PRC_Manifestacao-13-de-dezembo-2015-86

1. Fala-se muito, e com razão, a respeito do desprestígio das esquerdas latino-americanas, incluindo exemplos de recentes derrotas eleitorais na Venezuela e na Argentina, assim como a perda de popularidade, no gigantesco Brasil, do ex-presidente Lula — um ícone publicitário das esquerdas gramscianas — e da atual presidente Dilma Rousseff.

2. Contudo, os analistas, ao mesmo tempo em que batem justificadamente na tecla da corrupção de importantes líderes da esquerda, parecem esquecer que a causa mais profunda do problema reside nas ideologias populistas-marxistas-gramscianas sustentadas por esses líderes.

3. Com esse silêncio sobre o papel motriz das ideologias de esquerda, minimizam-se os estragos mentais, morais e sociais causados durante as últimas décadas por seus líderes, reduzindo o ocorrido apenas a causas econômicas. Absolvem-se assim, indiretamente, tais ideologias de sua manifesta e enorme responsabilidade nos fracassos da Venezuela, da Argentina e do Brasil. No fundo, para protegê-las e para que se cicatrizem as feridas, preparando com essa tática um eventual retorno.

4. Nesse sentido, fica difícil entender — exemplificando com o caso do Brasil — que líderes da oposição e editores dos principais órgãos de comunicação reduzam suas críticas à presidente Dilma ao fato de que seu governo é corrupto. Deixam assim a impressão de que se o governo fosse populista-marxista, mas não corrupto, não haveria motivos para impeachment. Entretanto, deve ficar bem claro que os fragorosos fracassos dos regimes populistas são devidos não apenas à corrupção, mas, sobretudo, à estatização da economia, à asfixia da propriedade privada e a uma política externa hostil aos aliados naturais, como são os Estados Unidos e a Europa. A corrupção é a filha da estatização. A estatização promove clientelismo, propina e falta de fiscalização, e faz proliferar monopólios estatais, “elefantes brancos” ineficazes, relutantes de atualização profissional e caldo de cultura para todo tipo de corrupção.

5. No caso da Argentina, não se pode esquecer que o candidato populista obteve quase 50% dos votos e que setores influentes do peronismo, contaminados pela luta de classes, estão ativos e com poder politico. Paralelamente, o vírus chavista e o vírus lulista continuam presentes na Venezuela e no Brasil, para não falar da Cuba comunista — o mais protegido ícone revolucionário da história latino-americana — e para não falar de eclesiásticos latino-americanos, como no caso do Brasil, que criaram o ícone Lula conforme os parâmetros da “Teologia da Libertação”.

6. Se, realmente, deseja-se mudar para melhor o curso da América Latina e do Caribe, deve-se ver de frente o fato de que a essência da ideologia populista-marxista-gramsciana ainda domina as mentalidades não apenas de líderes políticos, mas também de não poucos acadêmicos, jornalistas e figuras da própria vida cultural.


(*) Este texto — traduzido do original espanhol por Paulo R. Campos — pode ser divulgado livremente.

2 COMENTÁRIOS

  1. Cumpre acrescentar a este elenco a enorme derrocada moral, patrocinada por estes governos esquerdo/populista, com a intensificação da permissividade sexual e do relativismo dos valores.

  2. O pior é que por detrás de tudo isso, talvez a maior causa, seria a falta de reação de varios de nossos altos eclesiásticos de tomarem a peito medidas de instruirem o povo do conteúdo da peste marxi-leninista que grassa no mundo, promovendo doutrinação nas paroquias!
    Deveriam mandar repassar nas homilias dos sacerdotes essas admoestações , pois o povo tendo a mente ocupada com tantos materialismos, pouco ou nada consegue captar das falsas propagandas da engenharia social bem montadas que fazem, trapaceando-o, caso dos comunistas padres da TL, aliados do PT.
    Será que se enquadrariam nessa passagem?
    Todos os seus atalaias são cegos, nada sabem; todos são cães mudos, não podem ladrar; andam adormecidos, estão deitados, e gostam do sono. Is 56,10
    E estes cães são gulosos, não se podem fartar; e eles são pastores que nada compreendem; todos eles se tornam para o seu caminho, cada um para a sua ganância, cada um por sua parte. Is 56.1.
    O povo brasileiro, assim como outros da A Latina se perdem por falta de quem os instrua dos maleficios dessas ideologias; pior é que varios desses omissos estão na Alta Hierarquia, quer calados ou coniventes, caso da CNBB amiga dos comunistas, e nesse ambiente piorado atual só de se falar em misericordia de manhã à noite – sem exigencias, como se fosse algo aereo, mais se parece cilada, de não a atrelar com a severidade da Justiça do Senhor Deus – então facilita ainda mais ações dos filhos das trevas, os comunistas, verdadeiros demonios em forma de pessoas!!
    “Portanto o meu povo será levado cativo, por falta de entendimento; e os seus nobres terão fome, e a sua multidão se secará de sede. Is 5,13
    “O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento; porque tu rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; e, visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos. Os 4,6.
    Mesmo algumas seitas protestantes famosas também compartilham com os vermelhos, como a IURD do E Macedo!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome