06 de agosto

953: -No mosteiro de São Pedro de Cardeña, na Espanha, os muçulmanos martirizam seus 200 monges, que serão canonizados em 1603.

1792: -Durante a Revolução Francesa, desfilam por Paris 600 republicanos escolhidos de Marselha, cantando a nova canção que logo se convertirá no símbolo da Revolução: a Marselhesa.

1806: -Francisco I da Áustria decreta a supressão do Sacro Império Romano Germânico, para evitar que, por suas vitórias militares, Napoleão Bonaparte se aproprie do título e da legitimidade histórica que traz consigo.

1875: -Nas grades do Palácio Presidencial da cidade de Quito, é assassinado o presidente reeleito Gabriel Garcia Moreno, lídimo e virtuoso católico, a machadadas, pelo colombiano Faustino Lemos, por ordem das Forças Secretas.

1902: -Liderada por Plácido de Castro, tem início a Revolução Acriana, entre os comandos dos seringueiros brasileiros e o exército boliviano, visando separar o Acre da Bolívia e anexá-lo ao Brasil.

1945: -Primeiro bombardeio atômicoda história, sobre Hiroshima, durante a II Guerra Mundial. A bomba Little Boy, de 12.500 toneladas de TNT, detonou 580 metros acima do Hospital Shima, próximo ao centro da cidade. Como resultado do ataque, calor e incêndios, a cidade de Hiroshima foi destruída e 90 mil pessoas morreram naquele dia.

1947: -Fundação do Partido Socialista Brasileiro.

1961: -Com a presença de Che Guevara, inicia-se a conferência de Punta del Este, que aprovou a Aliança para o Progresso, plano de JFKennedy para as reformas de estrutura na América Latina

No centenário de seu martírio (1975), homenagem a Garcia Moreno frente à basílica erguida em Quito para comemorar a consagração do Equador ao Sagrado Coração de Jesus feita pelo fervoroso Presidente católico em 1874. Foto: sócios e cooperadores da TFP equatoriana rezam o Rosário diante do Palácio presidencial, onde a 6 de agosto de 1875 foi martirizado Garcia Moreno.

1964: – Paulo VI publica sua primeira encíclica, “Ecclesiam Suam”, na qual identifica a Igreja com o Corpo de Cristo, que deve estar aberta ao diálogo.

1975: -A TFP equatoriana participa, com destaque, da solene e oficial procissão do traslado dos restos do Servo de Deus Gabriel García Moreno.

1976: -Na Argentina, o arcebispo de Bahia Blanca, em vez de refutar, acha mais simples condenar o livro “A Igreja do Silêncio no Chile”.

1978: -Falece João Batista Montini, Paulo VI, 263º. Papa da Igreja Católica. Nascera em 1897.

– A TFP uruguaia denuncia a parcialidade da campanha pelos direitos humanos, em entrevista ao maior jornal do país.

1987: -A TFP colombiana inicia a distribuição de pareceres de jurisconsultos sobre os direitos de defesa dos fazendeiros, sob o título: “La legítima defensa en los campos colombianos”.

Deixe uma resposta