14 de junho

1648: – Em Boston, Margaret Jones é enforcada como bruxa, na primeira execução desse tipo na cidade.

1777: – Nos Estados Unidos, o Governo adota como bandeira a Stars and Stripes (Estrelas e barras).

1800: – Napoleão derrota os austríacos na Batalha de Marengo.

1807: – Na Batalha de Friedland, na Polônia, a “Grande Armée” de Napoleão bate o exército russo, acabando com a Quarta Coalisão.

1900: – Os Estados Unidos anexam o arquipelago do Hawai, no Oceano Pacifico.

1920: – Transmissão pioneira de um programa de rádio na Europa, por Guglielmo Marconi, em Chelmsford, no Reino Unido, com a soprano australiana Nellie Melba, que, cantando na Inglaterra, é ouvida na França.

Abolido. Livre expressão para o mal, isso é bom?

1966: – A Santa Sé abole o Index Librorum Prohibitorum, lista de livros censurados, que fora originalmente instituída em 1557.

1977:– A TFP publica o comunicado “Na iminência das votações divorcistas, alertando para um ‘imprevisto’” (aliás verificado) que faria passar o divórcio.

1982: – Em Puerto Argentino/Stanley, as tropas argentinas se rendem, terminando a Guerra das Malvinas. Foi assim restabelecida a administração britânica sobre as ilhas.

1983: – As autoridades polacas divulgam uma severa advertência contra manifestações de protesto nas vésperas da visita de João Paulo II ao país, e prometem “ação resoluta” contra tentativas de perturbação da ordem.

1984: – Na Suíça, em encontro com protestantes, João Paulo II auspicia que seja reescrita ecumenicamente a vida do heresiarca protestante Zwinglio.

1991: – Milhares de curdos manifestam-se na base norte-americana de Dohuk, norte do Iraque, pedindo a permanência das forças dos Estados Unidos no país.

1992: – A Cúpula da Terra adota no Rio de Janeiro a Agenda 21, a Declaração do Rio sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento, e a Declaração de Princípios sobre os Bosques.

– O Partido Comunista da antiga URSS, que se encontra ilegalizado, expulsa Mikhail Gorbachov.

1996: – A “Praça das Cruzadas”, em Milão, é rebatizada “Paulo VI”.

2000: – Os dirigentes das duas Coréias assinam um acordo histórico pelo qual se comprometem a colaborar para a eventual reunificação da península.