A mídia vem – euforicamente – festejando os acordos do Brasil com a China. Não procedeu assim com os Acordos firmados pelo Brasil com os EUA e outros países livres.

Basta recordar que nos Acordos com a União Europeia a mídia bombardeou nosso País com as acusações de Macron, da Alemanha nos impondo abusivas condições.

Mais recentemente, a midia festeja a possibilidade do Brasil cair nas malhas da Huawei, principalmente com a tecnologia 5G. O que é a Huawei?

               CEO da Huawei presa, no Canadá, aguarda extradição para os EUA

Como se sabe Meng Wenzhou, “que é CEO da Huawei e filha do fundador da empresa chinesa de telecomunicações, foi presa em 1º de dezembro, no Canadá, sob acusações de fraude e violação de Leis, enfrenta processo de extradição para os Estados Unidos”.       https://ipco.org.br/noticias-breves-16-12/4/

“Em janeiro, o Departamento de Justiça dos EUA acusou a Huawei, duas companhias filiadas e Meng por 13 casos de fraude e conspiração para evitar as sanções impostas por Washington ao Irã”.

Segundo euronews.com há também a acusação de roubar “informações confidenciais do grupo de telecomunicações norte-americano T-Mobile.

          “Meng está atualmente em liberdade sob fiança, mas proibida de deixar sua mansão em Vancouver. A executiva terá que comparecer no dia 6 de março no Tribunal Supremo da província da Colúmbia Britânica para iniciar o processo de extradição”. (1) https://ipco.org.br/mais-uma-imposicao-cinica-da-china-impedir-a-extradicao-de-meng-wanzhou/

As ameaças da China contra o Canadá. Uma concepção autoritária e ditatorial nas relações internacionais

Fala-se também sobre o Acordo de Extradição entre Brasil e China.  A mídia festejou e sabe por que …

Os antecedentes chineses nos dão todos os receios. Vejamos o que se passou no Canadá.

“A China pressiona veementemente o lado canadense a libertar imediatamente a pessoa detida (Meng, da Huawei) e a proteger seus direitos legais, caso contrário o Canadá deve assumir total responsabilidade pelas graves consequências causadas”, segundo uma declaração de 8 de dezembro do Ministério das Relações Exteriores da China”.

Com muita finura observa o site: “O que o regime comunista chinês pode estar ignorando, no entanto, é que os governos em países democráticos não podem interferir nos procedimentos legais.

“Eu acho que isso é muito típico do comportamento da China”, disse Brian Lee Crowley, diretor do Instituto Macdonald-Laurier. “Eles agem como se comportam internamente onde cada instituição na China deve se submeter à vontade do Partido Comunista”.

 * * *

Nota típica da mentalidade comunista chinesa: “cada instituição na China deve se submeter à vontade do Partido Comunista”.

Perguntamos: caso o Brasil assine o Acordo de Extradição (no caso Meng, por exemplo) a China iria valer-se do Acordo e exigir a libertação e extradição? Quem vai confiar na sinceridade de Xi Jinping?

Não é exatamente sobre o Acordo de Extradição que Hong Kong se levanta, há meses, contra a imposição de Xi Jinping e Carrie Lan?

Huawei sob suspeita de espionagem a favor da China

         Segundo noticia da AFP publicada por UOL, 20 de maio, o “grupo Huawei está há algum tempo na mira das autoridades americanas, sob suspeita de espionagem a favor de Pequim”.

    Ainda segundo a AFP, “Washington teme que o grupo Huawei, presente em 170 paises, atue como cavalo de Troia da China. O passado militar de seu fundador, o fato de que ele pertence ao Partido Comunista, assim como a falta de transparência da Huawei alimentam (justificadas) suspeitas de que a empresa está sob controle de Pequim, sobretudo após uma lei aprovada em 2017 que obriga as empresas chinesas a colaborar com os serviços de inteligência do pais”. (2)

 * * *

          Para o leitor avaliar a lei de Xi Jinping de 2017 que obriga as empresas chinesas a colaborarem com os serviços de inteligência do País, basta aplicar ao Brasil: se houvesse um decreto semelhante do presidente Bolsonaro obrigando todas as empresas a colaborar com os serviços de inteligência da ABIN qual seria a gritaria da Midia nacional e internacional? E por que razão a Midia não põe o foco nisso que indica ser a China um País policiado por 200 milhões de câmeras e em que cada empresa policia seus próprios funcionários?

A tecnologia 5G, seu poder ditatorial de controle da população e privação da liberdade, seus riscos e consequências sobre a saúde humana têm sido estudados por especialistas.

Diplomacia com firmeza, Relações Comerciais que salvaguardem nossa Liberdade, nossa Independência, nossa Soberania.

Alerta Brasil, ainda seremos um grande País, sem ingerências ou intimidações dos seguidores de Marx, Lenine ou Mao.

(1) https://pt.euronews.com/2019/03/04/china-exige-libertacao-imediata-de-meng-wanzhou

(2) https://g1.globo.com/economia/tecnologia/noticia/2019/05/20/apos-decreto-de-trump-google-corta-lacos-com-a-huawei.ghtml

Deixe uma resposta