A seca, a fé e a chuva

9

30jan2014---represa-jaguari-que-integra-o-sistema-da-cantareira-da-sabesp-companhia-de-saneamento-basico-do-estado-de-sao-paulo-fica-com-solo-seco-e-rachado-devido-a-falta-de-chuvas-no-estado-1391556565290_1920x1080

A Folha online publicou, no dia 8 de fevereiro último, a notícia trágica de que a tentativa de fazer chover na região do sistema Cantareira fracassou e a estiagem continua terrível!

Comentando o fato com um amigo de Minas Gerais, ele recordou que, em tempos idos, o clero promovia procissões que saíam da igreja matriz rumo a um Cruzeiro da cidade para pedir a Deus que enviasse chuva. Muitas crianças ainda inocentes seguiam a procissão portando garrafinhas d’água. Ao chegarem, elas eram orientadas a derramar a água junto aos pés da grande Cruz. E a chuva não tardaria.

Outro mineiro, que costuma fazer a revisão de meus artigos, acrescentou ter ele mesmo, juntamente com dois irmãos, também quando crianças, conduzido em procissão pela mãe levando um pequeno recipiente com água da porta da casa da fazenda onde vivia até o Cruzeiro que ficava sobranceiro sobre um monte. Ali, após algumas orações, fazia-se a Deus o pedido da chuva ao mesmo tempo em que os inocentes derramavam a água aos pés Cruz. Segundo ele, isso ocorreu há mais de 60 anos, e, naquele mesmo dia, à noite, a chuva caiu abundante.

Ao longo de minha vida ouvi contar muitos fatos semelhantes. Para mim, nada mais natural, pois a Igreja é detentora do poder espiritual e, portanto, capaz de mover o sobrenatural. O pedido oficial da Igreja é propício a Deus, a Nossa Senhora, aos anjos e aos santos para tudo de justo, razoável e bom.

Infelizmente, nos dias que correm não se percebe mais fé entre as pessoas, como também e, sobretudo, em larguíssima parcela do clero. Para não falar de nossos governantes mais inclinados a promover uma pajelança ou “dança da chuva” que rezar ou promover uma procissão.

Como seria edificante e eficaz a convocação feita por um Cardeal e Bispos seguidos do clero aos fiéis para a realização de um ato religioso a fim de implorar a Deus misericórdia pelos pecados, prometendo antes sincera conversão e, com tal disposição, rogar a Deus que chova o quanto antes. Com certeza, o povo atenderia em grande medida tal iniciativa.

Resta saber se o clero, muito mais engajado em assuntos como invasões de terra e de imóveis urbanos, levante de índios e negros contra brancos, arengando sempre contra o direito de propriedade, jogando pobres contra ricos, atores sentimentais que vivem promovendo festas, pois entendem eles hoje que “Jesus quer nos fazer felizes”. Aliás, felicidade essa com significado de mero prazer e que tudo justifica. Os Mandamentos não são mais levados em conta, espalhando a vivência de que tudo corre normalmente, Deus não está desagradado com as faltas de seus filhos.

Nem todos os sacerdotes procedem assim, e há verdadeiros heróis que cumprem seu dever. Infelizmente, por isso mesmo, sofrem perseguição atroz de seus pares ou mesmo até de superiores…

A verdade é que voltar-se para Deus, prometer emenda de vida e implorar misericórdia quase ninguém quer fazer.

Faço duas perguntas, a propósito da chuva:

E se Deus não permitir que chova até que os homens se voltem para Ele, como aconteceu no tempo de Elias profeta?

Mas creio isso está fora de cogitação do homem de hoje.

E se, por um prodígio de paciência, Deus permitir que chova, aguardando ainda mais pela conversão do homem, ele seguirá como se Deus não existisse, pensando exclusivamente em si? O grande Santo Agostinho tinha razão ao afirmar que “Deus é amigo do homem e quer a sua salvação. O que falta é o homem querer ser amigo de Deus”.

 

9 COMENTÁRIOS

  1. A fé é um dom dado por Deus àqueles que o pedem. Portanto, é preciso pedir, rezar. Para pedir há que se reconhecer limitado. Só os humildes pedem, rezam. Ou os desesperados…
    Poderíamos citar muitas passagens bíblicas que falam da importância da oração.
    Eis uma: “Tudo é possível ao que crê” (Mc 9,23)
    Eis outra: ” se creres verás a glória de Deus” (Jo 11,40)
    Mais uma: “Vai, seja-te feito conforme tua fé” (Mt 8, 13)
    Vamos, pois, ler a Palavra de Deus. Sempre. E pedir as luzes do Espírito Santo para compreender o que Deus nos está comunicando.

     
  2. Temos que ter em mente que hoje potencias militares tem promovido guerras climaticas, com o uso de HAARPs, que interferem nos ventos de alta altitude. Mas creio que Deus tem o poder de derrotar todas essas potencias. Portanto vamos rezar.

     
  3. Sou de uma cidadezinha do interior de Sao Paulo, Sao Jose do Rio Pardo.
    Quando criança, as patroas de meu pai, me levava para o terço a noite, duas vezes por semana. Minha mãe, quando chovia forte, ajoelhava e rezava para que Nossa Senhora Aparecida abrandasse a chuva e quando havia uma seca, ajoelhava e rezava para que Nossa Senhora Aparecida intercedesse junto a Deus Pai para mandar a chuva. Sempre havia procissão com os padres na frente, usando suas batinas pretas, para que Nossa Senhora Aparecida protegesse nosso mundo de todos os males. No meu tempo de criança, se distinguia um padre na rua pelas suas vestes, hoje muitos padres não fazem uso da batina desta forma voce não consegue distingui-los no meio da multidão. Hoje muitos padres querem ser popstar, querem aparecer mais do que Aquele a quem eles representam.

     
  4. Concordo com todos os comentários .O homem quer saber tudo,fazer tudo, mudar tudo, só não muda a atitude ruim que tem dentro se si, e acreditar mais no poder do criador, que só “ELE” pode abrir as comportas do céu, e fazer cair água na terra , no deserto, e no lugar onde nunca choveu. É de se admirar a ciência, mas porque dentro de tanta sabedoria, o homem não faz chover em algum lugar que esta precisando, cade a sabedoria, a estupidez , e o descaso de muitos que não acreditam que existe “DEUS”, e que isso aqui é obra de uma grande explosão, e que o homem veio do macaco.Será que “DEUS”, com sua divindade, iria criar o macaco como sua imagem e semelhança?, se é assim, porque o macaco não fala até hoje, será que se ele falasse, seria mais inteligente do que o homem?. Amigos o homem precisa ter fé no eterno Criador , e em seu filho Jesus, e pedir a luz do Espírito Santo, porque fazer chover ele nunca vai conseguir, a capacidade não chega a tato.

     
  5. “E se Deus não permitir que chova até que os homens se voltem para Ele, como aconteceu no tempo de Elias profeta?”

    Nos EUA, quando ocorreu o fatídico “11 de setembro de 2001”, milhares de norte americanos afastados de Deus, voltaram-se a Ele.

    O afastamento de Deus, Fonte da Vida, é que tornou o homem mortal, doente e vulnerável a todos os males. Só a reaproximação do Criador, pode trazer de volta a paz, a saúde e a harmonia.

     
  6. O Brasil tem um longa costa marítima, tem muito sol, tem tecnologia para produzir energia solar e tem capital para investimento. É juntar estes quatro fatores, políticos que trabalhem para a população e criar centrais dessalinizadoras nas zonas onde existe falta de água.

     
  7. A peste negra matou milhões de pessoas, na idade média,
    como era uma época de grande fervor religioso, houve uma imensa mobilização em direção as igrejas, até porque, aquele segmento da humanidade atingida pela tragédia, não tinha a quem recorrer, estava ameaçada de extinção!
    Para encurtar a história, a doença da mesma forma que veio, se foi, e desapareceu como? Pela descoberta de alguma vacina salvadora? Algum remédio eficaz? Ou foi pela ação do homem, eliminando a causa que lhe deu origem? Na época não se sabia que o vetor da doença era o rato.
    Pela descrição dos sintomas, sabe-se que se tratava de uma doença chamada peste bubônica, existente até hoje, tratada e curada com antibióticos. Por volta de 1918, já nos nossos dias, aconteceu algo semelhante, a gripe espanhola, quase 50 milhões de pessoas morreram em decorrência dela! Também da mesma forma que veio, se foi!Até hoje os pesquisadores tentam identificar o virus causador, temendo sua.
    Nesses dois casos casos não teria ocorrido uma intervenção divina, para atender as orações dos fiéis? Deixo esta pergunta no ar porque ela admite uma porção de respostas.

     
  8. A disseminação do homem não tem mais freio espiritual, já não se obedece à crença no Deus todo Poderoso, o consumismo tomou conta das sociedades, a pouca vergonha está aí, a partir dos governantes de toda espécie, mas, eis que ainda sobram algumas almas temente e, vivendo na sua fé, sofre também pelos ímpios…

     
  9. Comovente este artigo. “Comovente” quero dizer “algo que move a”, não para o sentimentalismo piegas (sensualidade da alma), mas move para a Fé Católica herdada de nossos maiores. O sentimento entra sim, como um elemento secundário, até dispensável.
    O articulista, judiciosamente, apontou para um fato, mas tenho certeza que ele poderia arrolar um sem-número deles.
    Os pais tomam pela mão o filho, na sua primeira infância, e fá-lo derramar um recipiente de água aos pés da Cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo, o pedido é feito como recurso último para uma situação extrema , por um inocente, e é atendido abundantemente.
    Como não se comover ?
    E que coisa tremenda !!! Essa Fé simples, que nos é dada gratuitamente pelo Batismo, pode-se perdê-la. …… E muitos a perdem, às vezes irremediavelmente. O articulista, também judiciosamente, lembra isso.

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome