Nosso site não tem posição partidária. Lutamos pelos princípios da Civilização Cristã, contra o socialismo, o comunismo. Defendemos a livre iniciativa, a propriedade privada; a família e a tradição católica herdada de nossos maiores.

Há um erro fundamental, bafejado pela Mídia, quanto ao Poder Legislativo.

Em especial, o Sr Rodrigo Maia, se porta como um legislador-ditador.

Um erro fundamental no conceito de Democracia, tal como a temos nos países livres

Claro, o PT, o bolivarianismo têm da democracia um conceito ditatorial: democracia é o que serve à esquerda, ao igualitarismo, ao aborto, à ideologia de gênero.

Qual esse erro fundamental? O Legislador é Mandatário, não é Mandante.

Com uma difusão de 1 mil exemplares diários (venda direta ao público) o livro do Prof. Plinio “Projeto de Constituição Angustia o País” esclarece esse ponto central: mandante é o Povo; o Representante eleito é um mandatário.

” … a relação entre o eleitor e o candidato por ele sufragado é, em essência, a de uma procuração. O eleitor confere ao candidato a deputado ou senador de sua preferência um mandato para que exerça o Poder Legislativo segundo o programa que este deve expor normalmente ao conhecimento do eleitorado durante a campanha eleitoral: programa este que se supõe que o eleitor tenha lido previamente, e que ratifica ao dar seu voto ao candidato em questão.

“Uma vez eleito, o deputado ou senador é assim um procurador ou mandatário do eleitor. É o executor da vontade deste. Ele será um procurador fiel se agir de acordo com o programa eleitoral com o qual se apresentou às urnas. E será infiel, caso se desinteresse de fazer prevalecer seu programa nos debates parlamentares. Ou, pior ainda, caso se manifeste ou vote contra esse programa em relação ao qual assumiu para com o corpo eleitoral um compromisso sagrado de fidelidade.

Também os governadores-interventores estão errados adotando a quarentena indiscriminada e ditatorial

“Análogas afirmações cabem quanto às eleições para o preenchimento de vagas no Poder Executivo: isto é, em nosso País federativo, as vagas para a Presidência da República, os governos estaduais e as prefeituras municipais”. (1)

Aplicando aos atuais Presidentes das Casas Legislativas

Em linguagem simples, o Sr Maia e o Sr Alcolumbre receberam Mandato para fazer a vontade dos eleitores. Portanto, não podem agir como legisladores-ditadores colocando em Pauta apenas aquilo que lhes convém (sempre nos holofotes da midia) e adiando projetos altamente populares, por exemplo, em favor dos Valores Morais.

São políticos experimentados, mas estão falseando a democracia e se julgando no direito de pautar ou excluir aquilo que lhes convém.

Srs. Representantes: Mandatário é o Povo! Não façamos de nossos mandatos pretextos para ditadura legislativa.

A Midia já não representa o povo brasileiro. E o falso Centrão está se desmascarando.

https://www.pliniocorreadeoliveira.info/livros/1987%20-%20Projeto%20de%20Constitui%C3%A7ao.pdf

Deixe uma resposta