Por ocasião do vigésimo segundo ano do falecimento do Prof. Plinio Corrêa de Oliveira, sócios, membros, correspondentes e simpatizantes do Instituto que porta o seu nome realizaram diversas atividades para homenagear a ilustre figura daquele que foi chamado de Cruzado do Século XX.

Cruzado, ele efetivamente o foi. Atesta-o sua vida e obra, assim como seus exemplos de pensamento, oração e ação, como recordou o jornalista Nelson Barretto, membro destacado deste Instituto, em palestra proferida na Sede Social da entidade. O conferencista destacou, ainda, a fundamental participação de Dr. Plinio na primeira campanha contra a tentativa de implantação da Reforma Agrária socialista e confiscatória no Brasil.

A dificuldade dos movimentos de esquerda – particularmente da esquerda católica – em convulsionar o Brasil, atesta, de forma inequívoca, o grande êxito das diversas campanhas empreendidas pelo Dr. Plinio em defesa dos valores da civilização cristã.

A palestra foi precedida de uma homenagem a Dr. Plinio, no Cemitério da Consolação, em cuja lápide se pode ler “Vir totus catholicus et apostolicus plene romanus” (Varão católico, todo apostólico, plenamente romano).

Repetindo o que se vem fazendo há 22 anos, houve o canto do Credo, a recitação do terço do Rosário, o canto da Salve Regina e recitação da Ladainha de Nossa Senhora.