“Em todas as atrocidades cometidas pelos comunistas na Espanha (1937), predomina um sentido da imoralidade. É a exposição mais flagrante dos instintos da carne, da exaltação de tudo o que é vil e indigno. E em toda a parte, em todo o mundo, quem nega o seu respeito e a sua obediência às leis da moral é um comunista em potencial, seja embora um milionário e aparentemente um conservador.

“Nas adesões ao comunismo de “intelectuais”, de capitalistas e mesmo em grande parte dos proletários, devemos ver não um ideal de renovação social, ou qualquer outro, mas um desejo de libertação moral. É a esperança de levar até o máximo a perversidade que os domina.

(Acrescentamos: o lema dos estudantes revoltosos da Sorbonne, 1968: “é proibido proibir” indica bem esse anseio desenfreado de se libertar de toda Lei Moral).

Uma indicação preciosa para a renovação do Brasil, 2020

“Torna-se necessário por isso, da parte de todos os dirigentes da mocidade, um grande trabalho de formação moral. É preciso dar aos nossos moços o maior sentido de moralidade, aquele sentido absoluto que Deus quer, quando manda “guardar a castidade”. Nada de atitudes dúbias, de tibiezas, de “mais ou menos”, só a coragem de quem sabe que dessa maneira que deve proceder, de quem sabe que deva fazer sempre uma afirmação de pureza.

“E na propaganda da verdadeira moralidade nunca medir esforços. Nela está a salvação da família, da sociedade, da Pátria”. Valores Morais, lembramos.

“Quem se desvia da norma dada por Deus é um inimigo de si próprio e de todos os grupos da Nação. Se viesse uma convulsão social, ele seria o primeiro a aderir para expandir-se como entende. Há, pois, um grande trabalho aos moços de boa vontade: é arrancarem do vício os que neles se encontram e levá-los para Cristo. Dessa maneira, farão mais pelo Brasil do que todos os políticos reunidos com seus discursos e seus programas!” https://www.pliniocorreadeoliveira.info/LEG_370530_imoralidade_e_comunismo.htm#.XsM8wmhKiUk

De que vale, acrescentamos, o programa do falso Centrão? Por quê o Sr Maia adia para as calendas gregas as Pautas Morais?

Deixe uma resposta