Esperamos que a oposição não caia no erro fatal de “Ceder para não perder”. Pois se ceder, apenas facilitará o caminho de Chavez rumo à cubanização completa.

Alberto Távora

Nas eleições para o parlamento venezuelano, Hugo Chaves não conseguiu alcançar os dois terços necessários para manter a maioria qualificada, conforme noticiou a BBC Brasil.

A participação do eleitorado para eleições legislativas foi uma das maiores ocorridas na Venezuela.

Embora o partido governista tenha alcançado um número maior de parlamentares, não foi suficiente para que Hugo Chaves leve a frente a revolução bolivariana sem entraves da oposição. Ao menos oficialmente!

É interessante notar que a oposição estava, desde 2005, sem representação no parlamento, por ter incorrido no grave erro tático de não concorrer às eleições, alegando uma fraude que não conseguiu provar posteriormente.

Importante lição… muitas vezes as abstenções só acabam favorecendo as esquerdas!