“O Senhor zomba deles”

Disse Deus ao rei Salomão: Pede-me o que desejas, que eu te darei. […] Salomão respondeu: Dignai-vos conceder-me a sabedoria e a inteligência” (II Crônicas, 1, 7-10). E Deus muito se alegrou com esse pedido do rei, porque a sabedoria é um dom excelso entre todos.

Por essa mesma razão, um dos pecados que mais degrada o homem é o pecado contra a sabedoria. Ele torna o homem insensato, faz com que perca o rumo das coisas e se extravie em caminhos sem eira nem beira. Leva-o a uma espécie de loucura. Não àquela loucura orgânica, que pode ser constatada medicamente, mas a um desvario da alma pelo qual ficam totalmente transtornadas as noções de ordem, hierarquia, bem e mal, verdade e erro, perde-se o bom senso.

Padecem dessa insensatez, por exemplo, os ecologistas de certo tipo, que invertem a ordem das coisas a ponto de colocar a vida animal acima de tudo, atropelando inclusive as conveniências humanas. Proíbem a caça e chegam a vituperar quem se defende do ataque de um bicho. Como se os animais não se comessem uns aos outros! O resultado é que a própria natureza se vinga.

Na Flórida (EUA), serpentes das maiores do mundo realizaram uma verdadeira invasão

Ainda há pouco, na Austrália, a proliferação dos camelos tornou-se um problema de grandes proporções, a ponto de o governo ver-se obrigado a eliminá-los a bala, utilizando helicópteros, pois estavam destruindo o meio ambiente. Na Flórida (EUA), serpentes das maiores do mundo realizaram uma verdadeira invasão e já começavam a atacar as pessoas.

O aumento excessivo no número de javalis em Berlim levou a prefeitura da capital alemã a permitir a caça desses animais.

Já se fala correntemente em castrar e esterilizar animais domésticos, devido a sua proliferação incontida.

Agora, no Paraná, a Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento alerta em seu site:

“O Conselho Estadual da Sanidade Agropecuária (Conesa) debateu na segunda-feira (3-10-2011) a proliferação de animais e pragas indesejáveis no meio rural. É o caso do crescimento das populações de formigas cortadeiras – presentes em mais de 200 municípios paranaenses – e dos macacos-prego, que podem destruir até 50% dos pinus com idade de até cinco anos (…). Os animais atacam as áreas de florestas plantadas em busca da seiva de plantas jovens de pinus (…) Os macacos se deslocam de uma planta para outra por via aérea para evitar os predadores que estão no solo (…) A infestação de formigas cortadeiras (Saúva e Quenquém) é outra preocupação no Paraná. Elas atacam as pastagens e concorrem com os bovinos. Com a concorrência, diminui a oferta de alimentos aos animais de produção”. (http://www.seab.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=4905).

Tais notícias põem em realce como a própria natureza se vinga do homem quando este, em vez de utilizá-la com equilíbrio e bom senso, a considera como uma espécie de divindade intocável.

É oportuno, pois, lembrar o que diz a Sagrada Escritura: “Aquele, porém, que mora nos Céus, se ri; o Senhor zomba deles” (Ps 2,4).

Não corrompam nossas crianças através da “Ideologia de Gênero”

A Ação Jovem do IPCO está promovendo uma campanha nacional de abaixo-assinados que serão enviados para o Presidente Michel Temer pedindo a exclusão da satânica "Ideologia de Gênero" da Base Nacional Comum Curricular - BNCC.

Clique aqui e assine já!

 

5 COMENTÁRIOS

  1. Tem que ver que os ecologistas protegem as pragas que devastam a agricultura, agora quando uma população produz horta em casa ou galinha caipira na cidade é proibido:

    http://www.lavras24horas.com.br/portal/vigilancia-sanitaria-de-carmo-do-rio-claro-proibe-criacao-de-galinhas-na-cidade

    O que o Ministério Publico quer é deixar as pessoas refens do Estado, do Bolsa Familia e etc

    Veja este outro absurdo:

    http://www.portalarcos.com.br/noticia/3840/Alteracao-no-Codigo-de-Posturas-proibe-criacao-de-galinhas-em-areas-urbanas-fechadas

    Mas por exemplo se alguém for perseguir a enorme quantidade de cachorros sem donos nas ruas dos quais muitos podem possuir raiva, (quando era pequeno existia a carrocinha e cachorro sem dono era cachorro morto), faria uma grande quantidade de ecoidiotas brigar a foice e martelo para proteger estes animais.
    Direito já disse um eminente Jurista é a disciplina da convivencia e conviver é saber viver em harmonia, hoje a lei é utilizada para destruir o homem e as suas sadias relações por leis absurdas como se galinha caipira na cidade fosse hoje o maior problema da sociedade.

     
  2. Bom artigo. De fato ,toda a terra sofre um desequilíbrio em todos os campos decorrente da má gestão humana. Ainda que em países bem desenvolvidos , mas sempre há falhas no controle da população animal.
    Sabemos que o Dono da terra Jeová também é a fonte da sabedoria , justiça e poder , e todo o ser humano principalmente os que detém o poder para governar , menosprezam a Supremacia divina , se tornam tolos .
    Aproveitando o gancho , vale lembrar as sabias palavras “ Pois a sabedoria deste mundo é tolice perante Deus; porque está escrito: “Ele apanha os sábios na sua própria astúcia.” 1 Cor.3:19
    Porém o enfoque de Sal. 2:1-6 é político , ou seja , refere-se a uma tempo muito mais contundente, quando as tropas políticas se insurgirão diretamente contra o povo de Deus , e ai Deus se rirá e zombará deles . O texto final conclui Deus dizendo :” “Eu é que empossei o meu rei “…
    Abs
    Helena

     
  3. “Ainda há pouco, na Austrália, a proliferação dos camelos tornou-se um problema de grandes proporções, a ponto de o governo ver-se obrigado a eliminá-los a bala, utilizando helicópteros, pois estavam destruindo o meio ambiente.”

    Realmente os ecoterroristas são desarrazoados.

    Imaginem o que aconteceria, por exemplo, se os ecochatos, sob o pretexto de proteção animal, acabassem causando nas cidades uma superpopulação de gatos, 95% deles de rua e sem nenhuma vacinação. Pensem nos imensos transtornos sociais que as zoonoses vindas desses bichos (ex.: toxoplasmose) causariam, principalmente nos bolsões mais pobres e nas crianças, mais ainda aquelas no ventre materno.

    E olhem que eu não tenho NADA CONTRA gatos ou animais em geral. Pelo contrário. Uma vez encontrei um gatinho abandonado e em má situação. Eu e uma amiga o pusemos em uma caixa, obviamente ventilada, e rodamos a cidade quase inteira, em pleno feriado, atrás de alguma instituição ou pessoa dessas que se dizem “amantes dos animais”. Porém todas estavam fechadas. Vimo-nos obrigados a entregar o gatinho a uma gata que felizmente encontramos ao lado de um zoológico (o zoológico também estava fechado).

    O que tenho é TUDO A FAVOR do ser humano em primeiro lugar, imagem e semelhança do Altíssimo.

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome