Devoção mariana por excelência, o Rosário foi revelado por Nossa Senhora a São Domingos de Gusmão. Salvando as almas dos pecadores e combatendo os inimigos da Igreja, tomou relevância ainda maior em Fátima, atraindo graças em profusão.

Iniciava-se o século XIII. A fé católica desabrochava esplendidamente por toda a Europa em frutos de justiça e caridade. Ao mesmo tempo, no campo civil, uma admirável e possante lógica levava os povos a se constituírem em Cristandade, a qual mereceu do Papa Leão XIII este belo elogio: “Nessa época a sociedade civil deu frutos superiores a toda expectativa, frutos cuja memória subsiste e subsistirá, consignada como está em inúmeros documentos”.(1) De fato, a sociedade temporal só alcança todo o seu esplendor quando baseada nas verdades eternas.

Problemas, dificuldades, erros e pecados os havia, é claro, pois não estávamos no paraíso celeste, mas não constituíam a nota dominante, como hoje em dia.

O demônio, porém, não cessa de perseguir as almas e as instituições, como advertiu São Pedro: “Vosso adversário, o demônio, anda ao redor de vós como o leão que ruge, buscando a quem devorar”.(2) O inimigo dos homens vinha já obtendo, havia algum tempo, vitórias significativas no sul da França e norte da Itália pela propagação da heresia dos cátaros, também conhecidos como albigenses, em referência à cidade de Albi, sul da França, onde se localizava seu centro.

Cátaro vem do grego e significa “puro”. Os únicos “puros” eram os que aderiam ao catarismo e se submetiam a suas iniciações e prescrições. Todo o resto da humanidade era constituído pelos “impuros”. Ensinavam os cátaros que havia um deus mau, criador dos corpos humanos e da matéria em geral, ao lado de um deus bom, que criara as almas, as quais haviam sido aprisionadas nos corpos. Diversos bispos e nobres os protegiam. Ressuscitava-se assim a velha heresia gnóstica que tanto havia atribulado os primeiros tempos do cristianismo.

Os Papas tudo fizeram para tentar converter essa parcela dissidente do rebanho de Cristo. Enviaram apóstolos, missionários, pessoas virtuosas. Tudo em vão.

Além da salvação dessas almas transviadas, outra tarefa premente era evitar o contágio da heresia. E também sua influência nefasta sobre a sociedade temporal, a qual, nos centros cátaros, tendia a constituir-se à maneira de uma sociedade comunista cuja nomenklatura da época seria formada pelos “puros”.

O que fazer? A solução veio do alto, mais precisamente do Céu.

Nossa Senhora revela a devoção do Rosário a São Domingos

Nossa Senhora revela a devoção do Rosário a São Domingos

Um homem de Deus profundamente preocupado com a situação da Igreja e da Cristandade naquela região pregava incessantemente as verdades da fé. Era o espanhol São Domingos de Gusmão.

Muitos milagres marcaram sua evangelização entre os cátaros. Um dos mais famosos ocorreu em Fangeux, na diocese de Carcassona. “Os líderes cátaros apareceram em grande número, trazendo o livro que continha todas suas heresias. São Domingos levava um caderno no qual havia refutado a maioria desses erros. Como não chegavam a nenhum acordo, decidiram apelar para a prova do fogo. O escrito que permanecesse incólume numa fogueira seria o verdadeiro. Fizeram uma grande fogueira e nela jogaram o livro dos cátaros. Pouco depois estava este reduzido a cinzas. Lançaram então ao fogo o escrito de Domingos. Este voou ao ar sem se queimar e foi pousar numa viga do teto, onde deixou uma marca de fogo. Por três vezes os hereges repetiram o ato, com o mesmo resultado”.(3)

Mas nem mesmo milagres estrondosos convertiam aqueles corações empedernidos.

No ano de 1208, num dia em que São Domingos rezava fervorosamente na capela do recém-fundado convento de Prouille, no Languedoc francês, pedindo a intervenção da Santíssima Virgem, eis que Ela lhe aparece e diz que “como a saudação angélica tinha sido o princípio da redenção do mundo, era necessário também que essa saudação fosse o princípio da conversão dos hereges; que assim, pregando o Rosário que contém cento e cinquenta Ave-Marias, ele veria um sucesso maravilhoso em seus trabalhos e os mais empedernidos sectários se converterem aos milhares”.(4)

Era a instituição oficial do Rosário como arma sobrenatural contra a heresia recalcitrante. São Domingos não hesitou um instante. Pôs-se a pregar a oração do Rosário em todas as cidades infectadas pela heresia. O resultado foi surpreendente. As conversões, que antes não se produziam, agora se faziam aos milhares. Vários jovens começaram a aproximar-se do santo, constituindo assim o núcleo inicial daqueles que em breve seriam os frades da Ordem dos Pregadores, ou Dominicanos, que São Domingos fundaria.

Concomitantemente a esses fatos, a Cruzada movida por Simão de Montfort contra os albigenses, constituída por ordem do Papa Inocêncio III, debelava de modo inclemente os focos de cátaros renitentes, defendendo assim a Igreja e a sociedade temporal, cada uma delas golpeada a fundo pela heresia. O último reduto cátaro caiu em 1256. Comenta São Luis Grignion de Montfort: “Quem poderá contar as vitórias que Simão, Conde de Montfort, obteve contra os albigenses sob a proteção de Nossa Senhora do Rosário? Foram tão notáveis, que jamais se viu no mundo coisa parecida”.(5)

O Rosário nas vitórias da Cristandade

Entre outras graças insignes, alcançadas posteriormente pelo Rosário, figura a vitória dos católicos sobre os turcos em Lepanto, em 1571, quando a derrocada da Cristandade parecia iminente e uma intervenção milagrosa de Nossa Senhora a salvou. Por isso, São Pio V ordenou que no dia 7 de outubro de todos os anos se comemorasse uma festa em honra de Nossa Senhora das Vitórias, título alterado posteriormente pelo Papa Gregório XIII para Nossa Senhora do Rosário.

Outra vitória assinalada, no mesmo gênero e contra o mesmo inimigo — o Crescente — deu-se em 1716, em Petrovaradin, atualmente cidade da Sérvia. Em consequência dessa graça alcançada para a Cristandade, o Papa Clemente XI estendeu a festa de Nossa Senhora do Rosário ao conjunto da Igreja.

Em pleno século XX, a Áustria ficou livre da dominação comunista por efeito da Cruzada Reparadora do Santo Rosário, que galvanizou a população do país. Os soviéticos acabaram por retirar-se, sem que fosse preciso dar um tiro.

No Brasil, o Santo Rosário esteve na raiz do movimento católico que se insurgiu contra a dominação calvinista nos séculos XVI e XVII, no Rio de Janeiro e em Pernambuco.

O Rosário como penhor de futuras vitórias da Igreja

Se Nossa Senhora quis obter para a Cristandade grandes vitórias contra os inimigos da Igreja, podemos muito legitimamente concluir que, pela devoção do Rosário, a qual certamente deverá durar até o fim dos tempos, a Igreja poderá alcançar novas vitórias também espetaculares, bem como a implantação, nas almas e no mundo, da devoção ao Imaculado Coração de Maria. Era esta a aspiração constante do grande devoto do Rosário que foi Plinio Corrêa de Oliveira. Ele compôs algumas sublimes meditações para ajudar a rezar bem o Rosário, as quais se encontram publicadas na edição de maio/2012 da revista “Catolicismo”.

Na atual situação brasileira, em que a esquerda radical e de índole persecutória vai assumindo cada vez mais postos de comando, o Rosário se mostra especialmente necessário para os que desejam permanecer firmes na fé e combater por ela.

Veja-se, por exemplo, a aprovação pelo Supremo Tribunal Federal da união homossexual, da marcha da maconha, da aprovação do aborto de fetos anencefálicos; veja-se a orientação esquerdista de ministros e ministras do atual governo; considere-se o projeto de novo Código Penal, que estende as possibilidades de aborto e legaliza a exploração empresarial da prostituição; veja-se a retirada dos crucifixos dos tribunais gaúchos e outros locais; veja-se a ameaça sempre presente de criminalizar como homofóbico quem manifestar discordância em relação às práticas homossexuais; veja-se o fantasma do PNDH-3, que não só não foi revogado como vai sendo aplicado aos poucos.

A pretexto de “Estado laico”, os cristãos são cada vez mais marginalizados, vilipendiados, procura-se impedi-los de esgrimir seus argumentos religiosos, o que é concedido aos ateus. A onda organizada de cristianofobia que percorre o mundo encontra forte eco em nossa Pátria, embora por enquanto de modo não violento.

A recitação assídua do Rosário, sobretudo por aqueles que lutarem pelo advento do Reino de Maria — conforme as profecias de Fátima e as previsões de São Luis Grignion de Montfort — terá provavelmente um papel decisivo no triunfo da Santíssima Virgem. O Santo Rosário é um penhor de vitórias futuras.

Benefícios da recitação do Rosário

Em seu instrutivo livro O Segredo Admirável do Santíssimo Rosário, São Luis Grignion de Montfort assim resume os benefícios que podemos obter ao rezar o Rosário:

“1º) Os pecadores obtêm o perdão;

2º) As almas sedentas se saciam;

3º) Os que estão atados vêem seus laços desfeitos;

4º) Os que choram encontram alegria;

5º) Os que são tentados encontram tranquilidade;

6º) Os pobres são socorridos;

7º) Os religiosos são reformados;

8º) Os ignorantes, instruídos;

9º) Os vivos triunfam da vaidade;

10º) E os mortos são aliviados por meio de sufrágios.”

Felizmente, muito se tem falado sobre o Santo Rosário. A própria Santíssima Virgem disse em Fátima aos três videntes: “Eu sou a Senhora do Rosário. Quero que continuem a rezar o terço todos os dias”.

Rezar o Rosário todos os dias, ou ao menos um terço, é o que de melhor se pode recomendar.

_________
Notas
1. Encíclica Immortale Dei, de 1°/11/1885.
2. I São Pedro 5,8.
3. Plinio Maria Solimeo, São Domingos de Gusmão, in Catolicismo, agosto/2003.
4. Les Petits Bollandistes, Vies des Saints, d’après le Père Giry, Paris, Bloud et Barral, Libraires-Éditeurs, 1882, tomo IX, p. 283.
5. Obras de San Luis Maria Grignion de Montfort, El secreto admirable del Santissimo Rosario, Biblioteca de Autores Cristianos, Madrid, 1954, p. 356.

 

8 COMENTÁRIOS

  1. @Daniel
    Palavras do anjo Gabriel:”.Alegre-te cheia de graça, o SENHOR está contigo”! (Lc 1,28).”
    Palavras de Isabel cheia do Espírito Santo: “Bendita és tu entre as mulheres … (Lc 1, 42). De onde me vem (a honra de) que a mãe de meu Senhor me visite?” (Lc 1, 43).
    Maria é filha de Deus Pai, Mãe de Deus Filho e Esposa do Deus Espírito Santo.
    Junto a Deus Pai apenas Jesus é intercessor,mais junto a Jesus existe muitos intercessores, os santos e a principal é nossa Mãenzinha Maria.

     
  2. Senhor Daniel,

    1 – Obrigado pela preferência da quase obsessiva assiduidade neste site, que eu
    também frequento muito, mas com uma claríssima diferença: assim como o site, EU SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO. A concluir pela tua postura, parece que não há nada que preste na net protestante. Eu bem suspeitava já disso. Só não é pior que certas coisas por aí que são menos que nada E, DIANTE DAS QUAIS, TU DEVERIAS UNIR-TE A NÓS NO BOM COMBATE EM CAUSAS COMUNS – mas deploravelmente preferes blasfemar obecadamente.

    2 – Sobre a Bíblia Sagrada (a original), é a Santa e Católica Igreja quem definiu o cânon bíblico, incluso, simplesmente, nada menos que o NOVO TESTAMENTO.

    3 – Segundo a própria Bíblia, tu não tens sequer o direito de interpretá-la, conforme II Pd 1, 20, pois “nenhuma Escritura é passível de interpretação pessoal”. Portanto somente a Igreja de CRISTO, desde sempre Una, Santa, Católica e Apostólica, é quem pode fazer a autêntica interpretação bíblica.

    4 – “E, tendo ele já doze anos, subiram a Jerusalém, segundo o costume do dia da festa. E, regressando eles, terminados aqueles dias, ficou o menino Jesus em Jerusalém, e não o souberam seus pais. Pensando, porém, eles que viria de companhia pelo caminho, andaram caminho de um dia e procuravam-no entre os parentes e conhecidos. E, como não o encontrassem, voltaram a Jerusalém em busca dele. E aconteceu que, passados três dias, o acharam no templo, assentado no meio dos doutores, ouvindo-os e interrogando-os. E todos os que o ouviam admiravam a sua inteligência e respostas. E, quando o viram, maravilharam-se, e disse-lhe sua mãe: Filho, porque fizeste assim para conosco? Eis que teu pai e eu, ansiosos, te procurávamos. E ele lhes disse: Por que é que me procuráveis? Não sabeis que me convém tratar dos negócios de meu PAI? E eles não compreenderam as palavras que lhes dizia.” – Lucas 2, 42-50.

    “E, falando ele ainda à multidão, eis que estavam fora sua mãe e seus irmãos, pretendendo falar-lhe. E disse-lhe alguém: Eis que estão ali fora tua mãe e teus irmãos, que querem falar-te. Porém ele, respondendo, disse ao que lhe falara: Quem é minha mãe? E quem são meus irmãos? E, estendendo a mão para seus discípulos, disse: Eis aqui minha mãe e meus irmãos; porque qualquer que fizer a vontade de meu Pai, que está nos céus, este é meu irmão, e irmã, e mãe.” Mateus 12, 46-50.

    INTERPRETAÇÃO AUTÊNTICA, ou seja, CATÓLICA: Maria NÃO teve mais filhos, tanto é que o Evangelho usa SOMENTE a expressão “Maria, Mãe de JESUS”, isto é, Maria, originária de Nazaré e casada com José de Belém, é acompanhada EXCLUSIVAMENTE da expressão “Mãe de JESUS”, ou seja: Mãe DE MAIS NINGUÉM. Os “irmãos” do texto são os PARENTES, conforme a POBREZA DE PALAVRAS DO IDIOMA HEBRAICO, assim como no Antigo Testamento Ló é chamado “irmão” de Abraão, mas Ló era filho do verdadeiro irmão de Abraão. Logo Ló era SOBRINHO e não irmão de Abraão. Além disso, JESUS, na Cruz, CONFIOU Maria A JOÃO E NÃO AOS “IRMÃOS”, o que teria sido óbvio em Israel se aqueles parentes ditos “irmãos” fossem realmente irmãos de sangue, filhos da mesma mãe.

    E Maria conservou-se virgem ANTES, DURANTE e DEPOIS do PARTO, conforme o desejo que DEUS pusera sempre no coração dela, daquela que é Sacrário destinado exclusivamente a DEUS, ela que, mesmo quando era noiva de José, nem concebia a ideia, nem futuramente, de “conhecer homem”, TANTO QUE SE MOSTROU ESPANTADA DIANTE DO ANJO GABRIEL E QUESTIONOU ISSO EXPRESSAMENTE A ELE – Lc 1, 34 -, que a tranquilizou explicando que o Fruto do ventre dela proviria do ESPÍRITO SANTO.

    Maria é Mãe de JESUS e JESUS é DEUS. Logo, Maria é Mãe de DEUS, já que NÃO SE SEPARA O SENHOR JESUS assim como TU MESMO NÃO ÉS SEPARADO. É óbvio que Maria não gerou a Divindade de CRISTO, mas gerou JESUS, que é DEUS, assim como a tua mãe só gerou a tua carne – não a tua alma -, mas ela é a TUA MÃE e TU ÉS HOMEM, TU NÃO ÉS APENAS CARNE, e TU NÃO A CHAMAS DE “MÃE DA MINHA CARNE” e sim “MINHA MÃE”. TUA MÃE É MÃE DE DANIEL – QUE É HOMEM -, ELA É MÃE DE HOMEM. MARIA É MÃE DE JESUS, QUE É DEUS: ELA É MÃE DE DEUS.

    JESUS, enquanto esteve crescendo e preparando-se na Sua missão terrena, certamente rendeu obediência não só à sua Mãe como a São José também – Lc 2, 51 – pois, conforme a Bíblia Sagrada, JESUS também é Homem, EM TUDO igual a nós – exceto no pecado. Obedecer aos pais obviamente não é pecado.

    Deus é, sim, o Alfa e o Ômega, o primeiro e o derradeiro.
    “Acima de Deus não há ninguém.” COMO ASSIM “Acima de Deus não há ninguém”? Ora, quanta obviedade! Afinal, não há ninguém nem AO LADO de DEUS! Que dirá “acima”!

    5 – Lê, tu, a Bíblia, mas NÃO OUSES pessoalmente interpretá-la! Conforme a Apologética número 3 acima, ESCUTA A INTERPRETAÇÃO DA CATÓLICA IGREJA DE JESUS – Lc 10, 16; Mt 16, 18; I Tm 3, 15 etc. etc..

    6 – Maria é intercessora entre DEUS e os homens. Onde fica o Senhor JESUS nessa história? Ora, JESUS, conforme a Bíblia Sagrada e sua autêntica – Católica – interpretação, é o único MEDIADOR entre o PAI e os homens. Logo, ou Maria pede a JESUS Mediador como fez em Caná – Jo 2, 1-11, primeiro milagre de CRISTO, ANTECIPADO a pedido de Maria – ou ela roga ao PAI em nome de JESUS, o Mediador, no ESPÍRITO SANTO. Em outras palavras, eis a oração Cristã, que até eu, mísero pecador, faço.

    Todos nós Cristãos, inclusa Maria evidentemente, somos intercessores, porque nós, a Igreja, somos Corpo de CRISTO – Cl 1, 18; só JESUS é o MEDIADOR entre nós e DEUS PAI.

    Confundir a intercessão com a exclusiva MEDIAÇÃO de JESUS é lamentável.

    7 – Está escrito no EVANGELHO, AINDA DURANTE A ESTADA DE JESUS NA SUA MISSÃO TERRENA, que ninguém subiu ao céu, a não ser aquele que desceu do céu: o Senhor JESUS. DEPOIS, NO APOCALIPSE 12, 1, fica clara a presença no Céu, TAMBÉM, da Mulher vestida com o sol. Ela não é o sol; ela está apenas VESTIDA com o sol, e este sol, o Sol de Justiça, é JESUS. Essa Mulher é tanto Maria quanto a figura da Igreja: Maria gera CRISTO, assim como a Igreja gera o Cristão. A própria Maria é figura da Igreja, além de ser igualmente membro da Igreja.

    O pior cego é o que prefere protestar por protestar e rejeita ver.

    8 – Graças a DEUS, sobretudo, e minimamente à tua postura ofensiva, SOU MAIS CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO AINDA.

    9 – DEUS te toque, ilumine, converta e abençoe.

     
  3. 1.Caro José Antonio, para lhe transmitir um pouco de luz, apresento-lhe um pequeno exemplo do que está contido na Bíblia Sagrada (a original), quanto ao assunto em questão.

    1. “E, tendo ele já doze anos, subiram a Jerusalém, segundo o costume do dia da festa. E, regressando eles, terminados aqueles dias, ficou o menino Jesus em Jerusalém, e não o souberam seus pais. Pensando, porém, eles que viria de companhia pelo caminho, andaram caminho de um dia e procuravam-no entre os parentes e conhecidos. E, como não o encontrassem, voltaram a Jerusalém em busca dele. E aconteceu que, passados três dias, o acharam no templo, assentado no meio dos doutores, ouvindo-os e interrogando-os. E todos os que o ouviam admiravam a sua inteligência e respostas. E, quando o viram, maravilharam-se, e disse-lhe sua mãe: Filho, porque fizeste assim para conosco? Eis que teu pai e eu, ansiosos, te procurávamos. E ele lhes disse: Por que é que me procuráveis? Não sabeis que me convém tratar dos negócios de meu Pai? E eles não compreenderam as palavras que lhes dizia.” Lucas 2-42 ao 50.

    “E, falando ele ainda à multidão, eis que estavam fora sua mãe e seus irmãos, pretendendo falar-lhe. E disse-lhe alguém: Eis que estão ali fora tua mãe e teus irmãos, que querem falar-te. Porém ele, respondendo, disse ao que lhe falara: Quem é minha mãe? E quem são meus irmãos? E, estendendo a mão para seus discípulos, disse: Eis aqui minha mãe e meus irmãos; porque qualquer que fizer a vontade de meu Pai, que está nos céus, este é meu irmão, e irmã, e mãe.” Mateus 12-46 ao 50.

    Como se pode verificar, depois de Jesus Maria teve mais filhos, deixando de existir, portanto, após o nascimento dos outros filhos, sua condição de mulher virgem.
    Indubitável é que Maria é uma santa que foi escolhida por Deus para gerar o Senhor Jesus, mas na natureza carnal, não espiritual. Portanto, não devemos considerá-la como a mãe de Deus. Se fosse assim, Deus seria subordinado à Santa Maria, já que o filho deve render obediência à sua mãe. Deus é o Alfa e o Omega, o primeiro e o derradeiro. Acima de Deus não há ninguém.

    O pior cego é aquele que não quer enxergar.

     
  4. Marina, leia a Bíblia, minha cara, e peça inspiração divina para interpretá-la! Se Maria é a intercessora entre Deus e os homens, onde fica o Senhor Jesus nessa história? Você está com os olhos cheios de escamas. O único intercessor entre nós e Deus é o Senhor Jesus. Está escrito, também, que ninguém subiu ao céu, a não ser aquele que desceu do céu, que foi o Senhor Jesus.

     
  5. Querido Irmão Sérgio Peffi! Qualquer que seja o instrumento é necessário mãos habilidosas para manuseá-lo. Nocaso, é sabido que o diabo utiliza as mãos desocupadas. Mas a proposta aqui ´esclarecer o seu conceito mesclado com politica e religião e, considerando o ex em coloca o pronome entre parentese, é de se supor que você se exclui do Reino de Deus. Veja bem, irmão: Tudo teve inicio com Maria ao receber a visita do anjo que a saudou “Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo” Lucas 1 28. e utilizamos a mesma saudação na oração para louvar o grande feito daquela que veio a ser a mãe do Senhor na terra. ” AVE MARIA, CHEIA DE GRAÇA, O SENHOR É CONTIGO! Observe que o anjo diz É, vale dizer que “É” e ainda está com Maria. Buscamos esta intimidade deMaria com o Senhor Deus e o Filhoque ela gerou para a nossa salvação. A segunda parte é a saudação de suaprima Isabel ao receber a visita de Maria. “Bendita és tu, que acreditou! O anjo sauda Maria, Maria sauda Isabel, já transmitindo o Espírito Santo, que também nós buscamos na oração. Mas somos pecadores e limitados. Por isso a terceira parte da oração em que pedimos a Maria: “Santa Maria, Mãe de Deus, (estas palavras é de Tome – meu Senhor e meu Deus, na visita que Cristo fez aos Apóstolos. Continuando, concluimos a oração Rogai por nós, pecadores, AGORA e na HORA da nossa morte. Amém!
    Fica aqui concluida esta modesta explicação, mas acima de tudo em sua intenção no AGORA e na hora da morte,como segunda opção de aceitação, já que AGORA você pode não entender ainda e deixar passar uma oportunidade de saber mais sobre este instrumento que espanta demonios, quando ele o vê em mãos habilidosas, com o pensamento em busca da intimidade do Senhor.

    Quanto aos lideres politicos, os que foram batizados na Igreja catolica, não são os únicos a renegarem a salvação pela Igreja fundada pelo proprio Cristo. Não foi, com toda a certeza o Catolicismo, que renegou os evangélicos, mas estes quem renegam ainda desde Lutero, a esta Santa Igreja. Observe a sua história de vida e poderá se surpreender ao saber que talvez você tenha sido batizado nela também ou seus antecessores. Cristo disse “Vinde a mim as criancinhas porque delas É o Reino dos Céus. Disse É, não que tenha sido ou que será. As criancinhas podem não entender nada disso, mas Cristo entende. Ele é o Senhor que acrescenta emseu pedido “Não as impeçais!”

     
  6. Difícil de acreditar que alguém ousa digitar na internet para todo mundo ver, tamanha burrice, tamanha ignorância, tamanha blasfêmia! Jesus Cristo é o filho unigênito de Deus, certo falou a verdade. Eu te pergunto: por meio de quem Jesus veio ao mundo? Caiu do nada? chegou homem feito…, mandando em tudo? Querido irmão, sem Maria não teríamos Jesus Cristo. Sem Jesus não haveria cristianismo, sem Jesus não haveria Igreja Católica. Que só Deus pode fazer milagres…sim está certo! Mas o que você talvez ainda não sabe, e deveria saber, é que tudo chega a Deus por Jesus, que recebe das mãos de Maria, Ela é a intercessora, a que leva nossos pedidos à Deus! Quem fez o milagre da água transformar em vinho, foi Jesus e não poderia ser diferente. Mas quem pediu, quem O comunicou que não tinha mais vinho, foi Maria ,sua Mãe. O que foi que Ela disse aos que serviam? Fazei tudo o que ELE vos disser.Quem cuidou do Menino Deus? Sua mãe Maria! Quem O protegeu para não ser morto por Herodes? Maria!Quem O acompanhou em toda Sua vida ministerial até a Paixão? Maria!Quem O acompanhou no caminho do Calvário até Sua crucificação e morte na Cruz? Maria! No alto da Cruz a quem Jesus nos entregou como mãe? Maria! Jesus já desfalecendo, olhou com ternura para sua mãe e disse:Mulher…Eis aí seu filho! Olhou para o discípulo que Ele amava e disse, apontando para Maria , eis tua mãe!Amigo, querendo ou não, esse discípulo que jesus entregou à Maria foi você, eu, teu filho, teu pai, teu amigo,…Todos nós fomos representados por João, o discípulo que Jesus amava! Amigo, Maria é nossa mãe! O próprio Deus no-La deu como Mãe! Maria é o Maior presente que Jesus nos deu na hora da sua morte na Cruz! Peço a Maria Santíssima, perdão pelos que não a conhecem, porque não se ama o que não se conhece! Perdão mãezinha! Muito obrigada por nos conduzir nesse vale de lágrimas! Irmão, leia mais sobre a vida de Maria! Deus te abençoe! Marina.

     
  7. Se hoje os lideres politicos, que são na sua maioria batizados na igreja católica, levaram o Brasil para longe de Deus, é justamente por culpa desses práticas pagãs que a igreja católica e distantes das verdades de Deus, p.ex. que o rosario de nossa (vossa) senhora tem os poderes que só pertttencem a Deus e a Jesus Cristo, pois foi unicamente Este que deu sua vida pelos pecadores e não Maria, e por causa disso que o Brasil encontra-se como está enlameado pela corrupção moral e espiritual. Se a Igreja Católica fosse realmente cristã verdadeiramente, talvez nós não estivessemos na situação que nos encontramos, um país que se diz católico em sua maioria, mas chafurdado na lama do pecado e verdadeiramente, essa maioria distante de Deus e de Cristo seu Filho Unigênito, que é o único que pode salvar a humanidade e o Brasil em particular.

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here