Bonecas monstroUm conjunto de bonecas denominadas Living dead dolls: vampires set (Bonecas mortas-vivas: coleção vampiras), produzidas pela empresa americana de brinquedos Mezco Toyz, situa-se na fronteira entre o monstruoso e o diabólico.

Como se pode ver na ilustração, faltam os olhos nas órbitas oculares das bonecas, o que produz uma sensação tétrica de vazio. Todas ostentam na boca manchas imitando sangue, como se tivessem acabado de chupar o sangue de alguma criança indefesa. A mais vistosa e fosforescente parece comprazer-se em que o branco de seu vestido seja manchado pelo sangue que escorreu de sua boca, como a significar que a pureza infantil de nada vale, devendo ser conspurcada pela sujeira e pela monstruosidade.

À esquerda, outra ostenta na testa uma cruz, que nesse conjunto adquire um sentido de escárnio. Usa ainda uma espécie de chapéu de bruxa, sob o qual escorrem duas braçadas de fios capilares brancos, formando ondulações estranhas. O boneco ao fundo mais parece um demônio a comandar o sabat.

O conjunto se move num cemitério onde as tampas de vários túmulos acham-se abertas, parecendo indicar que as bonecas acabaram de sair de dentro deles. O ressequido e retorcido da vegetação sugere à imaginação formas horripilantes, que acrescentam ainda mais horror ao aspecto tenebroso do ambiente. O lúgubre da cena é acentuado por duas caveiras que ladeiam o título impresso: Living dead dolls (Bonecas mortas-vivas).

As pobres crianças presenteadas com tais bonecas estarão sujeitas a profunda deformação mental e moral. Acostumadas já na mais tenra infância a se sentirem co-naturais com o monstruoso e o diabólico, quantas propensões desenvolverão em si mesmas para o crime, para o horrendo e para o satanismo!?

Tudo parece programado para pisotear e conspurcar a inocência infantil em sua raiz. Destruída essa inocência, não há desordem, não há mal, não há desvario que não se deva recear no futuro.

A Virgem das virgens chora ao ver que tais abominações se maquinam contra as pobres crianças; chora também por ver mães que, ocupadas talvez com seus trabalhos e preocupações “modernos”, deixam seus filhos displicentemente entregues a tais “brinquedos”.

* * *

BonecasO conjunto de bonecas da segunda ilustração não requer comentários. Basta dizer que a felicidade de brincar com bonecas desse tipo tende a desenvolver nas almas infantis propensões para a ordem, o belo e o bem. Nossa Senhora não precisará chorar por crianças assim, nem pelas mães que souberam escolher brinquedos verdadeiramente sadios e educativos para suas filhas.

5 COMENTÁRIOS

  1. Que mente comercialmente doentia provoca dois malefícios à criança ao mesmo tempo: destruição da inocência e banalização emporcalhada de nossa única verdade, que é a Morte? Brincam com coisa séria, pois entram na nossa casa (já que a propaganda vem junto e os filhos, não os meus! vêem TV o dia todo). Para conforto de alguns pais, simplesmente compram, acirrando mais ainda a propaganda do consumismo. Mas, num sistema educacional em que os professores são massacrados por alunos e mães (Salto de Pirapora é o ex.), esses pais colhem o que plantam. Continuem agradando e obedecendo esses pirralhos!

  2. Li recentemente matéria acerca do desenvolvimento de crianças e seu senso do bem e do mal. Para surpresa dos pesquisadores crianças, mesmo a de colo, sabem distinguir um e outro e sempre preferem o bem. Querer inverter essa ordem é uma meta monstruosa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome