as ferramentas e um bolso interno para objetos pessoais. São de vários tamanhos”.

O jornal “ABC”, sem ir ao fundo do problema, aponta entretanto a contradição aberrante: “É preciso reconhecer que fica esquisito ver estes enormes vikings, tão másculos, alguns com barba, bigode e uns bíceps dignos de um campeão de levantamento de peso, revestidos com umas saiazinhas muito coquetes, veste que contribui, por certo, para tornar seu caminhar mais sofisticado e gracioso”.

Ideologia de Gênero: negação da desigualdade natural entre homem e mulher

As coisas andaram. Estamos em 2015.

Atualmente já existe uma loja virtual de moda masculina que oferece saias para homens, bem como uma página do Facebook especializada em fazer propaganda desse tipo de vestimenta para homens, homenzinhos ou homenzarrões.

Ainda mais aberrante do que esse fato é a tentativa de racionalização, por meio da Ideologia de Gênero, que nega por princípio as desigualdades naturalmente existentes entre homem e mulher.

Objeções que não se sustentam: o kilt e a batina

vikingAlguém poderia objetar que é de uso comum, na Escócia, o kilt, bem como, no Brasil, a batina que os clérigos usam (ou usavam!).

A objeção não se sustenta e pode ser derrubada com um piparote, dado que não se trata de indumentárias femininas, mas sim de vestes tradicionais para homens, sem nenhuma conotação de efeminamento ou de ridículo, muito menos de igualitarismo. Totalmente diferentes das saias que agora querem impingir para homens, feitas para dissolver a identidade masculina na feminina.

O kilt tem sua origem na roupa dos guerreiros Vikings que conquistaram todo o norte da Europa, depois a Irlanda e a Normandia. Veja-se este guerreiro Viking, usando kilt.

Enquanto a batina dos clérigos, como a dos cruzados, remonta à época em que os homens usavam túnicas, sem qualquer parentesco com as saias femininas. Foi usada por exemplo, pelos Cruzados, guerreiros exímios.

cruzados

Nunca é demais lembrar o ensinamento da Sagrada Escritura: “A mulher não se vestirá de homem, nem o homem se vestirá de mulher, e aquele que o fizer será abominável diante do Senhor, seu Deus” (Deut. 22,5).

 

49 COMENTÁRIOS

  1. Vitor Gama, onde nas “Escrituras Sagradas” esta escrito que mulher tem que usar saia e homem usar calça? E outra se fossemos seguir tudo que esta nas escrituras, o mundo não teria 10% do que tem hoje, e não venha falar que isso é problema de quem desenvolveu o mundo moderno por que não é, se você conseguiu expressar sua opinião aqui, usou a internet que o principal simbolo do mundo moderno.

     
      • Paulo “mandão” , “Narciso acha feio o que não é espelho”. Pare de olhar somente para si mesmo , para o próprio umbigo e comece a olhar para os outros . Verá que há vida além do seu narcisismo autoritário .

         
  2. O que ME incomoda é a crescente ocorrência de “citações” de vários livros de pseudos teorias e/ ou embasamentos “científicos” , muito duvidosos , e por isso pouco confiáveis, de PILANTRAS INTELECTUAIS sendo , a sua maioria compostas comunas fascistas e megalomaníacos infiltrados na Comunidade Científica , principalmente na área de humanas. Tais “Excelentíssimos ABESTADOS” , NA MAIOR CARA-DE-PAU , DESAPROPRIAM O VERDADEIRO CONHECIMENTO CIENTÍFICO “RECICLANDO-O” COMO SE LIXO DESCARTÁVEL FORA . E se isso não fosse o bastante , COMO NUM PASSE DE MÁGICA , TAIS VIGARISTAS APRESENTAM MÉTODOS CIENTÍFICOS “CONSTRUÍDOS” EM BASES CUJOS “UNIVERSOS INVESTIGATIVOS” SÃO — SEMPRE E APENAS — SELECIONADOS À DEDO TENDO POR REFERÊNCIAS, ÚNICA E EXCLUSIVAMENTE, FANTASIAS MELODRAMÁTICAS EXISTENCIAIS DE TAIS CHARLATÃES PARA , POR MEIO DE TAL DESORDEM MENTAL , TENTAREM ENFIAR GOELA BAIXO DO NOSSO “TODO SOCIAL” SUAS CONVICÇÕES IDEOLÓGICAS PESSOAIS DOS MAIS VARIADOS “MATIZES” . O resultado disso ? Não podia ser outro , senão BIZARRICES MUITO MAL , PORCA E POBREMENTE TRAVESTIDAS DE PSEUDO-CONHECIMENTO-CIENTÍFICO . Então como , EM NOME DE DEUS , alguns aqui tiveram a PACHORRA de reclamar de “citações Bíblicas” ? Vão caçar SAPOS BARBUDOS !

     
  3. Não me venham com suas palavras adocicadas; de vitimismo; de senso de ódio; de um falso amor, tão usadas pela militância comunista e feminista escrita aqui, seus lobos em peles de ovelhas, esquerdopatas!
    Nos tempos de Jesus era uma outra época, onde nenhum de vcs, “homens”, conseguiriam sobreviver sem uma aspirina, se vivessem daquele jeito hoje. Foi a Cristandade que moldou os costumes mundiais e a satânica revolução gramscista está querendo destruir tudo, até macular o amor da mãe para o seus filhos. Os mesmos patetas e hipócritas dos comentários defensores da diversidade, são os que ignoram os crimes e a intolerância praticadas em nome do Islã ou defendem tal cultura extremamente impiedosa, tanto que países islâmicos impediram os refugiados de entrarem em seus “Oásis” como Arábia Saudita e Qatar,

    Agora essas comunidades muçulmanas estão querendo impor a intolerante lei islâmica, sharia, dentro da Europa enquanto os patetas batem palmas para essa moda de esquerdopatas com a clara intenção de afeminar os homens através da ideologia de gênero.

    Parabéns autor do artigo, incomodaram esses traidores e mimados filhinhos de papai e da mamãe de faculdade, onde nenhuma de nós, mulheres de verdade querem como marido e pais dos nossos filhos!

     
  4. “O kilt tem sua origem na roupa dos guerreiros Vikings que conquistaram todo o norte da Europa, depois a Irlanda e a Normandia. Veja-se este guerreiro Viking, usando kilt.”

    Em primeiro lugar, o kilt é uma vestimenta de origem CELTA, bem anterior aos nórdicos que o senhor chama de “vikings”.

    Em segundo lugar, essa imagem que aparece ao lado do texto é de um guerreiro nórdico usando uma túnica, onde claramente aparecem as calças largas por baixo.

    Meus Deuses, homem! Pesquise antes de falar tanta besteira. Dá até vergonha alheia corrigir um erro cuja informação se encontra até no Wikipedia…

     
    • Besteira é vc desinformar uma foto que omitiu! Enquanto os homens se afeminam seu esquerdista, os islã domina aos poucos a Europa, eu chamei atenção em outro comentário: “Se fosse só o incentivo do uso de kilt para valorizar umas das tradições europeias seria até charmoso, como um dos rapazes da foto, parece um celta da nossa época! Mas Infelizmente a intensão é querer afeminar os homens enquanto o islã dos bárbaros está dominando a Europa.”

       
  5. Lamentável a situação de pessoas que não conseguem transcender (nem sei se entenderão o significado da palavra) estacionando-se na visão curta do mero gosto por roupas, trajes, cores, sabores, artes e não enxergam que há em tudo isso a materialização de valores e princípios.
    É a triste situação de pessoas que vivem apenas da aparência e reduz tudo a uma questão de gosto ou sensações e não enxergam a mentalidade e estilo de vida que estão implícitos. Comem veneno envoltos em capa de gostos.

     
  6. Sério isso?( estou me referindo aos comentários, até pq fiquei com preguiça de ler o artigo porque não acreditei que alguém perderia tempo pra escrever isso de tão babaca que foi a ultima frase) a galera tá mesmo discutindo sobre usar saias ou não, a escolha é da pessoa, em questão de usar saia eu não usaria pois me sentiria desconfortável mas se se tratasse de um kilt eu já estaria usando muito, porque imagina o quão daora deve ser usar um […] manto, é muito […], tipo usar sobretudo

     
    • Feminazi detectada! Feminazi é em referência a Margareth Sanger, feminista racista e eugênica que se assemelha a ideologia racial dos nazistas! Como as feministas se tornaram extremamente intolerantes perante a opinião contrária, são chamadas de feminazis, como essa Tatiane, uma vergonha para nós mulheres!

       
    • Tatiene ,
      APROVEITE O SEU TEMPO OCIOSO E VÁ ESTOCAR VENTO NESSA SUA CABEÇA-OCA , PELO MENOS ELA (A CABEÇA) NÃO MAIS FICARÁ DE TODO VAZIA, PORQUE O “VENTO” , APESAR DE INVISÍVEL AO OLHOS , POSSUI MASSA E POR ISSO OCUPA LUGAR EM ESPAÇOS VAZIOS !!!!!!

       
    • Rafael , eu pensei e vc comentou , pura … . kkkkkkkkkkkkk Desculpe-me , sei que o caso não é de rir mas ……..estou às gargalhadas pelo MICO ALHEIO !!!!!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

       
  7. Deuteronômio 22,11: Não te vestirás de diversos estofos de lã e linho juntamente.
    22,12: Franjas porás nas quatro bordas da tua manta, com que te cobrires.
    Você segue essas regras também?
    Porque se não segue – haja hipocrisia em usar o deuteronômio só pra sustentar os próprios preconceitos!!

     
  8. Então… não acho que o fato de os homens usarem saias irá apagar a diferença entre eles e as mulheres. Assim como quando as mulheres passaram a usar calças, isso não aconteceu. Acredito que os homens que querem usar saias querem simplesmente mais conforto nas temperaturas cada vez mais altas. Para quem está citando a Bíblia, Jesus usava saia. Sobre ideologia de gênero:
    – em primeiro lugar, ela não existe. O que existe é uma discussão filosófica acerca do gênero;
    – em segundo lugar, a discussão filosófica sobre o gênero não é sobre homem usar saia;
    – em terceiro lugar, a discussão filosófica sobre o gênero não é sobre “apagar a diferença entre os sexos”. Ao contrário, acreditem! Ela é sobre aceitar a diferença, TODAS as diferenças. Sugiro que leiam a respeito.
    Beijos!

     
  9. Tudo também vira ditadura . Credo.

    O dia que pararmos de importar com o que o outro veste ou se parece estaremos de fato evoluindo, e não ficar essa de Ditadura disso ou daquilo. Puta mania de perseguição. Se o cara quer pendurar uma melancia no pescoço e se sente bem com isso, blz. Só que tem que respeitar quem não acha tãoooo legal assim também.
    Vejo diversos “pensadores” que só aceitam um lado. A pessoa tem direito de se vestir como quiser. Mas não aceitam que alguém possa não achar tão belo, interessante ou libertador assim.

     
    • Enquanto os homens se afeminam seu esquerdista, os islã domina aos poucos a Europa, eu chamei atenção em outro comentário: “Se fosse só o incentivo do uso de kilt para valorizar umas das tradições europeias seria até charmoso, como um dos rapazes da foto, parece um celta da nossa época! Mas Infelizmente a intensão é querer afeminar os homens enquanto o islã dos bárbaros está dominando a Europa.”

       
    • Alexandre V
      Fique “tronquilis” , essa matéria não carece de nenhum tipo de “campanha difamatória” porque ela , a matéria , por si mesma , deu conta SOZINHA DE SE AUTO-DIFAMAR .

       
  10. Li o artigo e os comentários. E cheguei à conclusão que o Juvency tem razão. Um certo grupo que ficou muito incomodado com o artigo (sinal de êxito do artigo) não para de protestar. Parece que virou para eles (ou para um só que vai mudando de pseudônimo) uma verdadeira obsessão. Não é todo artigo que consegue alcançar esse êxito de obter tantos comentários. Parabéns ao autor. Quanto mais oposição, mais significa que atingiu o objetivo.

     
  11. Não me consta que nos tempos de Jesus havia calças. Eu me lembro só das túnicas longas, sem maiores diferenças nas de homens e mulheres. Não me consta que o uso dessas roupas ‘vazadas’ na parte de baixo tinham o intuito de afeminar os homens. Pelo contrário. Eram aparentemente bastante viris, com suas barbas e seus ‘vestidos longos divosos’. Também não me consta que naquela época o azul era para homens e o rosa para mulheres. Homens e mulheres são diferentes sim. Somos todos diferentes, aliás. E viva a diversidade! Queremos ser iguais apenas quando a diferença nos inferioriza. E diferentes quando a igualdade nos descarecteriza. Já disse um sábio. Texto bastante preconceituoso. Lindo seria se cada um se preocupasse só com o que quer (e tem para) vestir. E se visse mais o conteúdo que a embalagem. O mundo seria mais feliz, divertido e menos violento. Assim penso.

     
  12. Nossa, parece até que saias são demônios. Ah gente… por favor! Ninguém sai por aí tentando dizer o que crentes devem vestir, então não se incomodem com o que os outros vestem. Tanta coisa importante pra fazer e vocês implicando com a liberdade individual alheia. O tempo que você perdeu escrevendo esse artigo ridículo, daria para adorar a Deus. Não seria melhor do que demonizar saias? E outra: um homem não se torna mulher por usar saias. Ok? Além disso, pare de fazer a barba, não trabalhe aos sábados e fique longe, muito longe de mulheres menstruadas. Afinal, esses itens também resultam em inferno de acordo com a bíblia. E mais: já checou se alguma de suas roupas foram produzidas com dois tipos diferentes de tecidos? Cuidado, hein!

     
  13. Demorei um pouco, mas pelo que eu entendi, o autor do artigo não concorda com o uso de saia pelos homens. Esperei algo inverso, que mostrasse a bobeira que é nos importarmos com isso nos dias de hoje, mas enfim.. Já usamos brinco, cabelos grandes, acessórios para o mesmo, maquiagem, cosméticos e várias outras coisas que antes eram ditas como femininas. Eu, por exemplo, gosto de usar legging, acho confortável, e não acho que seja algo feminino, como várias outras coisas. Tudo que é adereço, enfeite, algo mais para o corpo(apenas nele há alguma desigualdade natural, e é com base nisso que se deveria pensar na tal “Ideologia de Gênero”), podem ser considerados unissexs, porque todos nascemos nus. Depende muito da função da peça, nem tudo que é útil para o homem também o é para a mulher, e da harmonia entre os objetos, mas nós, seres humanos, que somos achistas demais, determinamos alguns padrões de harmonia, ainda mais se tratando de moda, diretamente ligada a comércio e estética. Sem mais delongas, deve ser maneiríssimo usar saia, ter o vão entre as pernas livres, eu super usaria.

     
  14. Lendo os últimos posts sobre este artigo, fica evidente, pelo menos para mim, que se trata de uma campanha organizada contra o artigo (aliás muito bom) para tentar desmoralizar. Quem terá promovido essa campanha? Uma associação? Ou será um mesmo indivíduo que escreve com diferentes pseudônimos? Não sei. Mas também não tem muita importância… O fato concreto é que o artigo incomodou!

     
  15. Vamos praticar: toda vez que tiver repulsa de algo olhe o outro lado, você ficara em duvida e irá desistir de pensar naquilo e quando alguém te questionar você será racional em dizer: eles usam saia é opção deles..

     
  16. Vale dizer que o Jesus que esses idiotas pregam já não usava calças. Não existem roupas de homem e roupas de mulher; apenas roupas, pedaços de pano costurados para proteger do tempo ou, segundo eles ainda, esconder “as vergonhas”. Vocês dão às coisas o poder da conotação. O tal Diabo fica feliz cada vez que desviam seu foco para carregar de poder bens materiais em vez de adorarem o deus de vocês.

     
  17. Como tem opiniões bitoladas pré-conceituosas nos comentários acima. Alguns citam a biblia sem saber quem a escreveu ou a editou. Falam de perda de virilidade e inversão de valores. O homem é a pior e mais perversa criatura na Terra. Que mata e destroe por prazer, o ambiente e outras formas de vida. Essas mesmas pessoas se arvoram a justificar sua ignorância ou crueldade, com base em preceitos ultrapassados e arcaicos. Quanto mais conheço os homens mais gostos dos animais

     
  18. parem de citar a bíblia. .. parem de ser machistas… a sexualidade e o gênero tá na pessoa.. alguns citaram que o uso de saias seriam para ser mais feminino e fazer apologia a homossexualidade. .. enquanto vcs julgarem as pessoas só pelo o que elas vestem isso vai fazer de vc um enxugado socialmente.. mente fechada e pequena… nao faz o menor. sentido… se for pra usar a biblia de desculpa para julgar gostos diferentes sai da Internet e é vai pedir perdão por usar tecidos diferentes em suas vestimenta. .. as senhoras estão loucas

     
  19. Quantos comentarios machistas, e ainda citam a biblia! Quanta hipocrisia a biblia proibe por exemplo comer carne d porco e usar roupas d tecidos diferentes, e ninguem fala nada !! Roupa é roupa, e ponto final !! Eu usaria e apoio quem usa !!

     
  20. Saias e vestidos só para os afeminados!Eu jamais usaria uma saia ou vestido…nem no carnaval! mas, cada um com seus gostos e preferências!

     
  21. No final do século 14, ele já era usado pelo povo gaélico, que vivia na Irlanda. Com a migração dos gaélicos para a região úmida e chuvosa das Highlands, no norte e no oeste da Escócia, o aparato foi adotado pelos escoceses da região. Os kilts serviam para a proteção contra a umidade e o frio típicos de lá. O tecido era feito de lã escovada, que impermeabilizava à água. Naquela época, a peça única era presa ao corpo, como um tipo de manto. É aí que está a origem do nome “kilt”, que, na antiga língua falada na Escócia, significa o ato de “prender uma roupa no corpo”. O tipo de xadrez do kilt (chamado de tartan) mudava de estampa de acordo com o clã daqueles que o usavam. A peça atual, em formato de saia, é criação escocesa e só passou a ser usada a partir do século 18. No século seguinte, foi adotada como símbolo de identidade nacional e hoje é vestida por cidadãos escoceses e de outros países, como Inglaterra, em ocasiões diversas, como festas formais, eventos da moda ou pela plateia de jogos esportivos.

     
    • Se fosse só o incentivo do uso de kilt para valorizar umas das tradições europeias seria até charmoso, como um dos rapazes da foto, parece um celta da nossa época! Mas Infelizmente a intensão é querer afeminar os homens enquanto o islã dos bárbaros está dominando a Europa.

       
  22. infelizmente não faltam inocentes-úteis dispostos a se oferecer como cobaias para os experimentos sociais dos reformadores irresponsáveis da sociedade.

     
  23. Se fosse solteira, jamais nem olharia para um homem vestido de saia, é o cúmulo, ridículo, graças a Deus, tenho certeza que meu marido jamais aderiria a uma moda ridícula dessas, nem camisa rosa ele usa.

     
  24. O que esperar de homens que já perderam a virilidade, sobretudo ideológica?
    Querem o direito de livrar-se das caças e adotarem as saias; as mulheres querem livrar-se das saias para usarem calças. No fim, ambas – saia e calça – continuam no cenário, mas ao contrário.
    Isso lembra-me quando na Sagrada Escritura diz o Espírito Santo pelo autor de Deuteronômio:
    ” Não usará o homem roupa de mulher, nem a mulher roupa de homem, pois isso é abominável aos olhos de Deus”
    Deuteronômio 22,5

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome