Notícia do portal Terra (21/3/2011) revela a que ponto chegou a deterioração da família: “Um homem de 41 anos foi preso, na tarde desta segunda-feira, pela suspeita de ter abusado sexualmente da própria filha de 16 anos, em Maringá, no norte do Paraná.

Casos como esse, que vemos nos jornais aos montes, vão pondo cada vez mais em evidência que os valores inerentes à família estão em perigo de extinção.

E enquanto degradações morais de toda ordem assolam o mundo, tsunamis, enchentes e desmoronamentos vão se tornando curiosamente mais freqüentes. E a reflexão religiosa profunda – que era de se esperar sobretudo de eclesiásticos – está deixando a desejar.

O cenário atual parece guardar muitas analogias com a época de Noé, em que
Deus ordenou a construção da arca devido à decadência em que a humanidade se encontrava. Os homens não se converteram: veio o dilúvio.

Hoje a humanidade não parece encontrar-se em melhor situação do que na época de Noé. Pelo contrário, caracteriza-se por uma malícia sem precedentes: aborto,  libertinagem, taras diversas que se avolumam, altíssima criminalidade, entre outros. Diante disso, muitos estão tomando a mesma impostação de alma que as pessoas que, na época de Noé, riam, debicavam e passavam com desdém e indiferença as vésperas do dilúvio.

***

Estamos na momento ideal para um brado de alerta, de reparação pelos pecados e de conversão. Alerta que deveria partir daqueles cuja missão é “ir e pregar o Evangelho”.

Deterioração da família e indiferentismo religioso não seriam temas que preencheriam muito bem a pauta da Campanha da Fraternidade deste ano? Não são temas muito mais próprios para os dias atuais do que “Mãe terra”, ambientalismo e ecologia?

Na época de Noé, esse intrépido patriarca anunciava, por ordem de Deus, o castigo que viria, e condenava os pecados que eram a causa da punição.

Onde estão os que deveriam desempenhar hoje o papel de Noé?

4 COMENTÁRIOS

  1. Infelizmente vemos muitas lideranças fugindo à sua responsabilidade e vivendo confortavelmente em berço esplêndido, enquanto seu papel seria anunciar a boa nova e denunciar tanto descaso que está sendo feito à vida. “À quem mais foi dado, mais será cobrado!
    Até onde vai a paciência de Deus?

  2. Lembro também que o mais aflige a Nossa Senhora são as ofensas que seu filho Jesus vem recebendo e em Fátima falou a três crianças avisando do terrível castigo pelo qual passará a humanidade caso não se emende.

  3. Deus poupou Noé para que construisse a Arca, e para que salvasse as criaturas Suas; não fora isso, nenhum homem seria poupado.
    O citado pai e sua filha cometeram incesto, sendo esta uma mulher de 16 anos.
    A Igreja está sendo vítima de uma campanha mundial, satânica, de acusações de pedofilia contra clérigos;mas os que forem achados culpados de tal abuso, devem ser severamente punidos, excomungados e anatematizados.

  4. Noé foi chamado por Deus para edificar uma Arca, para por meio da água do julgamento salvar, ou seja, separar sua família da geração perversa do seu tempo:
    Os quais noutro tempo foram rebeldes, quando a longanimidade de Deus esperava nos dias de Noé, enquanto se preparava a arca; na qual poucas (isto é, oito) almas se salvaram pela água; (I Pedro 3:20)
    A “Arca de Noé” é uma figura da igreja do Senhor Jesus edificada nEle e por Ele pra salvar sua família da atual geração perversa. Resta pois, que aqueles que fomos chamados para sermos os cooperadores de Cristo nesta era para a edificação da Sua casa, a qual casa somos nós, se movam como servos bons e fiéis e possamos entrar no gozo do Senhor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome