O adversário penetrou na Igreja e é de dentro da Igreja, fingindo ares e atitudes de Igreja, que ele procura levar os fiéis da Igreja para o Inferno.

Nosso site publicou recentemente, um artigo de Luiz Sérgio Solimeo, do qual transcrevo esse tópico:

“Em outubro, o Papa Francisco assistiu à adoração da deusa pagã “Pachamama” (1)  nos jardins do Vaticano, onde abençoou o ídolo.(2) . Dias depois, o ídolo foi introduzido na Basílica de São Pedro (3). Depois de cinco cópias da estatueta foram jogadas na Tibre,(4) ele pediu perdão pela suposta ofensa. Agora, na missa que ele celebrou em São Pedro para a festa de Nossa Senhora de Guadalupe, em 12 de dezembro, o Papa Francisco criticou a devoção tradicional a Maria”. https://ipco.org.br/depois-de-adorar-pachamama-o-papa-francisco-agora-desrespeita-o-papel-co-redentor-de-maria/

Ao culto à Pachamama, no Vaticano, bem se podem aplicar as palavras de Paulo VI — 29 de junho de 1972 — sobre a “fumaça de Satanás” no templo de Deus.

Sobre a penetração de inimigos dentro da Igreja transcrevemos a seguir um trecho de conferência do Prof. Plinio Corrêa de Oliveira para um círculo de amigos da TFP:

“… deu-se o fato concreto de que os inimigos penetraram dentro da Igreja. É hoje de inimigos dentro da Igreja que afirmam como se fossem católicas doutrinas anticatólicas e que querem que essas doutrinas sejam pregadas dos púlpitos, sejam pregadas nos confessionários, sejam ensinadas nas associações e entidades católicas como se fossem católicas, é deste gênero de ataque que se trata, o adversário penetrou na Igreja e é de dentro da Igreja – fingindo ares e atitudes de Igreja – que ele procura levar os fiéis da Igreja para o Inferno.

“Trata-se aí de um fato que foi denunciado já em palavras dramáticas e explícitas pelo próprio Papa Paulo VI, o qual declarou que tinha esperança que no decurso do Concílio (Vaticano II) as coisas se esclarecem, se elucidassem, e que depois do Concílio uma grande era de alegria e de paz dominaria o mundo. É o que diz o Concílio na Constituição Gaudium et SpesGáudio e Esperança.

“Ele tinha esperança que uma bonança geral interviesse na Igreja. Mas afirma ele que, pelo contrário, apareceram dias borrascosos e nublados dentro da Igreja, e que de tal maneira a agitação tinha penetrado na Igreja, que se diria – são palavras textuais dele – que a fumaça de Satanás penetrou dentro da Igreja.

“Quer dizer, estava dentro da Igreja uma série de inimigos organizados, adestrados, com o fito de fazer o papel de uma verdadeira quinta coluna dentro da Igreja e se aproveitarem dos cargos que ocupassem eventualmente na hierarquia da Igreja, nos cargos que ocupassem nos seminários, nas universidades católicas, na imensa rede de ensino que a Igreja tem espalhada pelo mundo. Então, usando a batina, usando o báculo, usando mitra, usando a púrpura cardinalícia, se fizessem de arautos e defensores de uma doutrina anticatólica, e arrancassem para o redil de Satanás aqueles que eram chamados e tinham a sede de entrar para o sagrado redil de Nosso Senhor Jesus Cristo”.

Fonte:https://www.pliniocorreadeoliveira.info/Mult_950507_fumaca_na_Santa_Igreja.htm#.Xh5ty8hKguU

  • * * *
  • De lá para cá quanto progresso nefasto fez essa “fumaça de Satanás”. O culto à Pachamama é bem uma ilustração dessa nefasta penetração dos inimigos no seio da Santa Igreja.

Deixe uma resposta