“Os pais católicos têm uma “obrigação moral de resistir” à promoção dos ensinamentos “perigosos” (…) sobre educação sexual, que constitui “abuso infantil” afirmou o líder do maior grupo pró-vida e pró-família do Reino Unido, informa lifesitenews.

          Diz a notícia: “John Smeaton, líder da Sociedade para a Proteção das Crianças por Nascer (SPUC) em Londres, disse que os pastores católicos na Grã-Bretanha e em muitas partes do mundo, inclusive em Roma, estão “apoiando programas de educação em relacionamentos e educação sexual em instituições educacionais que constituem abuso infantil envolvendo um número incomensuravelmente maior de jovens do que os casos de abuso sexual clerical que atualmente afetam a Igreja””.

A Família sob ataque

         ”Sua palestra, intitulada “Família sob ataque – como a educação sexual anti familiar está corrompendo crianças e atingindo famílias em todo o mundo”, — foi proferida em uma conferência organizada pela Voice of the Family, uma iniciativa da LifeSiteNews e da Society for the Protection of Unborn Children”.

         O papa Francisco se opõe ao ensinamento de Leão XIII e Pio XI sobre educação sexual nas escolas

        O líder da SPUC, “Smeaton se referiu às declarações do papa Francisco em apoio à educação sexual nas escolas durante um voo para Roma do Panamá em janeiro. O papa Francisco disse durante o voo: “Acredito que devemos oferecer educação sexual nas escolas”.

         Durante o mesmo voo, o Papa Francisco disse que “nem sempre é possível” para a educação sexual “começar em casa com os pais”, mas que “a escola compensa isso”.

         “Smeaton contrastou isso com os ensinamentos claros do Papa Leão XIII e do Papa Pio XI de que essa autoridade paterna nunca deve ser assumida pelo Estado.

          “Ele também destacou a crise global nos programas de educação sexual, dizendo: Sua Santidade ignora o fato de que as escolas católicas e não católicas estão atualmente se comunicando com as crianças, por meio de seus programas de educação sexual, a ideologia do Estado e a ideologia do lobby internacional pró-aborto em questões relacionadas à sexualidade humana (…) atualmente responsáveis ​​pela comunicação de imagens ou idéias que representam abuso infantil e psicológico em escala mundial.

                                          * * *

          O alerta é grave, muito necessário e perfeitamente cabível: a pretexto de educação sexual escolas católicas e não católicas são atualmente responsáveis ​​pela comunicação de imagens ou idéias que representam abuso infantil e psicológico em escala mundial.

           Para isso deveriam estar vigilantes nossas Autoridades Eclesiásticas, infelizmente, voltadas de maneira obsessiva para a chamada “ecologia integral” e as queimadas na Amazônia. Afinal, é o Homem criado à imagem e semelhança de Deus. E a Terra foi criada para o serviço do homem.

Fonte: https://www.lifesitenews.com/news/catholic-parents-must-resist-pope-francis-promotion-of-sex-education-pro-family-leader

Deixe uma resposta