uma-revolucao-pastoralO confuso debate dentro e fora da Igreja, antes, durante e depois dos dois últimos Sínodos Episcopais sobre a família, ao invés de esclarecer os delicados e decisivos problemas levantados, suscitou novas dúvidas e perplexidades.

Esse debate lançou ou relançou algumas palavras-chave — de caráter mágico ou talismânico — já amplamente divulgadas pela mídia. Trata-se de palavras e máximas ambíguas, destinadas a encetar uma “conversão pastoral da linguagem da Igreja” com vistas a criar uma “pastoral da misericórdia” entendida em sentido permissivo.

Esta propaganda é susceptível não só de confundir ainda mais a opinião pública católica, mas também de espalhar o relativismo na vida da Igreja e, consequentemente, também na esfera civil.

Parece, portanto, necessário que tais palavras-talismãs não sejam ignoradas, mas examinadas em seu sentido original, comparando-o com o que houve de novo e distorcido no debate pós-sinodal.

É o que procura fazer o autor de UMA REVOLUÇÃO PASTORAL — Palavras-talismã no debate eclesial sobre a família, Guido Vignelli. Recente lançamento, escrito às vésperas da publicação da Exortação Apostólica pós-sinodal do Papa Francisco.

Esta obra (no valor de R$17,90) pode ser adquirida por meio do site da PETRUS EDITORA LTDA, no seguinte link:

http://www.livrariapetrus.com.br/Default.aspx?cod=yrjkO

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome