livro diaologoDiálogo, diálogo, diálogo … repete-se sem cessar, acrescentado “de paz”, esquecendo-se das advertências divinas contra aqueles que “falam de paz com seu próximo enquanto estão maquinando a maldade em seus corações” (Salmo 27-28, 3).

Todo coração justo deseja a paz e trabalha por ela. Mas a paz verdadeira é senão a paz de Cristo no Reino de Cristo, aquela que Santo Agostinho definiu magistralmente como a “tranquilidade da ordem”.

Positivamente, não é este o sentindo corrente do nobre termo “diálogo”.

O livro Baldeação ideológica inadvertida e Diálogo, do insigne pensador católico Plinio Corrêa de Oliveira, vem esclarecer as artimanhas verbais e doutrinárias incubadas na enganosa manipulação desse termo.

Ele mostra como essa palavra esconde um ardil para modificar as ideias e conduta do público, que é objeto de uma estratégia e de um processo previamente calculado. O fim desse processo consiste em produzir uma migração ideológica das pessoas, através da qual elas acabem concordando com aquilo que no início do “diálogo” nunca teriam aceitado.


Clique aqui para comprar seu exemplar

 

1 COMENTÁRIO

  1. Os promotores acima da paz a que se refere o grande Dr Plinio são os verdadeiros diabólicos promotores das guerras – são iguais aos peStistas na tv, como a falsaria Dilma do terror comunista, vomitando asneiras de ajuda a trabalhadores, aos mais pobres e fortalecimento da democracia(=partido comunista) e ao “povo”(movimentos sociais = milicias comunistas) que quer liberdade!
    Os comunistas, como acima, naturalmente escravagistas, são muito chegados no esquema “pacífico”: são doutores em propagandas mentirosas e usuarios desse esquema fraudulento de subverterem as pessoas incautas e – nisso com eles, como se diz, realmente ninguém pode mesmo – são experts na arte da enganação!
    A PAZ desses anarquistas disfarçados em pacíficos é aquela velha conhecida dos ideologistas que são uns pacifistas: faça o que ordeno – eu mando e v obedece!
    Em Cuba, essa tal paz está devidamente instalada: todos de coleira no pescoço e fecho eclair na boca, e ai daquele que se insurgir contra essa pax romana – existem diversos gulags disponiveis aprelhados com instrumentos de tortura prontos para receberem os “reacionarios”, como é de praxe fazerem contra quem se insurgir contra a tal “PAZ”!

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome