Da esquerda para a direita: Prof. Felipe Neri, Dr. Plinio Xavier da Silveira, Mons. Sanahuja, Sr. Luis Dufaur e Dom Bertrand de Orleans e Bragança.

No dia 23 de maio o Instituto Plinio Corrêa de Oliveira promoveu mais um importante evento na capital paulista. O palestrante, Mons. Juan Carlos Sanahuja, veio da Argentina para alertar ao público brasileiro sobre a ameaça da nova religião universal imposta pela ONU.

Dr. Plinio Xavier da Silveira abriu da conferência, em nome do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira,  e o Cel. Paes de Lira fez a apresentação do palestrante e do tema com a leitura do prefácio que escreveu para o livro de Mons. Sanahuja, lançado no evento: Poder global e religião universal.

O sacerdote argentino denunciou uma importante arma da guerra psicológica para a implantação de uma nova moral: a “revolução semântica”, que visa a confundir e embaralhar o significado das palavras, utilizando certos termos conhecidos, mas dando a eles um sentido diverso do original para assim induzir suas vítimas a uma baldeação ideológica inadvertida (Cfr. Baldeação ideológica inadvertida e diálogo, de Plinio Corrêa de Oliveira).

A palavra família, por exemplo, tão simpática a todos, embora conste em documentos da ONU, é entendida no vocabulário revolucionário não como uma instituição constituída entre um homem e uma mulher e seus respectivos filhos, mas como qualquer coabitação entre duas pessoas, mesmo sendo ambas do mesmo sexo, para relações sexuais.

A revolução semântica, mostra Mons. Sanahuja, é uma verdadeira invasão das consciências. O “novo poder global” pretendido pela ONU visa a imposição de uma nova moral ao mundo inteiro. A aceitação da prática homossexual, do aborto, da anticoncepção e dos assim chamados direitos sexuais e reprodutivos são temas sensíveis e indiscutíveis para a nova moral.

“O novo poder global precisa de uma religião universal”, afirmou Mons. Sanahuja apontando que a conferência Millennium World Peace Summit of Religious and Spiritual Leaders [Cúpula do Milênio de Líderes Religiosos e Espirituais  pela Paz Mundial] , ocorrida em Nova Iorque, em agosto de 2.000, realizada pela ONU, se manifestou contra as religiões “dogmáticas”, como portadoras do “fundamentalismo”.

Segundo dados apresentados pelo conferencista, em reunião internacional preparatória para o Cairo+10 em 2004, intitulada “Direitos Sexuais e Reprodutivos, cultura e religião”, organizada pelo Fundo de Populações das Nações Unidas e pelo governo holandês, afirmava que foi “vital” intervir recursos humanos e fundos para “convencer aos líderes religiosos a democratizar seu discurso em matéria de direitos sexuais e reprodutivos”.

Um exemplo que chocou a todos foi o ocorrido com a Caritas Internacional que adotou esses objetivos da FPNU “como se não houvesse uma conduta católica multi-secular para ajudar os mais necessitados”, disse Mons. Sanahuja. Para ele, Caritas, organismo da Santa Sé, adotou essa posição através da secretaria-geral do órgão, Lesley-Anne Knight, uma “teóloga” da libertação, que tomou posse do cargo por imposição das Caritas de países ricos. Na Argentina, exemplo citado pelo conferencista, as farmácias da Caritas distribuem anticonceptivos. Tal situação levou a Santa Sé, no dia 27 de abril, a determinar seu direito de veto na escolha dos indicados para os cargos administrativos e recentemente outra pessoa tomou posse da secretaria-geral.

No final, Mons. Sanahuja respondeu a perguntas e coube ao príncipe Dom Bertrand as palavras de encerramento, lembrando que o Brasil vai mar alto nessa Revolução para extinguir a verdadeira religião e os princípios católicos. Exemplificou com o Estatuto da Diversidade Sexual, que entre outras coisas pretende que o SUS pague as cirurgias de mudança de sexo, oferecendo tratamento hormonal com este fim para jovens… desde os 14 anos!

O Príncipe Imperial exortou todos a seguirem as palavras de Santo Antônio Maria Claret: A Dios rogando y con el mazo dando, o que, em tradução livre, significaria: “A Deus rezando, e com o tacape dando”. Segundo D. Bertrand, devemos rezar e envidar todos os esforços legais e pacíficos para impedir a imposição dessa nova religião atéia e ditatorial, que pretende colocar a Lei de Deus e a civilização cristã de cabeça para baixo.

 

7 COMENTÁRIOS

  1. Estive presente a esta CONFERÊNCIA e isto deixou-me muito honrado. De tudo que ali foi dito pelo MONSENHOR SANAHUJA a questão de nossa RESISTÊNCIA ATRAVÉS DE NOSSAS PRECES e mesmo CONFRONTAR OS INIMIGOS DA FÉ CRISTÃ é o que de melhor temos a fazer para que a humanidade não venha a perecer diante das ABERRAÇÕES e CRIMES PROPOSTOS, tais como: o ABORTO, UNIÃO GAY, a RETIRADA DOS SÍMBOLOS CRISTÃOS das REPARTIÇÕES PÚBLICAS e o AVANÇO da CRISTOFOBIA que temos que nos unir para uma GRANDIOSA VITÓRIA FINAL contra os AGENTES do DEMÕNIO.

     
  2. Li em minha juventude a obra citada do Prof. Plinio, Baldeação Ideológica inadvertida e diáologo, para mim foi uma luz, pois na época o problema da ameaça comunista era muito mais visível e se punha um grande problema para as pessoas: resistir ou ceder ao comunismo. Todos se preocupavam com a ameaça armada, mas, Plinio demonstrou que a pior arma que o comunismo estava utilizando era a mudança da ideologia que se produzia através da palavra diálogo. Hoje essa mesma máquina utiliza esse eficiente instrumento para mudar as mentalidades das pessoas. Cuidado, gente!

     
  3. Compactuo totalmente com os comentarios do monsenhor, pois como temos visto no cotidiano da politica, de tanto se afirmar uma mentira, acaba se tornando como verdade, ou seja, propagam-se falácias até alcançarem o efeito desejado.
    “Os ativistas gays recorrem com eficacia às táticas homofacistas, utilizadas por Adolf Hitler: quando vc não tem argumentos válidos e não consegue persuadir somente com a razão, usa-se a violência para intimidar” (A Estratégia dos ativistas gays no original The Agenda)

     
  4. E tudo isso sob a falsa desculpa de “Estado laico”.

    LAICO COISÍSSIMA NENHUMA! PAGÃO! ANTICRISTÃO!

    VAMOS REAGIR COM A ORAÇÃO E A ATUAÇÃO DEMOCRÁTICA, SOLDADOS DE CRISTO!

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome