O arcebispo de Tarragona exorta a desobedecer a Lei do Aborto

4
“Importa obedecer a Deus antes que aos homens”. O arcebispo metropolitano de Tarragona, Jaume Pujol Balcells, exorta seus fiéis a desobedecer às leis civis caso estas se oponham às exigências morais e pessoais. Ele o expõe com esta clareza e contundência na folha paroquial que será distribuída no próximo domingo. O religioso alude em especial ao aborto e à eutanásia.

Está certo uma universidade católica apoiar o aborto? Participe do protesto!

17
Nota deste site: A campanha de abaixo-assinado que estava sendo promovida pelo site "Nascer é um Direito", a propósito do lançamento de um livro pró-aborto...
Estudantes da Christendom College realizaram um exemplar protesto pacífico diante da clínica de abortos da Planned Parenthood

Estudantes católicos nos EUA fazem protesto diante de clínica de aborto

5
O grupo pró-vida "Shield of Roses" (Escudo de Rosas), movimento estudantil do Christendom College, realizou um exemplar protesto pacífico diante da clínica de abortos da “Planned Parenthood” sediada ao norte da Casa Branca, em Washington, D.C. Participaram no ato mais de 200 estudantes e membros do corpo docente. O grupo rezou e cantou a “Salve Rainha” e a ladainha lauretana, além de outras orações.
Ministro da Saúde Temporão

No Ceará, maioria é contra o aborto

3
Mais uma prova de que o PNDH3 está contra os desejos da população brasileira. No que depender da maioria dos cearenses, os projetos que despenalizam o aborto e destroem a família tradicional, e que estão embutidos no PNDH3, devem ir para o cesto de lixo. Nada menos que 70% dos cearenses ouvidos pela pesquisa Datafolha para o jornal “O POVO”, de Fortaleza, querem que a lei sobre aborto permaneça como está, opondo-se a propostas de descriminalizar a prática, como já chegou a apregoar até o ministro da Saúde, José Temporão.

“NÃO MATAR” — um artigo que o leitor não encontrará na grande mídia

9
É tão pouco frequente encontrar declarações enérgicas (sem blablablás) de dignitários eclesiásticos, que, quando raramente encontro, faço questão de ajudar na divulgação — sobretudo porque eles não têm voz nem vez na mídia, geralmente abortista. Da pequena, mas muito simpática, cidade de Oliveira (no Oeste de Minas Gerais), encontrei no site da Diocese um artigo do bispo, Dom Miguel Ângelo Freitas Ribeiro [foto], que já pelo título atraiu-me: “NÃO MATAR”(*). Certamente, o leitor não encontrará tal artigo na grande imprensa. Assim, aqui o transcrevo. Eleições: NÃO MATAR São quatro os direitos fundamentais da pessoa humana: direito à vida; direito à propriedade; direito à liberdade e direito à honra.

Não há consenso sobre o “Consenso de Brasília”, que promove o aborto

6
Transcrevemos abaixo interessante notícia da ACI, sobre o famigerado "Consenso de Brasília". O consenso parece que não está tão grande assim... Para ler notícias anteriores...
Paranaenses dizem NÃO ao Aborto e ao PNDH-3

Mais um estado diz NÃO ao Aborto e ao PNDH-3 – Campanha em Curitiba

4
Conforme havíamos anunciado, a Caravana Terra de Santa Cruz teve tão bons frutos, que os jovens decidiram continuar, cada um em sua respectiva cidade. Veja aqui o álbum de fotos da Caravana No fim de semana passado, 20 pessoas se reuniram em Curitiba para alertar a população sobre os males do PNDH-3. (Veja aqui o álbum de fotos da campanha em Curitiba) A campanha foi realizada na sexta-feira e no sábado (dias 20 e 21 de Agosto), no centro da cidade, próximo à Catedral Nossa Senhora da Luz. O famoso "Calçadão" de Curitiba foi um excelente local para a coleta de Cartões Amarelos aos deputados e senadores.

Quando a despenalização vira direito – O caso da Colômbia: caça aos anti-abortistas

5
A Corte Constitucional da Colômbia, em 2006, despenalizou a prática do aborto em casos de estupro, riscos à saúde da mulher e de crianças com anencefalia. Para gestantes menores de idade, ficou apenas como obstáculo a necessidade de uma “permissão judicial”. Tal despenalização foi logo entendida como um direito. E a corte passou a exigir, em 2009, que os Ministérios da Educação e Proteção Social promovessem programas educacionais para expor os assim chamados “direitos sexuais e reprodutivos”.

Importante passo para banir o Aborto

10
Recebi por e-mail uma importante notícia do MDV - Movimento em Defesa da Vida, que transcrevo para conhecimento de nossos visitantes: Projeto aumenta pena para abortos provocados por terceiros A Câmara analisa o Projeto de Lei 7254/10, do deputado Marcelo Serafim (PSB-AM), que aumenta a pena em casos de abortos provocados por terceiros. De acordo com o texto, se o aborto for realizado sem o consentimento da gestante, a pena será de 6 a 20 anos de reclusão. Hoje, o Código Penal (Decreto-lei 2.848/40) prevê 3 a 10 anos. No caso de aborto provocado com o consentimento da grávida, a pena, que hoje varia de 1 a 4 anos, aumentaria para 4 a 15 anos de reclusão.

Brasil numa linha de legalização ampla, geral e irrestrita do aborto (II)

9
Em post anterior, publicamos um vídeo do Dep. Paes de Lira, falando sobre o "Consenso de Brasília", que abre o Brasil para o aborto...