Por ocasião do 42º aniversário da decisão Roe x Wade, que legalizou o crime do aborto nos Estados Unidos, a Sociedade Americana de Defesa da Tradição Família e Propriedade, como vem fazendo desde aquele fatídico ano de 1973, marcou sua presença na capital americana por ocasião da marcha anual contra o aborto, realizada sempre no dia 22 de janeiro.

Calcula-se que o número de nascituros abortados desde então ultrapassa a casa dos 61 milhões, número equivalente à população de 23 Estados americanos. Entretanto, o movimento anti-abortista vem conquistando terreno, especialmente entre os jovens: candidatos pela vida têm vencido eleições, clínicas de aborto vêm sendo fechadas e realizam-se diversas marchas em nível regional.

Na marcha de 2015 viam-se por toda parte cartazes portados sobretudo por jovens, nos quais se lia: “Geração Pro-Life”. Além da já conhecida marcha em Washingon, DC, manifestações análogas ocorreram em Jefferson City, Missouri e Baton Rouge, na Louisiana. O governador deste Estado do extremo sul se fez presente, e dirigiu eloquentes palavras de encorajamento aos três mil manifestantes.

Na capital do país, voluntários da TFP americana, portando nove grandes estandartes vermelhos com o leão dourado e com suas capas de idêntica cor sobre os ombros, tiveram notável participação. A banda de música, constituída por membros da entidade, como também por alunos da Academia São Luís de Montfort, comunicou brilho ao evento com marchas patrióticas e religiosas.

"Pilgrim Image of Our Lady of Fatima at the 2015 March for Life"

Uma imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima [foto acima] foi conduzida por membros da TFP. Sua presença recordava a todos que a prática do aborto deve ser inserida no elenco dos males morais previstos pela Santíssima Virgem há quase cem anos, quando disse em Fátima: “A Rússia espalhará seus erros pelo mundo”. E a Rússia foi a primeira nação a aprovar esta ignominiosa lei.

Representantes de associações anti-aborto da Itália, França, Holanda e Brasil também tiveram destacada participação na marcha realizada em Washington.

Na ocasião, foram coletadas mais de 30 mil assinaturas [foto] para um apelo a ser encaminhado ao Papa Francisco, pedindo sua especial atenção para a defesa da família em face das nocivas propostas apresentadas no último Sínodo, as quais ameaçam ser retomadas em outubro de 2015.

"Worldwide petition to Pope Francis at the 2015 March for Life"

No dia seguinte à marcha, membros de algumas delegações que ainda se encontravam em Washington reuniram-se na sede do Escritório de Representação da TFP americana em Mc Lean, Virginia. Nessa oportunidade, o Sr. John Horvat, autor do livro Return to Order — mais de 30 mil exemplares escoados em um ano — pronunciou uma conferência sobre o tema “Abrace a Cruz Seja um autêntico líder pró-vida”, na qual mostrou como o amor à Cruz de nosso Divino Salvador contraria diametralmente a mentalidade hedonista de nossos dias. Porquanto, este é o verdadeiro caminho a trilhar.

 

4 COMENTÁRIOS

  1. Como é grandioso, nos EUA, o país que atualmente é ponta de lança da Revolução[dos costumes,de religiões,de políticas e muito mais],há tanto apoio da simpática população cristã, nesta importante luta pela vida,contra esta aberração do aborto.Nossa Senhora de Fátima é o destaque,como Rainha comandando,e a TFP com seus estandartes rubros sua cavalaria de filhos fiéis.LOUVADO SEJA DEUS E SUA SANTÍSSIMA MÃE.

     
  2. Se Nossa Senhora em Fátima disse que “Por fim meu Imaculado Coração Triunfará”, daí teremos a certeza de que todos os países que aprovaram a lei do aborto, irão revogar esta maldita lei. Havemos de vencer com a graça de Deus Pai.

     
  3. É animador saber que num país tão arraigadamente laicista, consumista, materialista, cujo deus é o dinheiro, ainda há mentes sadias, com o santo temor de Deus em seus corações, e permanentemente preparadas para se apresentar de alma limpa diante de Deus.

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome