O presidente dos EUA, Donald Trump, recebeu um pedido do senador norte-americano Marco Rubio, do Partido Republicano. A solicitação pedia que fosse priorizado ajuda para que o Brasil ingresse na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Fundamental para “rebater o crescimento da China” na América do Sul

Rubio, que em 2016 concorreu à presidência dos EUA, também solicitou o ingresso do Brasil em programas da aliança militar OTAN, a Organização do Tratado do Atlântico Norte. O senador pontuou em uma carta enviada a Trump que esse movimento seria fundamental para “rebater o crescimento da China” na América do Sul.

Ver imagem no Twitter“Como o Sr sabe, o presidente brasileiro Jair Bolsonaro e seu governo estão ansiosos para trabalhar mais de perto com os EUA. O Brasil é um importante aliado, bem como um parceiro comercial e de segurança, e tem muito a oferecer aos EUA nas áreas de cooperação naval, antinarcóticos e de contraterrorismo”, ressaltou Rubio”.

A Carta do Senador americano demonstra uma justa preocupação com a crescente influência da China comunista na América, em particular a aproximação com o Brasil.

Fonte: https://www.focus.jor.br/senador-dos-eua-pede-a-trump-que-insira-brasil-na-ocde-e-otan/

* * *

Estamos de pleno acordo, alianças se fazem com países livres.

Tanto mais necessária quanto a midia anuncia um programa espacial Brasil-China para o monitoramento de vegetaçao, agricultura, hidrologia e meio ambiente.

“Cinco anos após o bem sucedido lançamento do satélite Cbers-4, junta-se a ele mais um satélite sino-brasileiro. Continuamos, portanto, assegurando o monitoramento do território brasileiro, com aplicações em alerta e desmatamento, monitoramento da vegetação e agricultura e estudos de hidrologia e meio ambiente”. (https://g1.globo.com/sp/vale-do-paraiba-regiao/noticia/2019/12/20/sexto-satelite-feito-em-parceria-entre-brasil-e-china-cbers-4a-e-lancado-ao-espaco.ghtml)

  • * * *
  • É a mesma China que persegue a Religião Católica, que dá suporte à Venezuela, que reprime brutalmente jovens em Hong Kong, que espiona países ocidentais, que usa a Huawei sobre a qual pairam as mais graves suspeitas (só suspeitas?) de espionar em favor de Pequim.

Deixe uma resposta