Filial Súplica: Quase 800 mil assinaturas são entregues no Vaticano

    790.190 assinaturas, entre os quais 202 prelados, pedem ao Papa uma palavra esclarecedora

    Resultado final da Filial Suplica ao Papa Francisco sobre o futuro da Família

     

    Roma 29/9/2015 – Nesta manhã foi entregue a Filial Súplica ao Papa Francisco sobre o  Futuro da Família”, resultado de um abaixo-assinado feito em 178 Países.

    Em vista da abertura do Sínodo Ordinário sobre a Família, 790.190 signatários – entre os quais se pode contar 202 cardeais, arcebispos e bispos – pedem ao Papa Francisco para pronunciar «uma palavra esclarecedora» para dissipar a “desorientação generalizada, causada pela possibilidade de que se tenha aberto no seio da Igreja uma brecha que permite a aceitação do adultério – mediante a admissão à Eucaristia de casais divorciados recasados civilmente –, e até mesmo uma virtual aceitação das próprias uniões homossexuais, práticas essas condenadas categoricamente como contrárias à lei divina e natural. Só uma suprema intervenção a este nível poderá ajudar aos fieis desorientados a sair da confusão que se criou no curso dos anos e que hoje vemos tão dramaticamente agravada.

    Conferência de Imprensa no Hotel Columbus, Roma, com a presença de 12 jornalistas. Associated Press, Radio Vaticana, Il Giornale, LifeSiteNews, Religious News Service, entre outros.
    Conferência de Imprensa no Hotel Columbus, Roma, com a presença de 12 jornalistas correspondentes da Associated Press, Radio Vaticana, Il Giornale, LifeSiteNews, Religious News Service, entre outros.

    O porta-voz da iniciativa, professor Tommaso Scandroglio, professor de Ética e Bioética  na Universidade Europeia de Roma assinalou que a Súplica “teve amplo eco na imprensa italiana e internacional” acrescentando que “as repercussões na grande mídia, a quantidade de assinaturas reconhecidas e o número de personalidades que assinaram, indicam que existe todo um povo de crentes muito preocupados com certas tendências teológicas presentes na Igreja”.

    “A iniciativa – segundo Scandroglio – se insere de modo construtivo no clima de discussão e diálogo existente sobre estas temáticas. Disso é exemplo o vade-mecum “Opção Preferencial pela Família – 100 preguntas e 100 respostas a respeito do Sínodo”, que acompanhou, desde seu inicio, o recolhimento de assinaturas e que se propõe como um instrumento de difusão do Magistério católico sobre os assuntos em questão. O vade-mecum, obra de três bispos, foi solicitado em dezenas de milhares de cópias de diversas partes do mundo”.

    Conferência de Imprensa no Hotel Columbus, Roma, com a presença de 12 jornalistas. Associated Press, Radio Vaticana, Il Giornale, LifeSiteNews, Religious News Service, entre outros.

    Entre os numerosos signatários da Súplica, assinalamos, no âmbito eclesiástico: el Cardeal Jorge Medina Estévez, prefeito emérito da Congregação do Culto Divino; o Cardeal Geraldo Majella Agnelo, ex-primaz do Brasil e secretario emérito da Congregação do Culto Divino em Roma; o Cardeal Gaudencio Rosales, arcebispo emérito de Manila; os ordinários militares dos Estados Unidos e do Brasil, respectivamente los arcebispos Timothy Broglio e Fernando Guimarães. O presidente da Conferência Episcopal de Madagascar, arcebispo de Toamasina Désiré Tsarahasana. Prelados que guiam grandes dioceses como Ramón Arguelles, arcebispo de Lipa nas Filipinas (2.700.000 fieis); o arcebispo de Tucumán, Argentina, Alfredo Zecca (mais de um milhão de fieis); Mons. Aldo di Cillo Pagotto, arcebispo da Paraíba, no Brasil, (mais de um milhão de fieis) e o arcebispo de Manizales, na Colômbia, Gonzalo Restrepo (mais de  800.000 católicos). Na África, podemos mencionar como exemplo as dioceses de Maputo, Moçambique, com mais de 1.200.000 católicos, onde assinaram o atual arcebispo  Francis Chimoio e seu predecessor o Cardeal Alexandre dos Santos. Na Ásia, entre outros, assinaram o arcebispo de Astana, Cazaquistão, Tomasz Peta e o arcebispo de Trivandrum na Índia, Calis Soosa Pakiam. Diversos são os arcebispos e bispos da Europa bem como os eparcas e bispos de ritos greco-católicos.

    No âmbito político ou público, constam, entre os signatários: o Dr. Alejandro Ordóñez Maldonado,  Procurador Geral da República da Colômbia; Rick Santorum, ex-senador norte-americano; o Príncipe Luiz de Orleans-Bragança, chefe da Casa Imperial do Brasil; os euro deputados Anna Zaborska (Eslováquia) e Ruza Tomasic (Croácia).

    Conferência de Imprensa no Hotel Columbus, Roma, com a presença de 12 jornalistas. Associated Press, Radio Vaticana, Il Giornale, LifeSiteNews, Religious News Service, entre outros.
    Conferência de Imprensa no Hotel Columbus, Roma, com a presença de 12 jornalistas correspondentes da Associated Press, Radio Vaticana, Il Giornale, LifeSiteNews, Religious News Service, entre outros.

    São signatários do mundo acadêmico alguns membros da Pontifícia Academia para a Vida: Josef Seifert, ex-Presidente da International Academy of Philosophy; Luke Gormally, Diretor do Linacre Centre for Healthcare Ethics; Wolfgang Waldstein, professor emérito da Universidade de Salzburg. Outras figuras universitárias são, por exemplo, o professor Stephan Kampowski, do Instituto João Paulo II de Estudos sobre o Matrimônio e a Família e o professor Massimo de Leonardis, diretor do Departamento de Ciências Políticas da Universidade Católica do  Sacro Cuore de Milão.

    Foram muitos numerosos os signatários dirigentes de movimentos pro-família e pro-vida de todos os continentes.

    Filial Súplica