Produtores de arroz de Arkansas exportam toda sua safra para a Venezuela
Produtores de arroz de Arkansas exportam toda sua safra para a Venezuela

Mais uma Reforma Agrária fracassada. Com efeito, a revolução socialista de Hugo Chávez perseguiu os proprietários rurais – e seu fiel prosélito Maduro continua a perseguir – ao expropriar suas terras a fim de dar o fruto da espoliação aos “pobres”. Mas hoje os pobres venezuelanos não têm o que comer.

Desatinado, Maduro perdeu todo escrúpulo e teve de apelar para o “império” sobre o qual vive tripudiando, e à categoria dos oligarcas que tocam o agronegócio americano com notório sucesso, segundo reportagem do “The Wall Street Journal”.

Prateleiras vazias em Caracas
Prateleiras vazias em Caracas

Chávez nacionalizou propriedades agrícolas, redistribuiu terras e impôs controles de preços de alimentos, sempre alegando amor aos pobres. E agora sem arroz nem feijão… Maduro foi de chapéu na mão a mendigar nos “perversos” EUA.

No primeiro semestre de 2013, os EUA exportaram US$ 94 milhões referentes à venda de arroz, ou seja, 62% ante o mesmo período de 2012. A Venezuela tornou-se o quarto maior comprador de arroz americano. No total, as importações da Venezuela quadruplicaram desde que Chávez assumiu o poder.

As carências atingem o inimaginável. Em maio, as autoridades venezuelanas mandaram importar com urgência 50 milhões de rolos de papel higiênico.

Chávez que dizia ser contra os capitalistas deixou o país mais dependente do que nunca. Para o Banco Mundial, 30% das pessoas outrora consideradas “não pobres” caíram na pobreza.

Falta dinheiro para importar. O déficit orçamentário atingiu 12% do PIB em 2012, pior que as economias em crise da zona do euro. A inflação galopa pelos 43%.

Mas Maduro, como Chávez, continua culpando as empresas privadas pela escassez de alimentos, acusando-as de promover “guerra econômica” contra o povo.

Maduro invoca o espírito de Chavez,  mas parece que não ouve muita solução
Maduro invoca o espírito de Chavez,
mas parece que não ouve muita solução

O petróleo, produto único de exportação relevante, paga a metade da receita do governo. Se o preço do petróleo cair, o governo terá de reduzir as importações, diz David Rees, especialista em mercados emergentes da Capital Economics, de Londres. E os “pobres” não terão, ao pé da letra, o quê comer.

O socialismo do século XXI prometeu produção industrial autossuficiente, desinteressada e focada em cooperativas.

Na prática, o governo passou a mão no controle de grande parte das indústrias, incluindo aço e cimento. Hoje, siderúrgicas, mineradoras e construtoras estrangeiras estão tentando salvar o socialismo bolivariano.

“Perdemos nossa soberania nacional no aço, alumínio e bauxita. É uma vergonha”, diz Damian Prat, autor de livro sobre a indústria venezuelana. A produção de bauxita caiu 70% entre 2007 e 2012.

O Brasil tenta tampar o rombo venezuelano exportando US$ 5,1 bilhões em 2012, ante US$ 800 milhões há dez anos, segundo a Associação de Comércio Exterior do Brasil.

Maduro tenta se mostrar “devoto” de Chávez, que lhe falaria de alguma profundeza, e tenta se colar na pregação do Papa Francisco I.

Por outro lado, os agricultores americanos se beneficiam com as compras da Venezuela, embora compartilhem a dor de seus colegas venezuelanos.

Na verdade, só não se importam pelo povo venezuelano os paladinos dos “pobres” e dos “humildes” visceralmente contrários aos “ricos” e aos detentores de qualquer desigualdade legítima.

Em suma, os sectários socialistas de Caracas, e alhures…

8 COMENTÁRIOS

  1. Se os brasileiros de bem não começarem a agir para valer, o Brasil irá para esse mesmo desastre.
    No Congresso Nacional brasileiro vemos deputados de oposição, de forma muito tímida alertando para o caos, que tem tomado conta da agricultura brasileira, onde brasileiros com mais de 80 anos de posse de suas terras estão sendo expulsos pelo governo PeTralha para realizar suposta reforma agrária.
    Qualquer brasileiro minimamente informado, sabe que, foi a agropecuária quem deu sustentação ao atual Plano Real, que debelou a trágica hiperinflação, que assolou os brasileiros da década de 80 até quase metade da de 90. Me lembro muito bem que, em 1994, quando o Plano Real entrou em vigor, o preço baixo do nosso frango, por ser produzido em larga escala e sem intervenção do governo, puxou para baixo os preços dos demais alimentos, que tiveram que rivalizar com o preço desse alimento básico. Naquela época o Kg de frango não passava de R$ 0,60. Hoje, após 19 anos do bem sucedido Plano Real, que os PeTralhas foram totalmente contra, ainda temos o frango valendo pouco mais de R$ 3,00 o Kg, mas podendo ser encontrado a R$ 2,80, mesmo aqui em Brasília.
    Só mesmo ESQUERDOPATAS DIABÓLICOS, podem, cegamente querer colocar tudo isso a perder, mentindo que estão agora, dizendo que, o petróleo do Brasil é a riqueza substituta para a agropecuária. Tudo mentira. Pagamos um dos mais altos preços em combustíveis para veículos do mundo.

  2. Prefeito Renan…

    Temos que lutar contra esse marxismo cultural que está começando levar o Brasil para esse satânico comunismo…

    Renan:
    PORQUE NÃO APELAA BAAL, MOLOC, THOR?
    AOS ESPÍRITOS DE LÊNN, MARX, STÁLIN O QUAL É MUITO´PRESTIGIADO ATÉ EM CATEDRAIS DE FACHADA CATÓLICA?
    QUEM SABE O DEUS PAGÃO ALAH DOS MUÇULMANOS RESOLVERIA?
    Alah era o deus-líder de 360 deuses na Caaba; deveria ser muito bom de serviço por ter sido escolhido para presidir sua religião, o que se supõe; que tal?
    Todavia, nas dementes mentes do comunistas até hoje não quiseram admitir que Cuba depois de 50 anos de intenso comunismo continua sempre um favela a ceu aberto, obsoleta, fracassada, miserável, vivendo de migalhas de exploração de seu sofrido povo; o mesmo sucede em remanescentes: Coreia do Norte, Laos, Vietnam, China e seus regimes escravagistas etc.; os da ex Cortina de Ferro recém saídos não querem nem mais ver falar em comunismo.
    A Venezuela é mais um exemplar das políticas antiquadas da épocapedra lascada adotadas pelos comunistas!
    E se o Brasil continuar nessa gelada com o PT – graças a seus eleitores – provará do veneno que prepara para si, ao acreditar em entes humanos de credibilidade igual ao diabo!

  3. Infelizmente estamos caminhando pelo mesmo caminho da Venezuela. E o pior de tudo isso é que estamos financiando esses fracassos ideológicos de esquerda não só da Venezuela , mas também de Cuba, Bolívia fora as campanhas eleitoreiras dessa desgraça, que está sendo para os brasileiros, o Governo do PT.

  4. “O COMUNISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, O CREDO DA IGNORÂNCIA E O
    EVANGELHO DA INVEJA.
    SUA VIRTUDE INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO EQUITATIVA DA MISÉRIA”.
    (SIR WINSTON CHURCHILL / 1.874 – 1.965)

  5. PORQUE NÃO APELA A BAAL, MOLOC, THOR?
    AOS ESPÍRITOS DE LÊNN, MARX, STÁLIN O QUAL É MUITO´PRESTIGIADO ATÉ EM CATEDRAIS DE FACHADA CATÓLICA?
    QUEM SABE O DEUS PAGÃO ALAH DOS MUÇULMANOS RESOLVERIA?
    Alah era o deus-líder de 360 deuses na Caaba; deveria ser muito bom de serviço por ter sido escolhido para presidir sua religião, o que se supõe; que tal?
    Todavia, nas dementes mentes do comunistas até hoje não quiseram admitir que Cuba depois de 50 anos de intenso comunismo continua sempre um favela a ceu aberto, obsoleta, fracassada, miserável, vivendo de migalhas de exploração de seu sofrido povo; o mesmo sucede em remanescentes: Coreia do Norte, Laos, Vietnam, China e seus regimes escravagistas etc.; os da ex Cortina de Ferro recém saídos não querem nem mais ver falar em comunismo.
    A Venezuela é mais um exemplar das políticas antiquadas da época pedra lascada adotadas pelos comunistas!
    E se o Brasil continuar nessa gelada com o PT – graças a seus eleitores – provará do veneno que prepara para si, ao acreditar em entes humanos de credibilidade igual ao diabo!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome