Efemérides – 05/11

0
Paraquedistas britânicos no Egito, durante a Crise de Suez, em 1956. Ao fundo, as colunas de fumaça negra são as reservas petrolíferas da região em chamas, após os bombardeios.

1817: – Dona Maria Leopoldina, arquiduquesa da Áustria, chega ao Brasil para as cerimônias definitivas de seu matrimônio com o príncipe D. Pedro, que se efetuaria no dia seguinte na Capela Real, no Rio de Janeiro. O historiador Paulo Rezzutti, autor do livro “D. Leopoldina — A história não contada: A mulher que arquitetou a Independência do Brasil”, sustenta que foi em grande parte graças a ela que o Brasil se tornou uma nação. Segundo ele, a prometida de D. Pedro “abraçou o Brasil como seu país, os brasileiros como o seu povo e a Independência como a sua causa”.

1914: – França e Reino Unido declaram guerra ao Império Turco, na Primeira Guerra Mundial.

Paraquedistas acampados no deserto, durante a Crise de Suez.

1956: – Após os bombardeios iniciados em 31 de outubro, paraquedistas britânicos e franceses pousam no Egito, durante a Crise de Suez.

1969: – Em “A TFP e os terroristas Dominicanos”, publicado em vários órgãos da imprensa, a entidade expressa consternação pela participação de religiosos no terrorismo.

1970: – É publicada a reforma revolucionária do Ordo da missa católica, aprovada no âmbito do Concílio Vaticano II de João XXIII e Paulo VI.

1976: – Artigo do Prof. Plinio Corrêa de Oliveira na Folha de São Paulo: “O nada que pode dar em tudo” analisando a instabilidade política vigente em várias partes do mundo.

1982: – A TFP uruguaia publica o manifesto: “La TFP alerta: autodemolición religiosa, vacío ideológico, crisis econômica”.

1983: – João Paulo II envia carta ao Cardeal Willebrands repassada de benevolência por Lutero.

2006: – O estado norte-americano da Califórnia anuncia a aprovação, em referendo, da interdição do casamento homossexual, apenas meses depois de uma iniciativa inicial de legalização.

2015: – Rompimento da barragem de Fundão em Bento Rodrigues, que deixou pelo menos 18 mortos, é considerado o desastre industrial que causou o maior impacto ambiental da história brasileira e o maior do mundo envolvendo barragens de rejeitos, com um volume total despejado de 62 milhões de metros cúbicos, que chegou ao rio Doce, cuja bacia hidrográfica abrange 230 municípios dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo, muitos dos quais abastecem sua população com a água do rio.

Deixe uma resposta