Reproduzo um e-mail que enviei para meus contatos a propósito dos recentes acontecimentos violentos que estão sendo perpetrados por criminosos cujos propósitos não ficam muito claros. Porém, vislumbra-se uma meta: criar um ambiente propício ao desenvolvimento da guerra psicológica revolucionária em especial no estado de São Paulo.

* * *

Caros amigos,

A guerra psicológica revolucionária está em curso.
Leiam o trecho marcado na notícia. Não é estranho?
Há gente que recebe ordens por aí, e as cumprem…

Mas, antes leiam Dr. Plinio:

19 de maio de 1983

 

Entrevista sobre: a obra “Revolução e Contra-Revolução”; o movimento pacifista (“Peace Mouvement”); explanação a respeito da guerra psicológica revolucionária; a posição da Igreja hoje em relação ao problema da Revolução e da Contra-Revolução

(Locutor: O senhor fala na III parte no livro sobre a guerra psicológica revolucionária. O sr. poderia explicar a relação disso com o fenômeno Revolução?)

De bom grado. A guerra psicológica revolucionária está baseada num fato experimental que é o seguinte: Os homens não são governados apenas por silogismos, mas eles são governados também por reflexos, por movimentos de alma vários que os levam, os impelem de um lado para outro sem que eles racionalmente se deem conta do que estão fazendo. Isso é especialmente claro na infância, é especialmente claro na outra extremidade da vida,quando a pessoa imerge na senilidade.

Mas também é claro em muitos aspectos na alma do homem contemporâneo, tão amigo de uma “espontaneidade” que se deveria pronunciar como se estivesse escrito entre aspas, e que não é senão o realizar absolutamente livre de todos os caprichos, mesmos quando irracionais. São reflexos de alma.

Ora, esses reflexos de alma podem ser influenciados por circunstâncias externas. Isso é da experiência de todos os dias. A pessoa está alegre, entra numa sala decorada com gravidade, pode por isso sentir-se triste. Ou pode sentir convidada para a reflexão. Uma pessoa pelo contrário está muito refletida e ponderada, passa por um jardim com uma apresentação botânica muito agradável, seu estado de espírito pode mudar e ele sente-se alegre. As circunstâncias estranhas condicionam a atitude temperamental do homem.

Compreende-se também que a vontade de lutar ou a vontade de descansar, a vontade de avançar ou a vontade de fugir, enfim, os mil movimentos do instinto de conservação, ou do desejo de predomínio, esses mil movimentos possam ser condicionados por fatores extrínsecos.

Plinio Corrêa de Oliveira mostra como há especialistas que podem manipular os estados de espírito da opinião pública.

(…)

Essas coisas produzem estados de espírito diversos.

A partir disso, que é corrente, desenvolveu-se uma ciência que visa o seguinte: conhecer quais são as circunstâncias que influenciam a vontade da pessoa, do especialista, o estado de espírito de terceiros, sem que os terceiros percebam. Esses terceiros podem ser 1, 2, 3 pessoas, que o especialista quer influenciar. Mas pode ser uma multidão também. Influenciar as multidões por meio de estímulos desses, músicas, canções, prédios, hábitos sociais – que sei eu! – até uma forma nova de sorvete, pode condicionar em algo o estado de espírito de uma multidão.

Nessas condições a gente compreende que um país possa ter eminentes especialistas que provoquem no país adversário, ou pelo menos rival, as reações temperamentais que levam a opinião pública a atitudes desanimadas, atitudes moles, atitudes frouxas, a um otimismo tolo, na hora da luta e do sacrifício. (…)

Guerrear tirando do adversário a vontade de fazer a guerra é um modo ainda de guerrear. E a isto se chama hoje em dia uma arma a mais.

(…)

Agora o que é guerra psicológica revolucionária? Pode ser que uma determinada corrente empenhada em fazer uma Revolução use esses recursos contra as classes sociais ou contra as correntes ideológicas que se oponham a essa Revolução. É o caso do comunismo. Ele usa contra a burguesia toda a forma de recursos destinados a tirar da burguesia a vontade de resistir; a tirar a classe popular a conformidade e boa amizade com a burguesia e a jogá-la contra burguesia, subconscientemente, por meio de estímulos. Esta é a guerra psicológica revolucionária.

Fonte: <http://www.pliniocorreadeoliveira.info/ENT_19830519_RCR_PeaceMouvement_PsyWar.htm>

A reportagem é a que segue. Prestem bem atenção, e perceberão que há uma mão invisível mexendo aqui, lá e acolá.

 

Quem está produzindo os boatos?

Boatos sobre toque de recolher em São Paulo ‘apavoram’ pais e levam escola a suspender aulas

Do UOL, em São Paulo, 09/11/2012 17h11

Mesmo sem a confirmação oficial de um suposto toque de recolher na cidade de São Paulo, o Núcleo de Aprendizagem Profissional, localizada em Santo Amaro, zona sul da capital, decidiu dispensar todos os seus alunos, além dos funcionários que moram na região. Foi o que informou Eliane Valério de Souza, assistente administrativa da escola.

“A decisão foi tomada pela superintendência do núcleo, que mediante a onda de violência nos bairros da zona sul da cidade optou por assegurar a segurança de seus alunos e profissionais”, disse ela, que caracterizou a medida como preventiva. O núcleo tem cerca de 100 alunos por dia.

A Secretaria do Estado de Segurança de São Paulo, no entanto, alertou que não há o registro de toque de recolher em nenhum município do Estado, nem mesmo na capital paulista.

Ainda assim os boatos amedrontam pais e alunos. No CEU (Centro Educacional Unificado) Vila Rubi, também na zona sul da capital, muitos pais foram buscar seus filhos mais cedo, como informou Claudio José Alves Ferreira, gestor do local. “Há muitos pais apavorados com o que têm visto na TV e, principalmente, com os boatos do suposto toque de recolher”, afirmou. Segundo ele, a ronda escolar no local foi reforçada pela crescente onda de violência na região.

A Escola Municipal de Ensino Fundamental Dr. Miguel Vieira Ferreira, na Cidade Dutra, não suspendeu as aulas e informou que os alunos só serão liberados mediante a autorização dos pais. As aulas também serão normais na Escola Professora Beatriz Lopes, na mesma região. Segundo a atendente, apenas um aluno saiu mais cedo devido ao medo.

Os boatos também motivaram uma operadora de turismo na rua Sete de Abril, na República, região central da capital, a dispensarem seus funcionários cerca de 30 minutos antes. Um deles, que preferiu não divulgar o nome, disse ter sido informado da liberação por causa do toque de recolher na cidade. Mas, quando ele questionou sobre a procedência da informação, o gestor não soube responder. “Se ele não sabe de quem veio a informação, está claro que não passa de boatos. Até porque os bares da rua continuam todos abertos e com a movimentação normal”, relatou ele.

Onda de crimes no Estado de São Paulo

7.nov.2012 – Um delegado da Polícia Civil foi baleado na noite desta terça-feira (6) na avenida Celso Garcia, na Penha, zona leste de São Paulo (SP). Mesmo ferido, ele dirigiu até batalhão da PM para pedir socorro Mais Hélio Torchi/Futura Press

Onda de violência

Em menos de 15 horas, a região metropolitana de São Paulo registrou 15 mortes. Os casos ocorreram entre a noite de ontem (8) e a manhã desta sexta-feira (9) nas zonas sul e leste da capital, bem como nas cidades de Santana de Parnaíba e Santo André, no ABC Paulista.

Desde setembro, a violência na cidade já causou a morte de 982 civis, assim como a de 90 policiais, a maioria fora de serviço. A violência é atribuída pelas autoridades como uma reação do Primeiro Comando da Capital (PCC), a principal organização criminosa de São Paulo, que é comandada de dentro das cadeiras. Na quinta-feira (8), Antônio Cesário da Silva, o Piauí, apontado como chefe do tráfico de drogas na favela de Paraisópolis, foi transferido da penitenciária do Avaré para o presídio federal de Porto Velho (RO).

Em Santo André, cinco pessoas morreram a tiros em dois ataques. Outras três foram baleadas, mas sobreviveram aos ferimentos. Segundo informações da Polícia Militar, todos eram moradores de rua e usuários de drogas.

Outros dois homens foram assassinados em uma praça de Santana de Parnaíba, a pouco metros da Guarda Civil da cidade.  Os criminosos passaram atirando e atingiram três homens, apenas um deles conseguiu sobreviver.

A capital paulista também registrou algumas mortes. No Jardim São Luís, zona sul de São Paulo, foram registrados ataques em mais quatro ruas num intervalo de 30 minutos, que deixaram quatro mortos e duas pessoas feridas. Entre os mortos estão um motociclista baleado por dois suspeitos que também estavam numa moto e um homem de 27 anos que saiu para fumar na frente de casa.

Também na zona sul da cidade, no bairro de Cidade Dutra, dois homens em uma moto atiraram contra um grupo de pessoas que estava em frente a um sacolão. Um homem morreu. Nesta mesma região, um ônibus foi incendiado. O cobrador não conseguiu deixar o veículo em tempo de escapar das chamas e foi levado, em estado grave, ao Pronto-Socorro do Grajaú.

9 COMENTÁRIOS

  1. Srs.Mais uma vez chamo a atenção que precisamos ativar a Ação Integralista Brasileira de Plinio Salgado cujo slogan diz tudo: Deus.Pátria e Família.País laico P!!! nenhuma maior País católico do mundo que precisa ser governado segundo os preceitos do Vaticano Igreja de S.Pedro fundada por cristo .Social democracia de direita sim nada de esquerdismo do Pt.Pdt.Pcb e outros.Tenhamos coragem.Como diz a Bíblia não tenham medo! DJK

  2. Ao que parece, a mídia está cumprindo bem o seu papel de “falso profeta”, geradora de confusões e manipuladora de opiniões…
    Nesse caso é melhor seguir o preceito bíblico: “Ainda que tenhas 60 conselheiros, não deixa de consultar a ti mesmo”.

  3. Isso é estratégia desse governo de c o r r u P T o s e de comunistas … deixando tudo como o diabo gosta, para depois dar um ‘ basta ‘ e se apresentar como o SALVA-PÁTRIA …para demonstrar que o comunismo é a salvação … Não sejamos incautos … pois o comunismo está batendo às nossas portas com a baioneta em riste camuflada de flores …

  4. Eu sempre disse aos que estão mais próximos, e eles infelismente não acreditam, que por ser objetivo do PT tomar a prefeitura de São Paulo e depois o Estado todo, essa onda de crimes e os boatos que vem sendo espalhado pela imprensa e televisão (esta com maior penetração nos lares) na maioria delas aliadas do PT que está no poder e lhes dá muitas benesses, é um plano arquitetado por esses “comunistas” disfarçados de partido politico ( que na verdade não é um partido mas sim uma “quadrilha”) e seus aliados de outros partidos que são comprados com muito dinheiro do erário público (nossos impostos), veja-se p.ex. o Mensalão julgado pelo STF. O que eles queriam, infelismente usando a classe d, e, f, g (pobres e miseraveis) que se vendeu pelo Bolsa Familia e outras enganações do PT, eles assumiram o poder e agora com a faca e acolher na mão e muito dinheiro a sua disposição, já estão infiltrados em todas as instituições governamentais, ONGs, segmento neopéntecostal que se dizem evangélicos mas na realidade não o são, pois são sim lobos vestidos de cordeiro, falsos profetas e também numa boa fatia da igreja católica. Na verdade meus amigos, o PT tem escolas espalhadas por esse Brasil onde são formados “boateiros” profissionais, especialmente criados para esse fim. Todavia, se nos unirmos, nós cristãos fieis, independentemente de nome de igreja, poderemos fazer com que a verdade triunfe, pois Jesus Cristo disse, e eu creio mfirmemente nisso, que AS PORTAS DO INFERNO NÃOI HÃO DE PREVALECER CONTRA A IGREJA DE CRISTO.

  5. Dr. Plinio Corrêa de Oliveira foi um iluminado, um escolhido por Deus para deixar tamanho legado ao Brasil e ao mundo.
    Há anos que acompanhamos os fatos aprendendo e comprovando sob seus ensinamentos,abordagens,previsões totalmente lúcidas.
    Sempre que podemos republicamos estes posts em nosso site/Blog e redes sociais nas quais nos fazemos presentes.
    Conclamo aos que são de Deus para nos unirmos e divulgarmos o IPCO pelos meios que tivermos á nossa disposição.

  6. O texto é irretocável, a divulgação por todos os meios de comunicação é imprescindível.
    Acredito em manipulação desses eventos de terrorismo implícito e psicológico; criado o caos, fica fácil conduzir as ovelhas abduzidas a engrossar a tropa de choque desses manipuladores invisíveis.
    Abraço,
    Amaro

  7. Todos os que são informados sabem o propósito dessa guerra psicológica.
    Vejam só que, a Bahia com 14.000.000 de habitantes e governada pelo PT, isto é com menos de 1/3 da população de São Paulo(41.000.000), tem mais homicídios em números absolutos que São Paulo. Porém, nesse momento a imprensa comprada sabe-se lá por “quem”, esquece de noticiar até o campeão de homicídios em números proporcionais, o estado de Alagoas. A bem da verdade, em que pese a onda de crimes, São Paulo está em último lugar na proporção de homicídios para cada 100.000 habitantes, segundo o FBSP (Fórum Brasileiro de Segurança Pública).
    Fonte:
    http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2012/11/06/alagoas-e-estado-com-maior-numero-de-homicidios-no-pais-aponta-estudo.htm

    Realmente a análise do sapiente Plínio Corrêa sobre a guerra psicológica é uma verdade irretocável e constatada aqui e agora em são Paulo.
    O objetivo já está claro com a eleição de um petista para a prefeitura e continuará até conseguirem o Palácio dos Bandeirantes em 2014.

  8. Não é preciso muito esforço para se saber quem “espalha” esses boatos. Todavia, o mais grave é quem incitou os primeiros ataques à PMESP. Curiosamente isso se repete sempre às vésperas de eleições e o alvo é sempre o mesmo: o governo estadual e municipal; desta vez conseguiram – com a ajuda das inauditáveis Urnas Eletrônicas – tomar a Prefeitura. Próximo alvo – já vitorioso – é o Palácio dos Bandeirantes; infelizmente.

  9. Sabe que é mesmo! Eu acho que essa onda tem um qualquer coisa de artificial. Pra quê? Já me diziam que a gente deve fazer a pergunta, quem ganha com isso? O povo? Acho que não. O governo aqui de São Paulo? O governo Federal? Os bandidos?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here