Pense comigo, leitor. É uma lei da natureza que tudo aquilo que se desenvolve, à medida que progride, se diferencia. Tudo aquilo que decai, tanto quanto baixa, tanto se confunde. Por isso, diferenciação e desenvolvimento são termos correlatos,bem como em sentido inverso, decadência e indiferenciação.

A marcha da semente à árvore florida e depois cheia de frutos é a marcha da diferenciação. As sementes de uma mesma espécie se confundem, mas as árvores já formadas, a produzir flores e frutos, são nitidamente diversas uma das outras. Mas na decadência sucede o oposto.

E assim sucede com todos os seres vivos. Marcadamente com os animais superiores. De maneira exponencial com os homens. É uma fonte de desigualdade.

Considerem-se aquelas estátuas da Ilha de Páscoa (Chile). Produzidas por artistas primitivos, elas se parecem todas entre si. Mas se um Michelangelo lhes tivesse dado acabamento, elas deixariam de se confundir, e cada uma constituiria obra-prima à parte.

Ora, é o contrário que hoje sucede: os homens e os objetos vão se confundindo cada vez mais. Não apenas as hierarquias se achatam, como as próprias diferenças vão progressivamente se apagando.

De prazer em prazer, de bocejo em bocejo, o homem moderno vai perdendo o sentido do social, do que sucede à sua volta, e vai se afundando na massificação. Sua personalidade se deteriora. É o avanço do narcisismo, que em alguns casos vai atingindo as fronteiras do autismo1. Pelo menos de um autismo publicístico e metafórico, não clínico. Embora não perca todo contato com a realidade, o neo-autista quase não presta atenção nela, preferindo refugiar-se na mera coexistência com o que o cerca de muito perto.

“Quero crer que certas épocas são doentes mentais. Por exemplo: a nossa”. E ainda: “O grande acontecimento do século foi a ascensão espantosa e fulminante do idiota”2. Exageros do dramaturgo Nelson Rodrigues? Em qualquer caso, com ele concorda García Márquez, que afirmou: “O ser humano não pode ser tão imbecil como foi no século XX”3.

Mas já estamos no século XXI. Melhorou?

Poder-se-ia também perguntar se entra cinismo nessa coexistência pacífica de tudo aquilo que não poderia coexistir. Como negá-lo? Mas é uma forma de cinismo que não se enxerga. Há certa naturalidade em aceitar o cinismo. É como ninguém conhecesse essa palavra ou todos ignorassem o respectivo sentido. E o cinismo piora à medida que a posição do hipócrita sobe, seja ela temporal ou espiritual na sociedade.

Um homem que, apesar de seus conhecidos defeitos, sabia muito bem observar e dizer – o dramaturgo Nelson Rodrigues – afirmou:

“Daqui a duzentos anos, os historiadores vão chamar este final de século de ‘a mais cínica das épocas’. O cinismo escorre por toda parte, como a água das paredes infiltradas”4. Evidente demasia ou nem tanto?

Que Nossa Senhora nos ajude a sair dessa!

______________

1 – Narcisismo: admiração de si próprio, atenção exclusiva sobre si mesmo (Larousse Cultural, Nova Cultural, São Paulo, 1998). Autismo: desenvolvimento exagerado da vida interior e perda de todo contato com a realidade (Garnier-Delamare, Dicionário de termos técnicos de medicina, 20ª ed. – Org. Andrei Editora, S. Paulo, 1984).

2 – Nelson Rodrigues, Flor de Obsessão (Companhia das Letras, São Paulo, 1997, p. 150).

3 – In “Catolicismo”, n. 505, janeiro de 1993.

4 -> Nelson Rodrigues, op. cit., p. 150.

5 COMENTÁRIOS

  1. MAS…QUE POVO É ESTE QUE…..
    -Deixou-se conduzir pelos exemplos de Países devassos e por governantes, políticos e autoridades materialistas, retirando dos seus lares e das paredes as imagens e os símbolos sagrados que sempre nos faziam lembrar Deus e os mártires do Cristianismo; agora, envolto na malignidade dos criminosos, ainda esperam obter a proteção do Criador!
    -Só vai às ruas para reivindicar o aumento salarial de seus órgãos de classe ou exigir passagem grátis nos transportes coletivos?
    -É capaz de fazer passeatas pelo uso livre de drogas, que reúne milhões nas ruas em favor da homossexualidade; mas, é incapaz de lutar contra o “Mar” de corrupção que afoga o País!
    -Quando, vai às ruas, raramente, para protestar por alguns centavos de aumento nas passagens dos ônibus; aproveita para saquear, depredar, destruir os bens públicos (que são os seus) e agredir os seus semelhantes!
    -Que vai aos supermercados com seus filhos, se apoderam de pequenos objetos, assaltam as prateleiras e as geladeiras, devorando os alimentos furtados sem nenhuma cerimônia ou pudor !
    -Que superlota os ricos e dispendiosos estádios de futebol (que se tornaram autênticas Arenas de agressões,violência e brigas), pagando caro para ver jogadores milionários e escandalosos correndo atrás de uma bola; solta rojões que atingem os outros, perdem os seus dedos na explosão dos foguetes e, ao final do jogo, saem pelas ruas agredindo inocentes,violentando,saqueando,ateando fogo nos bens alheios, quebrando tudo pela frente, se matando e matando os seus semelhantes !
    -Que povo é este que diz que Deus é brasileiro e, é conhecido pela malandragem, pela roubalheira, pela criminalidade, pela corrupção oficial e particular, pela jogatina, pela agressividade, pela bebedeira diária nos numerosos e incontáveis botecos de calçada, pelo sexismo desenfreado e pela libertinagem generalizada e de toda espécie!
    -Que povo é este que se tornou campeão dos assassinatos, da desonestidade dos maus políticos, dos seus péssimos governantes, dos crimes automobilísticos, do besteirol geral e agora, está se tornando o campeão da ignorância, do alcoolismo, dos ébrios, da criminalidade e da impunidade!
    -Que povo é este que tanto dá audiência aos numerosos programas de televisão, que há décadas vem mostrando e exibindo estórias e cenas as mais perniciosas, cretinas, tolas, degeneradores dos costumes e destruidoras da família; quase todos eles condicionando crianças e adultos ignorantes para o mal, para a perversão física e espiritual da Nação!
    -Que povo é este que assiste, aceita calado e acovardado que a Televisão Brasileira imponha toda espécie de decadência moral que é condicionadora de toda essa devastação material e espiritual que estamos assistindo? Raro é o programa televisivo que não mostre degeneração sexual, agressividade, violência extremada e cenas de horror e pavor!
    -Que povo é este que só pensa em se aproveitar dos outros e subtrair o máximo da Nação!
    -Que povo é este que deixou de falar corretamente a própria língua, desconhece o Hino Nacional, despreza a Bandeira Brasileira, faz gozação e ridiculariza todos os símbolos da Pátria…que já não é mais amada!
    -Que povo é este que tem um dos maiores e mais afortunados países do mundo em riquezas naturais; sem vulcões, terremotos, ciclones, tufões, maremotos ou tsunamis e, mesmo com todos esses privilégios, tem um Povo tão sofrido, agressivo, violento, pobre, ignorante e desesperançoso !
    -Não fazemos guerra, revoluções,levantes e vivemos em paz com as demais Nações; mesmo assim, vivenciamos uma terrível e silenciosa guerra entre nós, através dos inúmeros e incontáveis assassinatos, agressões, assaltos; pela fome, miséria e nas mortes provocadas pelos milhares de motoristas criminosos!
    -Não nos destacamos na Ciência nunca ganhamos um “Prêmio Nobel” ou alguma outra premiação cultural que nos enobrecesse perante a Comunidade Científica Internacional!
    -Que povo é este que se mostra acovardado, que aceita omisso tudo o que lhe é imposto pelos políticos e governantes corruptos e incompetentes que fazem o que querem com a população?
    -Que povo é este que tem as melhores e as mais numerosas Leis que não são seguidas e nem obedecidas pela grande maioria das pessoas!
    -Que País é este cujo povo não sabe se reunir sem que haja baderna, agressividade e desentendimento?
    -Que povo é este que desvaloriza e ridiculariza os seus verdadeiros heróis do passado e idolatra jogadores, enganadores de televisão, falsos artistas que berram, pulam e gritam nos palcos; criminosos e corruptos de toda espécie?
    -Que povo é este que tem uma memória tão curta que o faz esquecer-se dos crimes praticados pelos bandidos mais cruéis e pelos políticos e governantes que o exploram repetidamente? Todo escândalo provocado diariamente pela bandidagem rica ou pobre; é esquecido em pouco mais de um mês e os seus criminosos podem ser eleitos e reeleitos para ocuparem os mais altos e importantes cargos da Nação!
    -Que povo é este cujas autoridades se omitem do dever constitucional e moral de zelar pelas leis e pelos bons costumes, diante da violência, horror, promiscuidade da imoralidade avassaladora que é mostrada e difundida pela maioria das empresas de televisão, pela mídia e pela Internet, que condicionam a todos para o MAL, através do exibicionismo perverso e degenerado de muitos programas, verdadeiros lixos visuais e auditivos que ensinam toda espécie de degradação, sob os aplausos e aceitação dos infantis, imaturos e dos milhões de ignorantes telespectadores. Alguns desses programas-lixo de auditório são verdadeiras e eficientes aulas de degradação humana. Em um deles, vemos um apresentador preparar uma cena abjeta em que induziu uma mulher a trair o seu marido, ao vivo, com um ator da Emissora, sob a visão espantada e odiada do marido (também, é apresentada no programa a cena de um marido ser condicionado a trair a esposa com uma mulher contratada, sob a visão da esposa do homem que vai consumar o adultério programado pelo apresentador). Diante do dantesco quadro em que a mulher é tentada pelo sujeito contratado pelo apresentador e, logo que ela é seduzida pelo traidor contratado e os seus movimentos eróticos começam, a plateia alegre e sedenta de permissividade licenciosa, começa a aplaudir o ato da traição conjugal daquela mulher. O marido, talvez fingindo surpresa, horror e ódio; faz mil ameaças à esposa traidora. O indivíduo responsável pelo programa contorce-se de satisfação diante do “dever” cumprido: o Adultério; com a destruição do lar e da família dos dois participantes (sem falarmos que tal ato, poderá levar ao assassinato da esposa ou marido infiel).
    -Que povo é este que assiste omisso e passivo o avanço vertiginoso das drogas, da corrupção e da deterioração dos bons costumes; que se cala amedrontado diante da maligna inversão dos valores que vem dominando a Sociedade; onde o BEM se tornou o Mal e o Mal virou o Bem; quando os valores positivos estão sendo rejeitados pela maioria que busca os valores negativos. Honestidade,caráter,honra,patriotismo,humanismo,família,amor e muitos outros atributos positivos estão sendo negados ao povo brasileiro, sob o patrocínio da televisão devassa,promíscua,libertina e materialista; em conluio com os políticos, comerciantes e governantes imorais, desonestos, impatriotas e ateus, que desejam manter a população alienada dos grandes e graves problemas de Saúde,Educação,Segurança Pública.
    -Que País é este que permitiu que os meios de comunicação, principalmente a televisão, anestesiassem e seduzissem o povo, impregnando-o com a libertinagem sexual, com as bebidas vendidas nos milhões de botecos nas calçadas, onde milhões se embriagam e temporariamente afogam na cerveja as suas frustrações assistindo futebol, novelas, Big-Brothers, “Fazenda”, lutas-livres e outros programas-lixo da nossa “educativa” televisão.
    -Que povo é este que não percebe que a Mídia, associada aos governantes, políticos,comerciantes e empresários corruptos estão corrompendo a personalidade de muitos com todo tipo de esportes, principalmente o futebol, que dia e noite são mostrados em telões, telinhas,vídeos,jornais,TV,rádios, jornais,revistas,etc., com a finalidade de entorpecer a mente coletiva, numa autêntica “lavagem cerebral”, hipnotizando e condicionando milhões com assuntos, atos e cenas medíocres,tolas,sexualistas e perversas.
    Para a maioria dos animais irracionais, a cooperação entre os membros do grupo torna cada indivíduo mais forte, seguro e protegido dos seus predadores; é o “um por todos e todos por um”. Ao contrário, nesta nossa sociedade egoística, egocentrista e materialista em que as pessoas não enxergam um palmo além do próprio umbigo e cada um só pensa em si, não se preocupa e não se interessa pelos demais; o lema é: “todos por mim e eu por ninguém”. Portanto, nos tornamos inferiores aos brutos; graças a falta de cultura que os governantes,políticos, empresários, a televisão e a mídia mal-intencionados nos impuseram, a fim de subjugar as mentes ignorantes aos seus interesses materialistas, doutrinários e ideológicos.
    -Que País é este onde as pessoas saem às ruas e não sabem se voltarão vivas para as suas casas, devido ao grande número de crimes que acontecem diariamente, quando,quase 6 pessoas são mortas por hora !
    -Que País é este em que qualquer um faz o que quer, em qualquer lugar e sem qualquer impedimento;
    -Que povo é este que joga nas ruas, avenidas, praças e em qualquer logradouro público o seu lixo particular. Cospem,escarram,urinam,defecam,picham e quebram os bens públicos. Saem com seus cachorros pelas ruas sem a mínima preocupação com a sujeira e o perigo sanitário que oferecem aos demais com os dejetos desses animais.
    -Que povo é este que é libertino para fazer barulho em casa, nas ruas e em qualquer local que desejar; num verdadeiro campeonato de estupidez sonora. Cada motorista de carro ou moto compete na barulheira infernal que ensurdece e torna hipertensas as demais pessoas!
    -Que povo é este que se diz religioso e fala “que é o maior país católico do mundo”; ao mesmo tempo em que é egoísta, materialista, supersticioso e idólatra de um sem-número de rituais cabalísticos e vive dos prazeres mundanos. É um dos maiores celeiros de bandidos, de corruptos e assassinos do mundo. Os milhões de falsos católicos e outros tantos que se dizem cristãos assassinam cerca de 147 dos seus semelhantes por dia.
    -Que povo é este que até envolve Deus nas suas falcatruas, afirmando que o Todo Poderoso é brasileiro; como se Deus acobertasse a sua desonestidade e sua malandragem.
    -Que povo é este que os poucos honestos sentem vergonha de serem honestos!
    -Que País é este em que muitos sonham em morar no Exterior e, só não se mudam porque perderam o seu poder aquisitivo e ficaram mais pobres para arcarem com as despesas de se mudarem para um País sério e de povo mais responsável!
    -Que povo trabalhador é este que superlota as casas lotéricas sonhando com o prêmio maior para deixar de trabalhar e viver apenas da renda da premiação!
    -Que povo é este que se solidariza com bandidos ricos e não se compadece com muitos inocentes pobres que apodrecem nas prisões brasileiras?
    -Que povo é este que aceita, aprova e imita o que é de pior dos costumes e perversões que são importadas de outros povos promíscuos e moralmente decadentes ?
    -Que povo é este que fica solidário e ajuda a pagar a fiança de condenados que furtaram o seu dinheiro!
    -Que povo é este que não se solidariza não se preocupa e nem ajuda os seus 16 milhões de irmãos honestos e trabalhadores que estão passando fome e não se interessa por saber que, em cada 10 brasileiros, quase 1 deles se encontra na extrema pobreza !
    -Que povo é este que se tornou tão frustrado que anda pelas ruas com semblante triste e agressivo e não olha para o rosto do outro com receio de ser mal interpretado!
    -Que povo é este que se tornou tão desonesto que evita olhar para o rosto de um policial nas ruas ; fica “sem graça” e constrangido quando uma viatura policial para ao lado do seu carro em um semáforo . Isto se explica como o receio íntimo de sua conduta ilegal, porque o policial representa a Lei e a maioria dos brasileiros não a respeita e sente-se, consciente ou inconscientemente, culpada por alguma ilegalidade diária que pratica ou pensa em praticar (lembremos que em 20 anos de pesquisa sobre a honestidade, encontramos apenas 2 pessoas, dentre milhares, que nos disseram que não se apropriariam de alguma coisa de valor que encontrassem nas ruas).
    -Que povo é este que permite que os seus representantes políticos escolham e nomeiem criminosos para cargos importantes?
    -Que País é este cujos noticiários diariamente nos mostram uma criminalidade crescente, uma corrupção desenfreada, fraldes, trapaças e uma roubalheira generalizada de governantes, políticos, empresários, comerciantes e de muitos que formam a população brasileira?
    -Que povo é este que trocou a rica e bela Língua Portuguesa que contém mais de 350.000 palavras, por duas dúzias de repetitivas palavras e chavões, quase sempre, importados da bandidagem dos guetos e dos detentos dos presídios norte-americanos, como: “beleza”, ”valeu”, ”com certeza”, ”mano”, ”Brothers”, ”fraga”, ”foda”, ”meu”, ”caraca”, ”manero” e alguns outros palavrões originados do submundo da traficância internacional.
    -Que povo é este que ocupa, diariamente, as manchetes e principais notícias com os diversos e variados tipos de criminalidade e escândalos no futebol, na política, na prostituição, na violência, furtos, roubos e nos assassinatos mais cruéis?
    -Que povo é este que só quer ganhar e levar vantagem em tudo; que não entende que para ganhar é necessário que alguém seja o perdedor e que a vantagem de um, é a desvantagem do seu semelhante?
    -Que povo é este onde cada um planeja enganar o próximo, trapacear a todos e surrupiar o máximo do seu país?
    -Que povo é este que é dono de um dos maiores e, materialmente, mais ricos países do mundo, que deixou que lhe roubassem tanto a riqueza nacional que o tornou um dos mais empobrecidos povos da terra, ao ponto de milhões sobreviverem catando latinhas vazias de bebidas nas lixeiras e chafurdando restos de comidas apodrecidas nos sacos de lixo das ruas e procurando a sobrevivência miserável nos lixões e aterros sanitários!
    -Que País é este onde milhões vivem nas ruas, calçadas, sob pontes e viadutos; enquanto os políticos e governantes falam em grande melhoria de vida da população e gastam bilhões em supéfluos
    -Que País é este que aplaudem bandidos milionários, admiram e se alegram com o ridículo, com as esquisitices e tolices dos indivíduos ricos fabricados e chamados de “famosos” pela televisão; que morrem e se matam por jogadores de futebol; que acompanham e dão audiência aos piores programas-lixo da TV ! Porém, este mesmo povo não se apieda dos milhões dos seus humildes e honestos irmãos do Interior do Brasil , que estão morrendo de fome e bebendo lama dos leitos secos dos rios e dos açudes para minorar a sua sede. São estes sofridos brasileiros que são mantidos na miséria e na ignorância programada pelos corruptos, para que continuem elegendo e reelegendo os políticos e governantes desonestos e desumanos!
    -Que povo é este que se acostumou com o MAL, de tanto ver os corruptos e os seus associados praticarem o MAL; de tanto verem os políticos e a Mídia corrompida que hipnotiza, condiciona e seduz a todos com a falsa beleza e a riqueza de suas novelas, futebol, com os seus programas desprezíveis que degeneram as mentes dos tolos, dos ignorantes e dos milhões de imaturos; destruindo e prostituíndo os indivíduos, a família e o todo social.
    -Que povo é este que assiste acovardado e omisso os sucessivos governantes e políticos que há décadas vem desmoralizando o nome da Nação Brasileira e dilapidando a riqueza nacional, herdados dos nossos honestos e heroicos antepassados !
    -Que povo é este que consente que Organismos Capitalistas Internacionais obriguem os nossos governantes a gastarem mais de $ 605 milhões na construção de estádio de futebol em um pobre Estado da Federação de pessoas esfomeadas que terão que pagar ingressos caros para assistirem a 4 jogos da Copa do Mundo ! E depois dos 4 jogos, quando todos os jogadores e turistas forem embora; o que farão com o imenso e caro Estádio? Ninguém diz nada; não sabe de nada e….Nem quer saber de nada !
    -Que povo é este que desconhece, não quer conhecer e tem raiva de quem sabe que o Exército Brasileiro está sucateado, propositalmente, com a finalidade de desmoralizá-lo perante a Opinião Pública; e, está incapacitado para nos defender de um ataque externo, nesta atualidade mundial em que a cobiça e interesses bélicos estão cada vez mais presentes!
    – Que País é este em que o povo se tornou tão barulhento que nos obriga a viver sob o “Império do Barulho” (veja no Google o Artigo: O IMPÉRIO DO BARULHO”). Barulho que a maioria das pessoas faz em qualquer lugar do País. Parece que cada indivíduo degenerado e frustrado compete em um campeonato doentio de fazer barulho (para chamar a atenção para a sua insignificância ), dirigindo as suas motos e carros; fazendo algazarras nos botecos,barzinhos,boates,festas,etc., causando a surdez prematura, perturbando as mentes e provocando insônia crônica, hipertensão e doenças cardiovasculares nas infelizes e inocentes pessoas que estão ao alcance sonoro desses milhões de deteriorados.
    -Que povo é este que imita e se comporta como aqueles que há milhares de anos foram destruídos pelo fogo, em punição divina por sua promiscuidade moral e espiritual : Sodoma e Gomorra !
    -Que povo é este que perdeu a noção da responsabilidade pessoal; mentindo,enganando e não honrando a palavra dada?
    -Que povo é este que não tem para quem recorrer, quando é enganado pelos comerciantes,empresários, industriais e pelas Empresas Governamentais do Serviço Público; principalmente pelas operadoras de telefonia, que fazem o que querem dos seus consumidores omissos, amedrontados e acovardados!
    Neste ponto, abro um espaço para um importante esclarecimento que fará com que o leitor entenda melhor sobre a FRUSTRAÇÃO.
    FRUSTRAÇÃO É O SENTIMENTO DE DESVALORIZAÇÃO, SENTIDO POR UMA PESSOA QUANDO NÃO CONSEGUE TER O QUE GOSTARIA DE TER; E/OU, NÃO CONSEGUE SER O QUE GOSTARIA DE SER. NESSAS CONDIÇÕES, O INDIVÍDUO SE REVOLTA CONTRA SI MESMO. MAS, NA MAIORIA DAS VEZES, PARA NÃO PIORAR AINDA MAIS A ANSIEDADE; A SUA MENTE INCONSCIENTE A FIM DE PRESERVÁ-LO DA DEPRESSÃO OU DO SUICÍDIO; PROJETA A SUA RAIVA NOS OUTROS; PRINCIPALMENTE NAQUELE OU NAQUELES QUE TEM O QUE ELE NÃO TEM; OU QUE É O QUE ELE NÃO CONSEGUE SER. PORTANTO, A FRUSTRAÇÃO É A CAUSA DE TODO OS MALES. NINGUÉM QUE ESTEJA SACIADO, SADIO E FELIZ, COM EXCESSÃO DOS LOUCOS, SAIRÁ PELAS RUAS PIXANDO, DEPREDANDO,AGREDINDO,ASSALTANDO,ROUBANDO,CORROMPENDO OU MATANDO OS OUTROS.
    -Que País é este, das fraudes diárias e da corrupção generalizada, praticada por quase todos; pois se perdeu a noção dos valores éticos e espirituais; em que as leis dos homens e as de Deus se tornaram motivo e alvo de desrespeito, piadas e zombarias!
    -Que povo é este que desperdiça tantos alimentos em casa e nos restaurantes, quando, gulosamente, enche o prato e abandona grande parte da comida que é jogada no lixo!
    -Que povo é este que não tem a mínima noção de higiene, em que poucos lavam as mãos para se alimentarem; muitos usam os banheiros e não dão descargas e tantos outros deixam as torneiras pingando!
    -Que povo é este que só tem como entretenimentos as bebidas, o futebol, o sexismo e o exibicionismo com carros, com motos barulhentos, assistindo novelas e os muitos programas-lixo da televisão?
    -Que País é este que diariamente a Mídia noticia e mostra assaltos, roubos, assassinatos, corrupção, prostituição, agressividade, violência, cenas e imagens de terror,horror,futebol,jogos de toda espécie e uma infinidade de outros programas tolos,vazios,ridículos,perniciosos e responsáveis pela ignorância e irresponsabilidade cultural que levou à maioria das pessoas à alienação geral!
    -Que povo é esse que elegeu e elege políticos e governantes que implantaram o caos na saúde pública, na educação e na segurança, permitindo o crescimento da violência que nos faz vítimas da sanha assassina de bandos de delinquentes adultos,juvenis e mirins que vagueiam pelas ruas, atacando tudo e a todos, sob a garantia da impunidade da menoridade penal!
    -Que País é este em que mais de 65 milhões de brasileiros humildes, honestos e trabalhadores estão desnutridos e passando fome nas capitais e no Interior; enquanto que muitos outros estão desfilando e se exibindo com coisas supérfluas, aplaudindo e promovendo a miséria mental, cultural e espiritual de falsos ídolos da política, da televisão e dos esportes!
    -Que povo é este que prima pelo desperdício de luz, água e alimentos? Acende e deixa lâmpadas acesas sem necessidade, deixa torneiras abertas, lavam calçadas com mangueiras e toma banho demorado em plena época de seca; ao ponto de desperdiçar 50% da preciosa água !
    -Que povo é este que defende os seus algozes e os seus próprios criminosos!
    -Que País é este em que 1/3 da população está abaixo da linha de pobreza; muitos morrendo de fome, enquanto se gaba e se apregoa que tem o melhor e mais caro carnaval; a maior queima de fogos; o melhor futebol com os seus maiores e mais caros estádios, etc.!
    -Que povo é este que se acostumou com a mentira e com a hipocrisia, como modo corrente de enganar a tudo e a todos. Governantes, políticos, autoridades, empresários, comerciantes e a maioria das pessoas comuns mentem para encobrirem as suas misérias pessoais e as mazelas sociais! Quando estão fora do País, esses políticos “pintam” a nossa situação como uma maravilha de melhorias sociais; que a pobreza está sendo erradicada; que a saúde dos brasileiros está melhorando e que temos educação,prosperidade e segurança ! Sabemos que falam o contrário da nossa realidade que são as drogas, as bebidas, a fome, a corrupção desenfreada, a miséria, a falta de segurança, a ignorância, o abandono da Saúde pública e a proliferação da roubalheira e da criminalidade !
    -Que povo é este que gasta bilhões com carnaval, com fogos de artifícios, com construção de Estádios de futebol que ficarão inoperantes e abandonados; mas não se aflige com 1 irmão seu, que está sendo assassinado a cada 10 minutos; não se preocupa com as 16 mulheres que são mortas diariamente no País; não se comove com os milhares de crianças que estão morrendo em consequência da falta de alimentos !
    -Que País é este que o seu povo vive assombrado por assaltantes e criminosos que a qualquer momento pode ser agredido, violentado, assaltado, roubado ou morto nas ruas ou dentro de sua própria casa?
    -Que pessoas são essas que de tão frustradas da vida, andam pelas ruas de caras fechadas demonstrando agressividade uns com os outros, como se fossem inimigos?
    -Que povo é este que se preocupa e cuida mais dos criminosos do que das suas vítminas?
    -Que País é este que se tornou o lugar mais importante para a venda e compra de drogas, causadoras de quase todos os assassinatos, atinge a mais de 1 milhão de pessoas com a idade média de 14 anos; o álcool embriaga quase 12 milhões de viciados que agridem cerca de 3,4 milhões de mulheres e crianças, dentro de casa ; e o cigarro, com mais de 24 milhões de fumantes, mata mais de 350 pessoas por dia, em consequência da inalação da nicotina!
    -Que futuro tem um País deste, cuja maioria absoluta dos seus estudantes adota a prática do “quem não cola, não sai da escola”. Prática esta, que produz tantos profissionais ignorantes e incompetentes, que são perigosos para todos nós; principalmente aqueles da área da saúde.
    -Que Povo é este que só pensa nos prazeres momentâneos do “aqui e agora”; não se preocupa com o seu dia de amanhã e nem tampouco quer saber do futuro do seu País!
    -Que povo é este que não muda as Leis que protegem e acobertam os criminosos-mirins que são usados pelos piores criminosos-adultos para nos assaltarem, roubarem, drogarem, violentarem e nos assassinarem.
    INFELIZMENTE, TUDO ISTO SE REPETIRÁ PORQUE OS MESMOS E NOTÓRIOS CORRUPTOS VOLTARÃO A SER ELEITOS POR ESTE MESMO POVO, NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES, CUJO “HORÁRIO ELEITOREIRO” ESTÁ DESCRITO A SEGUIR:

    O HORÁRIO ELEITOREIRO
    (ORIGEM DO… “QUE POVO É ESTE?”)
    “O BRASIL NÃO É UM PAÍS SÉRIO”! Quem fez esta afirmação, no início dos Anos 70, foi o herói e um dos maiores combatentes da Segunda Guerra Mundial; o Estadista e ex-presidente da França, o General Charles de Gaulle.
    Tempos atrás, um colega de estudo, uma pessoa conhecida por sua grande inteligência, disse-me que “nós somos pobres porque somos uma sub-raça e, por isto, permaneceremos na pobreza”.
    Ao ouvir tal afirmação, indignei-me com ele e fiquei por vários dias sem lhe dirigir a palavra. Hoje, passados muitos anos, analisando o comportamento da maioria dos brasileiros e a situação material, espiritual e moral em que se encontra o Brasil; sabemos que aquele grande herói mundial tem toda a razão e penso que o antigo colega é bem mais sábio que pensei.
    Já está de volta o lamentável “Horário Eleitoral”! Voltaram a desfilar os velhos e conhecidos corruptos da Política e da Governança nacionais. Juntos com eles, no rastro da ganância, sequiosos pelo Poder, desejosos do enriquecimento rápido e em busca frenética pelo certificado de impunidade que o Mandato Oficial lhes confere; novos candidatos surgiram na passarela do “Horário” que deveria ser melhor chamado de: “Horário Corruptoral”!
    Todos, ou quase todos eles, estão aí, novamente, prometendo “mundos e fundos” para todos nós; principalmente para os mais pobres, humildes e esquecidos cidadãos brasileiros. Mas, já sabemos que tais promessas se revertem para eles mesmos. De fato, após serem reeleitos ou eleitos, serão eles próprios que terão e gozarão desses “fundos” para si, para os seus familiares, para os seus amigos, “companheiros” e apadrinhados.
    Somente em um País de maioria de eleitores ignorantes, alienados, impatriotas e corruptos, também; é capaz de eleger e reeleger, continuamente, indivíduos que são notícias diárias de envolvimento em crimes de toda a espécie e de toda natureza que vão desde o desvio de bilhões de reais até o furto de pirulitos de criancinhas. Deve haver alguma afinidade espiritual, imoral e mental entre o eleitor e o político desonesto que ele escolhe para representá-lo e governá-lo por tantas décadas como vem ocorrendo, há muito, neste infeliz País.
    Não deve ser por acaso que temos sido enganados em tantas Eleições, escolhendo indivíduos tão imorais e amorais como os que temos elegido. Não! Não é apenas pela infelicidade ou castigo, essa tamanha incapacidade para escolhermos pessoas honestas, dignas e competentes para nos representar e comandar os nossos destinos. De fato; não é por acaso que estamos sofrendo e morrendo nas mãos de tantos corruptos e criminosos pobres, ricos e poderosos! Votamos continuamente neles porque somos, ignorantes, sadomasoquistas e desonestos também!
    Acostumamo-nos com a roubalheira desenfreada e com o sofrimento que esses maus políticos e péssimos governantes nos infligem, há séculos. Somos desonestos porque a atração pela desonestidade é uma antiga peculiaridade da maioria dos brasileiros. Basta nos lembrarmos de alguns conhecidos ditados populares que são seguidos por quase todos, como: “ O Quebra Galho”; “O Lavar a Mão”,“ A Gorjeta”; “O Jeitinho Brasileiro”; “Jogo de Cintura”; “Levar Vantagem”; “Achado não é Roubado”; “Achado não tem Dono”; “ O Mundo é dos Espertos”; dentre outros falsos e hipócritas chavões que não passam de formas gaiatas, desonestas e de se parecerem como inocentes modalidades de enganar o outro, apoderando-se dos bens do próximo e furtando de todos, ao sonegar os impostos devidos ao Estado. É bem verdade que muitos sonegadores se esquivam da honestidade fiscal, alegando que não querem “engordar” mais os políticos e governantes corruptos que eles mesmos escolhem e elegem.
    O “espírito” da corrupção que impregnou a maioria do povo brasileiro fica bem provado nas muitas pesquisas empíricas que fizemos junto à população. Por diversos anos, venho pesquisando e indagando pessoas de quase todas as camadas sociais; buscando, assim, conhecer e analisar a honestidade popular. Um exemplo destas pesquisas é o que se refere à pergunta que diz respeito à “coisa achada”! Ao longo de duas décadas, em que entrevistei milhares de pessoas nas ruas, nas escolas, nas faculdades, em clubes, no trabalho, nas igrejas e outros setores sobre o que fariam se achassem algum objeto perdido. Quase todos (97%) responderam que se apropriariam do achado; principalmente, se for algo de valor, como joias e dinheiro. Este comportamento é o crime denominado “Apropriar-se de coisa achada”, tipificado no artigo 169, ll, do Código Penal Brasileiro; com pena de detenção de um mês a um ano ou, multa. Esta é a penalidade imposta pelas leis humanas! E quanto às Leis Divinas? Imagine quantos irão arder no fogo eterno quando morrerem…! Como já citei acima, em tantos anos de pesquisas e entrevistando pessoas de todos os níveis mentais, etários, sociais e raciais, lembro-me de apenas três (3) delas que me responderam que, se achassem um objeto valioso ou dinheiro, iriam devolvê-lo ao verdadeiro dono e, caso não o encontrasse, o entregaria à autoridade competente; como prescreve o artigo citado do Código Penal. É uma lástima sabermos que, cada vez mais, as pessoas estão se tornando desonestas. A desculpa para não devolverem às autoridades, alegando que elas poderão ficar com o objeto, ou com o dinheiro encontrados; não tem fundamento ético! Pois o dever moral e religioso de quem encontrou a coisa perdida é o de devolvê-lo. Se a autoridade recebedora se apropriar da mesma; será ela que responderá por seu crime aos homens e a Deus… Ao final de sua curta existência terrena.
    Este exemplo é apenas uma simples amostra da desonestidade que contaminou a maioria do povo brasileiro. Diariamente são noticiadas pela mídia a falência moral, a decadência espiritual e o caos comportamental que tomou conta deste País. Crimes hediondos, agressões, furtos, roubos e transgressões de toda espécie são praticados a cada minuto por criminosos ricos e pobres e muitos dos seus praticantes ficam impunes; principalmente os delinquentes ricos e poderosos; como políticos, governantes e muitas das inúmeras autoridades nomeadas por eles.
    Os conhecidos corruptos do escandaloso caso, chamado de “mensalão”, agora presos, numa rara demonstração de justiça neste País de maioria desonesta; desviaram bilhões de reais dos cofres públicos. Além desse rumoroso processo que se arrastou por anos; cerca de mais de $ 70.000000.000 são surrupiados, todos os anos, deste ignorante, acovardado e infeliz povo brasileiro. Esse imenso valor furtado e roubado se destinava à nossa saúde, à nossa segurança e à educação.
    -A cada 10 minutos morre uma criança, em decorrência da desnutrição;
    -A cada hora, mais de 100 mulheres são agredidas, 12 são mortas e 9 são estupradas; sem que haja pessoal e verbas para atender às delegacias de mulheres;
    -33 milhões de brasileiros honestos e trabalhadores estão desnutridos e abaixo da linha de pobreza; devido à falta de verbas e de trabalho;
    -A pobreza material, cultural, moral e espiritual; levaram o povo brasileiro a ser o que mais assassina o seu semelhante, conforme relatório da ONU.
    -Esse dinheiro, os mais de $70 bilhões de reais acima, roubado por esses corruptos representa 1,38% a 2,3% do PIB brasileiro;
    -Em 2012,segundo dados da FIESP, citada pela ONG “Transparência Internacional”, o que esses bandidos milionários furtaram do pobre e sofredor povo brasileiro, daria para custear os estudos de quase 25 milhões de alunos do ensino fundamental; daria para comprar 160 milhões de cestas básicas ou construir mais de 900.000 casas populares! E quantas crianças deixaram de receber a merenda escolar, passaram fome, ficaram retardadas ou morreram por causa desses salafrários poderosos e ricos; protegidos e amigos dos donos do Poder?
    Como pode alguém ter o desplante de defender tão perversos criminosos? São os defensores desses bandidos que fazem prosperar tantos criminosos que se perpetuem na Política, sangrando a pobre economia dos mais humildes e sofridos brasileiros, dos mais longínquos rincões dos esquecidos Sertões Nordestinos.
    Esse dinheirão todo, surrupiado por esses condenados, também serviriam para aparelhar os órgãos de segurança; em um país que ostenta o título de abrigar o maior número de assassinos do planeta.
    As delegacias de mulheres não conseguem atender as 5 mulheres que são agredidas a cada 2 minutos; 12 delas são assassinadas e 9 são estupradas, todos os dias. A maioria dos criminosos fica impune devido à falta de pessoal e condições materiais das delegacias; tudo isto porque os corruptos políticos e governantes poderosos desviam para si essa fortuna bilionária, todos os anos.
    Os poucos homens honestos e de bem deste País, não devem se espantar se todos esses condenados de hoje, forem reeleitos nas próximas Eleições; quando já não deverão estar mais presos para concorrerem aos mais altos cargos da Nação!
    O Brasil é um País sério? O Povo Brasileiro é uma sub-raça? Pense, analise e tire as suas conclusões.

    Carleial. Bernardino Mendonça.
    Psicólogo-Clínico pela Universidade Católica de Minas gerais;
    Bacharelando em Direito; e,
    Pesquisador nas áreas do Direito e da Psicobiologia.

  2. I M P R E S S I O N A N T E!
    Os Boffs e teelistas da vida devem estar até histéricos de alegria – até que enfim! – não é para menos, pois tempos atrás, quem diria, foi a Roma até o Pedro Stédile do MST.
    ?Seria ele para repassar aos anfitriões suas experiências de como invadir propriedades, tomar terras alheias, destruir laboratórios e laranjais em franca produção e explicar de como seria o grupo armado do comunista PT no campo, etc?
    Enquanto isso noutra trincheira, o enigmático e suspeito cardeal Muller parece ter 2 extremos religiosos; ora de um lado pró TL/Gutiérrez, ora doutro, o eclesial, sem se definir de que lado está, pelo menos oficialmente, dando voz ao visitante “pobrista” de plantão, diferente do Lula que se passava por católico e que apenas agora revelou que, para subir seu partido ao poder, contou com comunistas sacerdotes da Igreja, sendo cruciais nesse empenho; creio que se não houvesse esse insubstituível auxilio desses Judas travestidos de católicos religiosos e idem leigos não estaríamos hoje sob as patas dos marxistas, esses mesmos companheiros muito bem sincronizados com a ideologia esquerdo-miserabilista do Padre Gutiérrez.
    Os comunistas apreciam e necessitam muito dos incautos-pobres, sendo sempre assim que chegam ao poder; Cuba, internamente e, mesmo no caso de seus médicos presos no Brasil, até sem internet onde residem, recebendo apenas 10% do salario, percebe-se a qualidade do “amor” que têm no coração, mostrando a serviço de quem estão, do pai deles, Satã.
    Há 2 000 anos que a Igreja pratica opção pelo pobres, dispensando “lições” de ideologias satanistas, como as comunistas.
    Quem será da turma do “pobrismo” o próximo convidado?

  3. Começo por comentar a bela referência a Nossa Senhora. Se Ela não ajudar que fim levará esta decadência com a ascensão do idiota? Quantos idiotas são cultuados como artistas, cantores, animadores, jogadores, etc. Não me referir a políticos, por ser absolutamente óbvio.

    Brilhante o princípio da diferenciação é progresso e quanto mais se degrada mais igual fica. Os idiotas se parecem uns aos outros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome