livro diaologoDiálogo, diálogo, diálogo … repete-se sem cessar, acrescentado “de paz”, esquecendo-se das advertências divinas contra aqueles que “falam de paz com seu próximo enquanto estão maquinando a maldade em seus corações” (Salmo 27-28, 3).

Todo coração justo deseja a paz e trabalha por ela. Mas a paz verdadeira é senão a paz de Cristo no Reino de Cristo, aquela que Santo Agostinho definiu magistralmente como a “tranquilidade da ordem”.

Positivamente, não é este o sentindo corrente do nobre termo “diálogo”.

O livro Baldeação ideológica inadvertida e Diálogo, do insigne pensador católico Plinio Corrêa de Oliveira, vem esclarecer as artimanhas verbais e doutrinárias incubadas na enganosa manipulação desse termo.

Ele mostra como essa palavra esconde um ardil para modificar as ideias e conduta do público, que é objeto de uma estratégia e de um processo previamente calculado. O fim desse processo consiste em produzir uma migração ideológica das pessoas, através da qual elas acabem concordando com aquilo que no início do “diálogo” nunca teriam aceitado.


Clique aqui para comprar seu exemplar