Destaques


1 – CEM ANOS DE ESTAGNAÇÃO
2 – A FESTA EM QUE NÃO HÁ ANFITRIÃO
3 – À ESPERA DA JUSTIÇA

Para alternar entre os tópicos, utilize os botões “Anterior” e “Próximo” abaixo:

1Cem anos de estagnação

No centenário da revolução russa, nada a comemorar, disse o porta-voz do Kremlin. Fica-se atônito com tal afirmativa. Como não ter o que comemorar pelo centenário de um sistema político que abarcou milhões de pessoas de dezenas de países? Tido como o regime em que todos eram felizes, onde todos eram atendidos em tudo. Que logo nos primeiros anos de sua vigência transformou a Rússia em potência nuclear e se impôs na política mundial?

Nada a comemorar pois foi tudo uma trapaça. O sistema comunista é antinatural. A área enfeixada em suas fronteiras era uma imensa prisão onde as liberdades foram totalmente tolhidas e o padrão de vida das pessoas foi nivelado por baixo, por índices de miséria. Como dizer que a Rússia é uma potência, quando as evidências eram essas? E a melhora havida foi após o desfazimento do sistema comunista. Hoje está entre as nações de terceiro mundo em desenvolvimento, como bem atesta fazendo parte do Brics ― Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul.

2A festa em que não há anfitrião

Artistas de rua russos vestidos de czar e czarina russos diante do Museu Nacional do Hermitage em São Petersburgo Foto: Cristiano Dias / Estadão

Pouco mais de mil indivíduos oriundos de várias partes do mundo, em passeata pelas ruas de Moscou agitando bandeiras vermelhas – como o PT faz por aqui –, foi o que se viu na frustrante celebração do centenário da revolução russa.

Manifestação ridícula no país cuja população não está festejando a fatídica revolução de 1917. É como ir a uma festa inexistente! E, por ironia, seus esquálidos convivas se depararam com um casal de atores representando o czar Pedro, o Grande, e a czarina Catarina, ascendentes do último imperador da Rússia, Nicolau II, assassinado brutalmente com sua família pelos sanguinários bolcheviques. Pode-se dizer que o centenário da revolução russa, por antagonismo, homenageava os milhões de mártires assassinados pelo ódio revolucionário na pessoa da família imperial.

À noite, num bar de Moscou, um grupo de brasileiros reuniu-se para festejar, ao som de samba e loas à revolução, sob o espanto da plateia de russos.

Fonte: “Comunistas vão a festa sem anfitrião” O Estado de S. Paulo, terça-feira, 7 de novembro de 2017

3À espera da justiça

No centenário da revolução russa, Lenin tem sido o grande estorvo de Putin. Seu corpo está embalsamado, num mausoléu na Praça Vermelha, no coração de Moscou. Que sentido tem um monumento em homenagem do homem-símbolo da hoje falida revolução sanguinária que só espalhou o ódio – do “nós contra eles” – pelo mundo afora? Na verdade, a conservação de seu cadáver em um monumento público é um escárnio ao sofrimento e ao sangue derramado de milhões de pessoas que clamam por justiça.

Já houve um grupo de deputados que propôs, sem êxito, mandá-lo para o cemitério. O antecessor de Putin, Boris Yeltsin, quis livrar-se do cadáver enterrando-o, mas sem êxito também. E assim, vai ficando – até quando? – o despojo da fracassada revolução, a esperar pela justiça da História.

Fonte: “Destino de cadáver embalsamado de Lênin
assombra russos após 93 anos
“, Folha de S. Paulo, terça-feira, 7 de novembro de 2017

Não corrompam nossas crianças através da “Ideologia de Gênero”

A Ação Jovem do IPCO está promovendo uma campanha nacional de abaixo-assinados que serão enviados para o Presidente Michel Temer pedindo a exclusão da satânica "Ideologia de Gênero" da Base Nacional Comum Curricular - BNCC.

Clique aqui e assine já!

 
COMPARTILHAR
Artigo anteriorEfemérides – 13/11
Próximo artigoA verdadeira caridade
Instituto Plinio Corrêa de Oliveira

O Instituto Plinio Corrêa de Oliveira é uma associação de direito privado, pessoa jurídica de fins não econômicos, nos termos do novo Código Civil.

O IPCO foi fundado em 8 de dezembro de 2006 por um grupo de discípulos do saudoso líder católico brasileiro, por iniciativa do Eng° Adolpho Lindenberg, seu primo-irmão e um de seus primeiros seguidores, o qual assumiu a presidência da entidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome