Bispo condena (RFMA): Uma lei humana que nega a Lei de Deus

0

A Câmara de Deputados americana, sob a presidência de Nancy Pelosi, conhecida por seu apoio às causas de esquerda, aprovou a chamada Lei de Respeito ao Casamento (RFMA). Ironia, escárnio ou hipocrisia — não há outras palavras para qualificar esse recurso publicitário de formular um projeto com um título camaleônico. Lei de Respeito ao Casamento?

Respect for Marriage Act (RFMA)

Com efeito, sob o titulo de Leis do Respeito ao Casamento (RFMA), está se introduzindo a nível federal a legalização do “casamento” entre pessoas do mesmo sexo, escreveu o arcebispo de São Francisco, Dom Cordileone, “uma carta em seu cargo de presidente do Comitê de Leigos, Casamento, Vida Familiar e Juventude da Conferência dos Bispos Católicos dos EUA (USCCB)” alertando “que as consequências do projeto podem ser “desastrosas” e enfatizou que a definição tradicional de casamento ainda é “melhor para a sociedade em um sentido concreto, especialmente para as crianças”.

O enfoque do arcebispo Cordileone é que “os benefícios de saúde e socioeconômicos de uma vida familiar estável com mãe e pai estão bem estabelecidos, assim como os resultados positivos para crianças criadas em tal lar”, e as crianças têm o “direito básico” de serem criadas por uma mãe e pai em um casamento exclusivo e vitalício sempre que possível, ele escreveu.

“O casamento civil entre pessoas do mesmo sexo diminuiu ainda mais o cumprimento desse direito, direta e indiretamente, pois dissocia ainda mais o casamento e as ações sexuais das responsabilidades de ter filhos”, lamentou o arcebispo Cordileone.

Mais dois bispos censuram

O arcebispo Cordileone e o arcebispo William Lori, de Baltimore, presidente do Comitê de Atividades Pró-Vida da USCCB, enviaram anteriormente uma carta semelhante aos representantes da Câmara. Não foram ouvidos, e um bom número de Republicanos traíram a boa causa votando pela aprovação do projeto.

O Bispo Strickland, (de Tyler, Texas), também denunciou fortemente a Lei de Respeito ao Casamento na semana passada e insistiu que aqueles que buscam seguir a Deus “devem se opor a essa farsa”.

“A ironia do ‘Respect for Marriage Act’ foi agora para o Congresso. Dom Strickland, acrescentou: “É na verdade uma negação flagrante do plano de Deus para a humanidade e nos coloca em grande perigo. Todos os que amam a Deus e procuram viver Seus Mandamentos devem se opor a essa farsa e negação da Lei de Deus”.

Uma Lei humana que nega a Lei de Deus

Em uma postagem no blog abordando a legislação, o bispo Strickland escreveu que o Congresso “está a caminho de fazer uma lei humana da terra que nega a lei de Deus”.

***

Estamos em ano eleitoral no Brasil. Saibamos votar em Representantes que se comprometam na defesa dos Valores Morais, na defesa do direito de propriedade, na defesa da Tradição católica do povo brasileiro.

Nossa Senhora Aparecida tome as rédeas desse imenso Brasil.

Fonte: https://www.lifesitenews.com/news/archbishop-cordileone-bishop-strickland-urge-congress-to-reject-tragic-same-sex-marriage-bill/

Deixe uma resposta