Um importante esclarecimento nos dá o Prof. Plinio Corrêa de Oliveira a respeito da essência da divergência do Nazismo com a Igreja. E do comunismo com a Igreja também.

Exatamente o mesmo princípio se observa na conduta dos regimes comunistas em relação à Igreja.

Por exemplo, o recente Acordo Provisório Vaticano-Pequim só serviu para que Xi Jinping tentasse “sinicizar” a Igreja, ou seja, torná-la maoista.

  • * * *

Diz o Prof. Plinio sobre o Nazismo: “Em geral, pensa-se que se o III Reich é mal visto pela Santa Sé, deve-o exclusivamente ao cerceamento sistemático da liberdade da Igreja, ao fechamento da fina flor das associações católicas, etc. Evidentemente tudo isto é grave.

“Mas a luta entre a Igreja e o nazismo se prende a causas que transcendem de muito a importância destes criminosos atos de perseguição. Se a oposição entre o catolicismo e o hitlerismo consistisse apenas em uma legislação anti-religiosa promulgada por este, estaria sempre aberta a porta para uma esperança de reconciliação. Porque no momento em que as circunstâncias fizessem amainar esta política, teriam desaparecido todos os motivos de conflito.

“A política anti-religiosa do III Reich é um carácter essencial deste, o sentido profundo e a própria razão de ser do nazismo. O hitlerismo é antes de tudo uma filosofia, que pretendia elaborar uma nova civilização, uma expressão disfarçada de um conteúdo ideológico tipicamente comunista.

“O “Legionário” sustentou que a ideologia nazista é esotérica, isto é, se apresenta uma para os efeitos de propaganda e outra para o consumo interno de seus membros mais qualificados. Entre o Catolicismo e o nazismo, o conflito se manifesta inexorável, fatal, inevitável, inclemente, de vida e de morte em um terreno fundamental: na concepção corporativa”https://www.pliniocorreadeoliveira.info/LEG_400421_hitlerismo_filosofia.htm#.Xhu3MchKiUk

  • * * *
  • O Comunismo é uma seita filosófica, ateia e hegeliana
  • Como bem mostrou o Prof. Plinio Corrêa de Oliveira “o movimento comunista constitui fundamentalmente:
    – uma seita filosofica atéia, materialista e hegeliana, a qual deduz dos seus errôneos princípios toda uma concepção peculiar do homem, da economia, da sociedade, da política, da cultura e da civilização;
    – uma organização subversiva mundial: o comunismo não é apenas um movimento de caráter especulativo. Pelos imperativos de sua própria doutrina quer ele tornar comunistas todos os homens, e amoldar inteiramente segundo os seus princípios a vida de todos os povos. Considerada neste aspecto, a seita marxista professa o imperialismo integral, não só porque visa a imposição do pensamento e da vontade de uma minoria a todos os homens, mas ainda porque essa imposição atinge o homem todo, em todas as manifestações de sua atividade”.https://pliniocorreadeoliveira.info/livros/1965.pdf (baixe o livro gratuitamente).
  • * * *
  • Não nos iludamos: A China de Xi Jinping é essencialmente anticatólica
  • Sendo fundamentalmente maoista a China de 2020 é também visceralmente anticatólica. Querem a prova? Aí estão os fatos!
  •  https://ipco.org.br/igreaj-subterrania-na-china-xi-jinping-retorna-aos-tempos-da-perseguicao-religiosa-de-nero/
  • Saibamos bem com quem firmamos nossos Acordos. China e Rússia também se eximiram de condenar o terrorismo capitaneado pelo Irã. Confere!

Deixe uma resposta