Nota de falecimento – Dr. Fausto Jorge Borsato

4

É com profundo pesar que informamos o falecimento de Dr. Fausto Jorge Borsato,  valoroso veterano membro do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira e Diretor da revista CATOLICISMO.

Nascido em tradicional família de Ponta Grossa (PR), desde jovem fez parte das fileiras da Contra-Revolução.

A seguir,  Dr. Luiz Augusto Franco relembra a trajetória deste intrépido contra-revolucionário.

“O Sr. Fausto conheceu o Grupo de Catolicismo através de seu irmão mais velho Sr. Luiz Félix, que dele já havia aderido, por ocasião de uma grande Semana de Estudos realizada em Florianópolis, no mês de julho de 1963.

Em dezembro do ano seguinte foi a Curitiba fazer o vestibular de Engenharia, que veio a cursar nos cinco anos seguintes, formando-se e integrando-se totalmente no Grupo de Curitiba, no qual fez parte do Segundo Grupo II.

Ademais do apostolado na Faculdade e mais atividades correntes, participou com denodo naquele período das três grandes campanhas da TFP, de 1966, 1968 e 1969, que a projetaram como força de primeira grandeza no cenário nacional e internacional.

No início dos anos setenta, acompanhando um movimento de alma que tocou muitos, veio para São Paulo, buscando integrar-se em algum dos novos Êremos que então se estruturaram.

Mas suas aptidões o encaminharam para uma específica e muito importante tarefa: construir, ao lado do São Bento original, o grande edifício que o completaria e faria dele a Casa Mães de todos os demais Êremos, missão da qual se desincumbiu inteiramente a contento.

Logo depois, buscando servir ao Grupo, montou com o Sr. Pierre uma pequena gráfica, que teve entre seus primeiros trabalhos a confecção dos “Recortes do Dia” a partir do próprio original marcado pelo Sr. Dr. Plinio, e se dilatou até a constituir a Artpress, que praticamente assumiu a publicação de todas as obras da TFP, incluindo, em certo período, o próprio Catolicismo.

A Artpress ademais competia no concorrido mercado gráfico, com uma nutrida carteira de clientes, e chegou a ter na passagem do século uma rotativa para impressão de jornais de média tiragem.

Atento às transformações e oportunidades, arrematou um conjunto de lotes no novo Estado do Tocantins, vindo a constituir a próspera Fazenda Nossa Senhora do Bonsucesso, que se fez conhecida de muitos dos nossos e foco de irradiação local de boas influências.

Toda essa atividade visava favorecer economicamente a obra do Sr. Dr. Plinio, o que o Sr. Fausto fez largamente, às vezes até em detrimento de seu patrimônio.

Mas ele tinha bem claro que, se era importante esse aporte material, muito mais o era sua pessoal doação à TFP como contra-revolucionário”. 

Espírito apostólico, generoso, sempre organizava e colaborava nas comemorações das datas magnas do Grupo, zelando sempre pelo respeito às legítimas autoridades.

Internado no Hospital Samaritano, para tratamento do vírus chinês – do qual foi curado – faleceu às 12:25 desta sexta-feira – 6.8.21 – de ” choque séptico de foco pulmonar; pneumonia“, tendo sido sepultado no jazigo do Grupo, no Cemitério da Consolação, sábado, às 10 horas. R.I.P

4 COMENTÁRIOS

  1. Nosso amado irmão ❤️ serviu a Jesus e Nossa Senhora consagrando sua vida em defesa da civilização cristã merece a glória do paraíso. Muito triste, porém com a certeza da Ressurreição!

  2. fiquei muito triste em saber hoje dia 22 de agosto do falecimento do doutor Fausto Jorje Borsato.
    Um homem de um coração bondoso, trabalhei no escritório da ARTPRESS em 1982 como assistente de diretoria e em 1988 com o sócios de uma revista agropecuária.
    Sempre me ajudou no que precisei.
    Sempre tratou os funcionários como se fossem filhos.
    que Deus conforte todos os familiares e amigos!!!

  3. Uma grande tristeza para toda a família, que muito o amava, mas com a certeza de sua comunhão na glória celeste, em especial servidão a Maria Santíssima. Recebe ele a recompensa de uma vida dedicada à Cristandade imaculada.

Deixe uma resposta