O suspense cansa.

Imaginemos um carro à beira do precipício. Um verdadeiro abismo com todas as suas características, inclusive o convite gritante para a ação da força da gravidade. O vazio sobe no nosso peito, nos incomoda, o impacto do episódio nos impressiona. E se …? O motorista do carro, entretanto, está despreocupado. Os passageiros também. Mas a tragédia é para dentro de segundos.

Digamos que a cena seja a ilustração com a qual abrimos todos os dias nosso computador (que mau gosto, não?). Ao cabo de um ano, a ilustração só impressiona visitantes. Para nós, apenas causa bocejos. Ficou rotineira.

Hoje, como numa dança macabra, a tragédia se repete sem parar numa escala mundial. São desastres atrás de desastres. Filhos matam seus pais, mães assassinam seus filhos (nem estou falando do aborto). Professoras escandalizam seus alunos. A moralidade se precipita, como o carro do início deste artigo. Os homossexuais pretendem “casar-se”. O mais alto edifício de mundo é derrubado por terroristas (lembra-se?). Terroristas massacram 20 ou 50. Em alguma parte do globo, a cada 5 minutos acontece o martírio de um católico, segundo li neste mesmo site.

E as pessoas que deveriam dar brados de alerta, ter lágrimas de pranto, soltar clamores de indignação, bocejam.

Contribuem para o cansaço geral, limitando-se a dizer de vez em quanto: “É lamentável…” E ficam por aí. Eu também fico por aqui. A opinião pública assiste, cansada.

“Quais as causas dessa ingenuidade obstinadamente cega, que penetrou em tantos, grandes ou pequenos, cultos ou ignorantes, moços ou velhos?”, perguntava, nas páginas da Folha de S. Paulo, Dr. Plinio em 1968 (28 de agosto).

O fenômeno é o mesmo. Ele responde: “É o cansaço, o terrível cansaço de ser lógico, sério, coerente e arguto”. Sim, estaremos cansados, o excesso de informações na internet, imprensa, rádio, TV, continuando a produzir esta estafa.

Mas convém ter presente que o autor afirma, no mesmo artigo: “Pode-se dizer que em muitas guerras ou tensões internacionais, ganhou quem, até o fim, não se deixou penetrar por esse amolecimento fatal”.

Sejamos um destes. Sacudamos o torpor. O momento presente no-lo pede. Nossa Senhora nos ajudará.

10 COMENTÁRIOS

  1. A VIDA.
    É, ao mesmo tempo, curiosa e fascinante.
    Curiosa pelo aspecto infinitamente múltiplo que se manifesta e fascinante pela grandiosidade e variedade de formas e espécies que se apresentam, em contínuo e infinito desenvolvimento. Praticamente eterna, alimentando um ciclo que se repete e se renova, constantemente, em sinfonia universal, sem maestro aparente, sugerindo ser, o maestro, a própria vida, latente.
    Interrompê-la, querendo submeter seu curso á nossa mesquinha vontade, é insano e imprudente, mesmo quando, aparentemente pensamos ter atingido pleno sucesso como no aborto.
    Podemos (não devemos) matar o corpo, apenas uma forma de manifestação da vida, mas não matamos o espírito, que é a própria vida.
    A verdade não está preocupada com a nossa crença, pois é absoluta. Basta por si mesma e é plenamente disponível a qualquer um que queira encontrá-la.
    “ … buscai e achareis; batei e abrir-se-vos-á; pedi e ser-vos-á dado … “
    Não vou ensinar o Pai Nosso ao vigário, mas posso partilhar uma experiência de vida: eu e minha esposa perdemos nossa primeira filha, com apenas 17 horas de vida. Detalhes não interessam, agora, mas sempre lembramos dela, como se sempre estivesse conosco. O que é verdade, para quem acredita na ressurreição de Jesus. Morre o corpo, não o espírito que o vivifica. Assim aconteceu com Lissandra, nossa filha e acontecerá comigo, assim como com todas essas (SAGRADAS) vidas que são ceifadas (fisicamente) pelo nosso arbítrio. Nossa maldade NÃO as atinge, apenas nos condena como carrascos.
    É muita pretensão, a humana, pensar que tem poder sobre a vida, nem a própria, nem a de ninguém.
    H.MALOZZI.

  2. COM RELAÇÃO À CAMPANHA CONTRA O ABORTO:

    Acendí a vela, contudo, por razão ÓBVIA, não assisti o vídeo, até o fim.
    Os “detalhes” mórbidos dessa PERVERSIDADE não me interessam e PROFUNDAMENTE me entristecem.
    Tenho VERGONHA de ser humano(???) como esses executores arbitrários do poder sobre a vida alheia, quando deveriam executar a própria, da qual não são dignos de viver. Ganharam-na de GRAÇA e a desperdiçam sem agradecer e sem agradar quem a deu.

    Como sabem, essa campanha apenas alerta e não evita o extermínio e, quem é contra, ou a favor, não vai mudar de opinião, independente de QUALQUER lei.

    Falando em lei, existe uma ( A CONSTITUIÇÃO ), que já existe e NINGUÉM cumpre.

    Nela ( só lá ) é “garantido”(??????) o DIREITO à educação ( DE QUALIDADE ) e ao trabalho ( DE QUALIDADE ) a TODOS os brasileiros.

    A palavra QUALIDADE, para mim, só tem UM significado :

    reflete uma educação, na qual o aluno desenvolve o SENSO CRÍTICO, natural que já tem aos três anos de idade e, através dele, se torna um LÍDER empreendedor, que todos somos, a fim de, futuramente TRABALHAR como empregado, patrão ou servidor público, RESPONSÁVEL E CONSCIENTE;
    reflete um TRABALHO, executado por um aluno, devidamente preparado para ser empregado, patrão ou servidor público, acima descrito.

    Também é necessário dizer e corrigir o termo “PODER PÚBLICO”, que, para mim, não diz nada. O correto é dizer “DEVER PÚBLICO” pois essa raça é muito bem paga pelo povo que trabalha, como eu, para fazer nada mais que a obrigação que eles desconhecem e, se conhecessem, não têm a menor COMPETÊNCIA para exercer, pois são despreparados pela FALTA da educação ( DE QUALIDADE ), ACIMA DESCRITA.

    Enquanto nós ( eu, você e qualquer brasileiro ) estivermos sentados, passivamente, esperando que tudo aconteça automaticamente, NADA vai mudar.

    Vamos CONTINUAR plantando o vento e “aguentar” a tempestade.

    Só mais um “lembrete” pra gente que “acredita”(???????) na parábola dos talentos :

    ” ….. TUDO aquilo que fizerdes ( ou deixardes de fazer ) a um desses pequeninos, a MIM o fizestes …. ”

    O nosso ato ( ou OMISSÃO ) é a nossa recompensa!

    Grande abraço.

    Atenciosamente,
    H.MALOZZI

  3. Sim. Estamos em um comodismo total, afinal estamos bem, o resto é problema do resto. Mais e depois, nossos filhos, netos, amigos sofrerão as consequências de nossa inércia, e como será nossa vida após a morte no purgatório, frente a frente com JESUS, que vergonha, que tristeza, não dará mais tempo.Irmãos, contem comigo a qualquer momento, tempo e lugar, mesmo se preciso for para morrer em nome de CRISTO e ganharmos a eternidade um dia. Assim teremos certeza como Paulo diz: “Combati o bom combate, terminei a corrida, guardei a fé”. ou também: “Viver pra mim é Cristo, morrer é lucro”.Vamos nos mobilizar mesmo via internet, pois não teríamos esse meio se não fosse dado a inteligência por nosso PAPAI DO CÉU.

  4. Confio com a intercessão de Nossa Mãe ,Rainha, Nossa Senhora,co-redentora,Maria Santíssima,Imaculada,Soberana,Santa Virgem prudentíssima,venerável louvável,poderosa,clemente,fiel espelho da Justiça.Rosa Mistica Torre de Davi,Porta do céu,Estrela da ManhãRainha da Paz….Pogai por nós santa Mãe de Deus. para sejamos dignos das promessas de Cristo Intercedei e sejamos livres das tristezas e alcancemos a eterna alegria .Por NSJC Amém

  5. Sim este cansaço é verdadeiro ele afeta a todos, mas eu aos meus 58 anos não me sinto cansado, eu me sinto revoltado, quando vejo o povo que deveria ser os ordenadores tyransformarem em submissos e escravos, fico revoltado quando vejo elegerem os ex terroristas, pessoas que mataram, roubaram, em nome de uma democracia, e sabiamos já naquela epoca que eram bandidos e uma vez bandidos sempre bandidos, haja visto as corrupçoes, as impunidades, os mensaloes, os dolares na cueca que assolam nosso paiz, além de acharem que a assembleia legislativa que é a casa do povo, sejam esconderijo deles, vejam ate as camaras de vereadores de Sao Jose dos campos tem vidros a prova de bala, como se os bandidos estivessem do lado de fora. As vezes eu canso sim, de ver que a grande maioria que colocaram esses lacaios no poder, a cada razao nossa eles teem uma desculpa ou um comparativo com anteriores eles não enxergam para frente so para tras e andam como os caranguejos, viraram zumbis e massa de manobra de terroristas.dai a razao para termos mundialmente esta inversao de valçores, onde uma minoria barulhente tenta sufocar uma maioria ,’ DE ZUMBIS” Falei o que penso e respeitsarei aqueles que pensarem diferente

  6. “OS CRIMINOSOS SE UNEM PARA A PRATICA DE SEUS CRIMES – ESSA É A SUA FORÇA”;
    “OS HOMENS DE BEM NÃO SE UNEM PARA A PRATICA DAS VIRTUDES – ESSA É A SUA FRAQUEZA”

    Observo ainda que a palavra “CASTIGO” tem o mesmo radical da palavra Castidade, logo, o castigo tem a conotação de misericordia e de purificação aos esteja sofrendo algum castigo pela justiça. Contudo, para o perdão a contrapartida é o arrependimento. E muitos, mesmo que castigados, não se arrependem. Por isso sofrem mais com os castigos.

  7. Eu sinto esse cansaço. Serei vítima ou agente? De qualquer modo devo reagir e sacudir esse cansaço com a ajuda de Nossa Senhora como bem diz o autor.

  8. “Sacudamos o torpor. O momento presente no-lo pede. Nossa Senhora nos ajudará.”
    Amém, podem contar comigo!
    Que morram a inércia, a anestesia e a desesperança.

    Glória a CRISTO Rei!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome