O “Brasil não está isolado. Levei um susto quando a cúpula foi aberta por oração”: “Crianças são heranças de Deus”.

Em Budapeste, realizou-se a Cúpula da Demografia: líderes de diferentes países como Brasil, Estados Unidos, Reino Unido, Leste Europeu entre outros, religiosos e entidades.

Família, imigração descontrolada, resgate dos Valores tradicionais

       Destacamos apenas a parte referente ao resgate dos Valores Morais.

O Brasil foi representado pela ministra dos Direitos Humanos, Damares Alves. Em seu discurso, ela anunciou que o Brasil “voltou a ser um país da família” e que convocava líderes internacionais a formar uma aliança na ONU por esses valores. A ministra esteve acompanhada por representantes do Departamento de Direitos Humanos do Itamaraty.

Conceito de Família: homem, mulher, filhos

      Diz a notícia que “UOL assistiu a mais de 30 intervenções realizadas durante o encontro, marcado por imagens da família constituída exclusivamente por um homem, uma mulher e filhos. Os “novos amigos” do Brasil denunciaram pensadores de esquerda e liberais e deixaram claro que querem implementar um plano para resgatar “valores tradicionais” no mundo”.

Para sermos breves destacamos apenas alguns tópicos: “Para Miklos Szantho, presidente do Central European Press and Media Foundation, parte da resposta terá de vir dos meios de comunicação, incentivados a “fortalecer a imagem da família“”.

“Temos de mostrar famílias com base em valores naturais, a relação entre homem e mulher. Queremos apresentar a família como ela é, naturalmente”, declarou, numa alusão a evitar mostrar casais homossexuais”.

“Não podemos ter medo se nos dizem que somos politicamente incorretos. O homem devem ser homem, e mulher deve ser mulher”. (https://noticias.uol.com.br/internacional/ultimas-noticias/2019/09/21/com-damares-cupula-da-demografia-ataca-onu-feminismo-e-homossexuais.htm?fbclid=IwAR1GDYqtXd-gXRKtUX_x9q-Mbv4fF02Iivi143HalUUJiux-EkFs9xWeh40)

A reação do PT que vive numa “bolha” em descrédito

        A crítica do PT soa como um elogio e incentivo: “Ao participar da Cúpula da Demografia, governo Bolsonaro destila bordões ultrapassados e prega o preconceito contra imigrantes, comunidade LGBT, o feminismo e até mesmo as Nações Unidas”.

“Em seu discurso, a ministra Damares Alves anunciou que o Brasil “voltou a ser um país da família” e que convocava líderes internacionais a formar uma aliança na ONU por esses valores”. https://www.facebook.com/gleisi.hoffmann/posts/1359906367519946

* * *

Lamentamos que nossa mídia — sempre sôfrega de sensacionalismos contra o governo federal — não tenha tido espaço, interesse, patriotismo divulgando a participação do Brasil num evento de alcance mundial em favor dos Valores Morais.

Porque a esquerda sabe que os alicerces se chamam Valores Morais. Tradição, Família, Propriedade são os 3 pilares que a sagacidade, lucidez de Plinio Corrêa de Oliveira soube juntar na trilogia TFP.

Como católicos, lamentamos profundamente a ausência do Vaticano, do Conselho Pontifício para a Familia nessa Cúpula da Demografia. O fundamento da Civilização Católica está na observância dos 10 Mandamentos.

                              Brasil quer liderar bloco “pró-família”

Terminado o evento, os participantes deixaram claro que as ideias ali tratadas não ficariam apenas nos registros da conferência. Os governos do Leste Europeu indicaram que vão coordenar posições internacionais para promover essa agenda.

A própria ministra Damares Alves anunciou que o Brasil estava disposto a liderar um bloco “pró-família” na ONU, enquanto o governo americano já planejava ações concretas na Assembleia Geral das Nações Unidas, que começa na terça-feira.

 

Deixe uma resposta