Milícia cristã no Iraque prepara-se para combater "Estado Islâmico"
Milícia cristã no Iraque prepara-se para combater “Estado Islâmico”

Prof. André Luiz Oliveira (*)

Recentemente fomos surpreendidos pelas declarações do Presidente Norte-americano Barack Obama, que comparava o Estado Islâmico com as Cruzadas medievais. Certamente desconhece o senhor presidente que as Cruzadas foram ações católicas em defesa da cristandade e do patrimônio cristão presente em Jerusalém. Foi uma ação em defesa dos peregrinos que eram saqueados e mortos pelos muçulmanos. É incabível contextualizar a história com um olhar de presentismo. Há um conjunto de fatores que esclarecem ou permitem uma reflexão de atos de antanho. Os cristãos sempre se uniram em ações conjuntas ao tratarem de interesses comuns; creio ser este um momento oportuno.

Não compare senhor presidente homens cruéis e sanguinários e homens dotados de espírito de vingança, com pessoas de coração pacífico. A vossa aparente insipiência fere a honra dos cristãos. Há extremistas que mancham a terra virgem com sangue inocente. Como acompanhamos há dias atrás, assassinato de 21 cristãos cismáticos. E quantos outros fatos nos são de conhecimento como crucifixão, decapitação, ações terroristas e cárcere de cristãos. Além de ter sido descoberto – fato recente noticiado pela mídia – um plano para invadir o Estado do Vaticano e um possível atentado contra o Papa. Fazendo com que a guarda suíça redobre sua atenção e católicos fervorosos redobrem suas orações.

Convocar uma Cruzada pode causar arrepio a muitos e pode soar como antiquado e ultrapassado a outros. Mas, há que se compreender que esta deve ser uma ação espiritual-defensiva. Pois, ou tomamos partido nesta “guerra” ou seremos sufragados pelo levante dos extremistas jihadistas islâmicos. Que a cada dia conquista novos adeptos e domina o ocidente cristão, com suas ideologias e fanatismos. Quando penso em uma nova Cruzada: A Cruzada do Século XXI, não anseio, por um banho de sangue ou mesmo uma guerra. Pelo contrário! Pois não se paga o mal com o mal; pois quem assim o faz iguala-se, e isso nós não queremos.

Que a Cruzada do século XXI seja uma ação mundial conjunta, ordeira e pacífica. Por meios legais, sem ultrajar a soberania dos países. Mas, que iniba o levante do Estado Islâmico que deseja exterminar nossa cultura ocidental cristã. Ainda que não houvesse iniciativas contra o Brasil, mas sendo a nossa Pátria um país diplomático este deve concorrer para o apaziguamento e a pacificação mundial. Pois, sendo Terra de Santa Cruz, deve impunha-la e convocar a todos os seus: Erguei-vos filhos amados! Esta nova cruzada não pertence mais ao Velho Mundo, mas sim ao Novo Mundo. Aos homens e mulheres bravios que desejam um futuro seguro aos seus filhos.

(*) Prof. André Luiz, 27,  é filósofo, pedagogo e escritor. Mineiro, atualmente reside em Sorocaba/SP.

9 COMENTÁRIOS

  1. Ó pessoal! Obama é muçulmano, filho de pais muçulmanos, não fez outra coisa defender e justificando os seus! Mesmo estas ferras sanguinárias.
    Salve Jesus e Maria!

  2. Conforme o comentário que fiz, em artigo anterior sobre as declarações infames do sr. Barack HUSSEIN Obama acerca das cruzadas.

    As cruzadas foram implementadas para impedir que os invasores destruíssem os lugares santos, em consequência preservar a pureza da fé cristã nos lugares que estavam sendo tomados pelos agressores. Soma-se o fato que na época os santos eram a favor das cruzadas. Assim, fazer um julgamento sem levar em conta o contexto histórico da cristandade da idade média, provoca graves equívocos. Mas, lamentavelmente existe “católicos” adeptos da heresia da libertação (teologia da libertação) que fazem de forma leviana, sem fundamento críticas as cruzadas. No entanto, apoiam o assassinato de inocentes indefesos nos ventres de suas mães no atual mundo “civilizado”. Os objetivos desses pseudos católicos é sempre os mesmos, atacar a Doutrina da Igreja, composta pela tradição, verdadeiro Magistério e sagrada escritura, a fim de destruir o que ainda resta da Civilização Ocidental. Por fim, o imaculado coração da Santíssima Virgem Maria Triunfará.

    Mais informações sobre a idade média recomendo a leitura dos seguintes livros:

    Woods Jr., Thomas E. Como a Igreja Católica construiu a civilização ocidental.

    Daniel-Rops, Henri. A Igreja das catedrais e das cruzadas. Além de outros volumes.

    É melhor do que ficar ouvindo historiadorizinhos marxistas cacarejarem em Universidades.

  3. Quem quiser saber sobre as cruzadas, vá no google e digite cruzadas, lá você encontrará a história sobre aqueles que queriam proteger a Terra Santa. No fim vc saberá que as cruzadas, infelizmente foram um fracasso quando se dizia em proteger os cristãos.
    “As Cruzadas foram um fracasso em seu objetivo de conquistar a Terra Santa para os cristãos. Custaram muito caro para a nobreza europeia e resultaram em milhares de mortes. No entanto, essas expedições influenciaram grandes transformações no mundo medieval. Elas causaram o enfraquecimento da aristocracia feudal, fortaleceram o poder real e possibilitaram a expansão do mercado. A civilização oriental contribuiu muito para o enriquecimento cultural europeu, promovendo desenvolvimento intelectual. Nunca mais Jerusalém foi dominada pelos cristãos, mas as movimentações ocorridas no trajeto para a Terra Santa expandiram os relacionamentos com o mundo conhecido na época.”

  4. Não concordo totalmente com o artigo acima, pois o Estado Islâmico não é uma Estado de verdade e sim um amontaoado de pessoas sanguinárias que matam cristãos ou de qualquer religião que se oponha a religião muçulmana. Se as cruzadas catolicas foram em defesa dos católicos que eram mortos pelos arabes muçulmanos em Jerusalém, agora eles estão matando em vários paises islamicos e precisam ser combatidos sim. Talvez vocês estejam com ciumes porque os Estados Unidos não é um país católico, mas protestante na sua essência e essa Cruzada de defesa de cristãos e não cristãos que estão sendo mortos por eles por causa de sua fé, não é uma cruzada exclusivamente católica. Façam-me um favor, não confundam alhos com bugalhos.

  5. Bem, o Adelino Souza escreveu o que eu queria escrever sobre o Sr. Obama. Antes desse Presidente falar sobre as cruzadas, ele deveria ler um pouco mais sobre a História da Igreja. Lá encontramos narrativas sobre as cruzadas.

  6. No caso Obama, fica bem claro a IGNORÂNCIA aliada ao PRECONCEITO e ERRO HISTÓRICO. A hermenêutica é uma ciência que anda arredia da formação intelectual das últimas gerações. Este senhor que vá desapaixonadamente estudar a verdade histórica. Nada há de comparável às CRUZADAS com o TERRORISMO MAIS FEROZ DA HISTÓRIA destes TERRORISTAS ISLÂMICOS!

  7. Precisamos de uma Cruzada militar sim, mas nos falta um pregador para difundir essa ideia, Falta-nos um pregador como foiSão João Capistrano. Como a primeira cruzada foi muito dificil organizar a cruzada do seculo 21 tambem será dificil. Mas se for da vontade de Deus ninguem impedirá que isso aconteça, e que o islan sobreviva a essa cruzada.

Deixe uma resposta