Caravana de jovens do IPCO atestam sua conduta pacífica e ordeira em campanha pelo interior do Nordeste, em defesa da família

Os jornalistas Nara Alves e Ricardo Galhardo, do portal iG São Paulo, publicaram no site Último Segundo (26/09/11) matéria afirmando que o movimento pseudo-direitista dos Skinheads recebe orientação teórica através dos seminários promovidos pelo Instituto Plinio Corrêa de Oliveira. (veja aqui a matéria mentirosa)

ISTO É UMA GRANDE E INESCRUPULOSA MENTIRA!

Citando como fonte a delegada Margarete Barreto, da Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), os articulistas afirmam que tais atos de violência “direitistas” têm motivação política e ideológica.

O Instituto Plinio Corrêa de Oliveira é veementemente contra o aborto, o chamado “casamento” homossexual, a legalização das drogas e outros temas que vão contra os princípios cristãos, mas NUNCA foi ou virá a ser a favor da violência que tais grupos pseudo-direitistas praticam contra a vida humana. NUNCA incentivamos quaisquer atos agressivos.

Nossa ação é pacífica e ordeira, e lutamos por princípios, sempre baseando-nos na doutrina católica tradicional. Quanto às reuniões promovidas pelo Instituto, basta acessar os vídeos das conferências para se certificar de seu caráter inteiramente ordeiro.

(Assista por exemplo à última conferência, clicando aqui)

O Instituto Plinio Corrêa de Oliveira tem a alegria de estar entre as associações que mais se destacam em defesa da família e

Detalhe da campanha, em que os membros do IPCO entram em contato direto com a simpática população nordestina

da civilização cristã. Querer estabelecer quaisquer relações entre este Instituto e a violência praticada por grupos de skinheads é falso e só pode favorecer os movimentos abortista, homossexual e pró-drogas.

Acrescentamos que a ação violenta e destemperada por parte de movimentos “direitistas” (as aspas são propositais) apenas atrapalha nossa ação e dos que pacificamente lutam em defesa do futuro moral do Brasil.

Cabe, pois, ao site Último Segundo, se quiser mostrar sua idoneidade e honestidade intelectual, um desmentido à injusta e descabida informação. Colocamo-nos à disposição de seu quadro de redatores, através da seção Fale Conosco deste site.

71 COMENTÁRIOS

  1. realizações do comunismo pelo mundo
    1)estupro de 5.000.000 de mulheres pelos comunas(comunistas)
    2)assassinato de 100.000.000 de pessoas pelos comunistas
    só isso é o suficiente para mostrar que comunismo não presta

  2. Esses politicos de esquerda aliados ao governo, e unidos como irmandades, instaurados no Brasil e no mundo; tidos como potencias infernais. Querem agora encher a população brasileira de dinheiro, deixando-os satisfeitos financeiramente, para com isso acabar com a moralidade usando essas tres frentes de ataques a sociedade (liberaçao do aborto, da maconha e o casamento homesexual). E pasmo fico pois o objetivo maior sempre foi, o de instaurar a miseria, pelo mundo. Com isso toda instituição que vier a lutar a favor da sociedade, da familia e da Igreja Catolica, serão postos como criminosos.

    E é com essa analise que faço, desses partidos politicos e irmandades do Brasil e do mundo, que estou a favor do IPCO e da igreja catolica.

  3. Caros editores,
    Venho demonstrar meu profundo
    descontentamento com a matéria intitulada
    Skinheads usam briga política como pano de
    fundo para violência. Nela os jornalistas fizeram
    uma ligação mentirosa entre a violência praticada
    pelos Skinheads e o Instituto Plinio Corrêa de
    Oliveira. Antes de publicarem tal calúnia, que fere
    o nome do Instituto, os jornalistas do iG deveriam
    conhecer o trabalho e as ideias do Instituto, que
    NUNCA apoiou nem incentivou ações violentas.
    Pela reputação e idoneidade deste Portal de
    notícias, peço que façam uma nota de
    esclarecimento sobre a infeliz matéria.

  4. A questão é a seguinte:
    Não foram os jornalistas que fizeram esta afirmação.
    O próprio líder dos Skinheads declarou em pessoa ter assistido várias palestras no IPCO e ter gostado muito.
    E agora? Como vocês explicam isso?

  5. Caros editores,
    Venho demonstrar meu profundo descontentamento com a matéria intitulada Skinheads usam briga política como pano de fundo para violência. Nela os jornalistas fizeram uma ligação mentirosa entre a violência praticada pelos Skinheads e o Instituto Plínio Corrêa de Oliveira. Antes de publicarem tal calúnia, que fere o nome do Instituto, os jornalistas do IG deveriam conhecer o trabalho e as ideias do Instituto, que NUNCA apoiou nem incentivou ações violentas pela reputação e idoneidade deste Portal de notícias, peço que façam uma nota de exclarecimentos sobre a infeliz matéria.

  6. Caros editores,
    Venho demonstrar meu profundo
    descontentamento com a matéria intitulada
    Skinheads usam briga política como pano de
    fundo para violência. Nela os jornalistas fizeram
    uma ligação mentirosa entre a violência praticada
    pelos Skinheads e o Instituto Plinio Corrêa de
    Oliveira. Antes de publicarem tal calúnia, que fere
    o nome do Instituto, os jornalistas do iG deveriam
    conhecer o trabalho e as ideias do Instituto, que
    NUNCA apoiou nem incentivou ações violentas.
    Pela reputação e idoneidade deste Portal de
    notícias, peço que façam uma nota de
    esclarecimento sobre a infeliz matéria.

  7. Nunca vi incitação à violência no IPCO, o que vejo sempre são esclarecimentos e protestos pacíficos. De qualquer forma que Nosso Senhor Jesus Cristo proteja o IPCO e os seus ideais cristãos das calúnias destes “cães raivosos”!

  8. Os comentários dos jornalistas Nara e Ricardo são fundamentados no discurso do PT.
    “Relaxa e Goza” frase pela então ministra Marta Suplicy.
    Esse é o nível dos integrantes do PT. Além de dólar na cueca(Genoíno). Enfim , a lista é infindável.
    Os jornalistas Ricardo e Nara são penas de aluguel.
    Se o PT compro o Congresso Nacional, que dirá dois infames jornalistas.
    Nos dias de hoje, defender a família, ser contra a aberração do homossexualismo, ser contra o aborto é destoar dos infiltrados jornalistas nos jornais, TVs, Rádios e SITES.
    LUTEMOS COM TODAS NOSSAS FORÇAS CONTRA A PROMISCUIDADE OFICIAL – GOVERNAMENTAL- deste estado laico e dominado pelo PT e seus asseclas.
    Sou CATÓLICO GRAÇAS À DEUS.

  9. Senhores Editores,
    É preciso que haja um esclarecimento. Participantes do Instituto Plínio Corrêa de Oliveira defendem sim, com ardor, suas convicções, mas não são dados a violência. Defendem princípios Cristãos.

  10. Prezados Senhores.
    Em razão de, por ocasião do pedido de apoio ante deliberações do congresso, nunca ter recebido qualquer orientação desse Instituto para agir com violência contra qualquer grupo de brasileiros ou estrangeiros, mas sim, me manifestar em consonância com a posição de absoluta defesa da vida, remeti o seguinte e-mail ao Portal IG:

    Caros editores, Aproveito a a oportunidade para demonstrar meu profundo descontentamento com a matéria intitulada
    Skinheads usam briga política como pano de
    fundo para violência. Nela os jornalistas fizeram
    uma ligação infeliz entre a violência praticada
    pelos Skinheads e o Instituto Plinio Corrêa de
    Oliveira, que defende, democraticamente, valores tradicionais. Antes de publicarem tal inverdade, ferindo o nome do Instituto, os jornalistas do iG deveriam conhecer o trabalho e as ideias do Instituto. Reste claro que nas mensagens em que fui convocado a apoiar contra ou a favor a deliberações que poderiam atingir a família ou aos bons costumes, o instituto NUNCA manifestou nem incentivou ações violentas.
    Pela reputação e idoneidade deste importante Portal de notícias, para que continuemos a acreditar nas futuras publicações, peço que façam uma nota de correção sobre esta a infeliz matéria, visto que o instituto não pede atestado de ideologia para seus simpatizantes.

  11. Prezados (as) Senhores (as ), bom dia !

    O TEMPO é realmente uma oportunidade divina para melhor aprender viver. Entretanto, só só se liga neste tempo quem está interessado em viver bem, em primeiro lugar consigo mesmo, depois com a família, com os amigos e também com a sociedade em que vivemos.
    Há alguns anos – mais de doze acredito, este jornalista, Sr. Galhardo, muito ofendeu a sociedade religiosa que frequento e respeito até hoje, aliás, pensei que ele já estava bem melhor como pessoa. Nesta nova atitude impensada que me vem como notícia, posso perceber que o tempo está passando, o globo está girando, e ele insiste em se dedicar a ofender pessoas e instituições. Infelizmente, ele não prosperará em sua profissão, está deixando escorrer pelas mãos a oportunidade de respeitar o próximo. Entretanto, precisamos enxergar que ele ainda não pode fazê-lo pela simplória razão de não respeitar nem a sí próprio. Primeiro é preciso conhecer, para depois comentar, contudo, não podemos deixar o respeito se ausentar nas nossas atitudes. Desejo ao Sr. Galhardo, mais galhardia em seu lento processo de HUMANIZAÇÃO. Quanto as ofensas, precisam ser respondidas do ALTO, ou seja, com respeito e firmeza, pois assim que o fizemos – direito de resposta ao agravo. Fiquem em PAZ.

  12. Meus amigos do Brasil, esses jornalistas do IG certamente que estão recebendo muita propina do PT do kengo do lula e seus ptralhas sabem por quê? Porque o IPCO é uma entidade comprometida apenas com a verdade e os bons costumes e absoluto respeito ao cristianismo, de forma nenhuma o IPICO esteve de conchavos com grupos de conduta obscura como esses e outros citados, portanto o IG pisou na bola e deve se desculpar a todos. É o que dar trabalhar com aspirantes que estudou em universidades de meia-tigela, a justiça tem o dever de impor sanções ao IG por calúnia e difamação.

  13. Boa tarde pessoal,

    Deixei o seguinte recado lá no portal da IG.

    “Olá, boa tarde!

    Gostaria de saber do porque que não está acessível, a nós leitores, o espaço de “comentários”.
    Mas o assunto central do meu comentário é acerca da matéria mesmo, onde a Sr. Nara e o Sr. Ricardo (responsáveis pela matéria) fazem a seguinte afirmação: “Estes jovens recebem orientação teórica. As bases são os seminários promovidos pelo Instituto Plínio Correia de Oliveira (criador da extinta TFP, que defendia a Tradição, a Família e a Propriedade) . ” Uma afirmação dessa natureza, julgo ser imprescindível que venha acompanhada de publicações feitas pelo órgão acusado (no caso, o Instituto Plínio Corrêa – IPC), para que a instituição IG, não venha a cair ainda mais no descrédito dos que, vez em quando, aparecem por aqui, sedentos por notícias verídicas. Fico no aguardo da publicação dos seminários do IPC, onde a mesma incita jovens a violência.

    Atenciosamente,

    Luiz Valadares.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome