Na contramão do Brasil, e do povo brasileiro o PT divulgou uma nota:

“Lamentável que o governo brasileiro tenha manifestado apoio a tal ação sob o argumento de combate ao terrorismo. Esse argumento falso encobre a atuação sistemática e criminosa dos EUA no Oriente Medio.

Ao mesmo tempo a Nota do PT apoia o Tratado Nuclear Obama-Irã: “e pelo cumprimento dos acordos multi e plurilaterais, incluindo o acordo nuclear assinado com o Irã durante o mandato do presidente Barack Obama e é fundamental que o governo dos EUA e de seus aliados recuem imediatamente de sua interferência nociva no Oriente Médio”. (1)

PT omite — e sabe por quê — o terrrorismo, a interferência da China e Rússia no Irã

O PT é contra os EUA mas a favor do tratado nuclear Obama-Irã. Deseja o PT que o Irã tenha bombas atômicas?

O PT omite o terrorismo iraniano, e os ataques à embaixada americana em Bagdá.

O PT está consciente da ação da China e Rússia no Irã e as recentes manobras militares conjuntas dos 3 países?

A nota do Itaramaty é serena, condena o terrorismo

O Itamaraty divulgou uma nota serena repudiando os ataques à embaixada americana e condenando o terrorismo:

“Ao tomar conhecimento das ações conduzidas pelos EUA nos últimos dias no Iraque, o Governo brasileiro manifesta seu apoio à luta contra o flagelo do terrorismo e reitera que essa luta requer a cooperação de toda a comunidade internacional sem que se busque qualquer justificativa ou relativização para o terrorismo”, disse o Ministério das Relações Exteriores em nota”.

“O Brasil condena igualmente os ataques à Embaixada dos EUA em Bagdá, ocorridos nos últimos dias, e apela ao respeito da Convenção de Viena e à integridade dos agentes diplomáticos norte-americanos reconhecidos pelo governo do Iraque presentes naquele país”. (2)

(1) https://pt.org.br/nota-do-pt-sobre-o-ataque-dos-estados-unidos-no-iraque/

(2) Fonte: http://www.itamaraty.gov.br/pt-BR/notas-a-imprensa/21184-acontecimentos-no-iraque-e-luta-contra-o-terrorismo

1 COMENTÁRIO

  1. Pouco me importa a posição do PT, o importante é que os EUA assassinaram um general muito importante na luta contra o Estado Islâmico, financiado pela família Saud, que é mantida no poder por Washington.

Deixe uma resposta