Famílias boicotam escolas que ensinam a Ideologia de Gênero

Muitas famílias francesas retiram seus filhos das aulas que ensinam ou viriam a ensinar a inexistência “das diferenças sexuais entre homens e mulheres”. A reação foi provocada pelo programa “ABCD da Igualdade”, dos Ministérios da Educação e dos Direitos das Mulheres, do governo socialista.

O pretexto do programa é combater as ideias homofóbicas, mas o temor generalizado é de que o governo tente incutir a Ideologia de Gênero na mente das crianças a fim de eliminar a ideia das diferenças naturais biológicas e sociais existentes entre os homens e mulheres e promover a homossexualidade. Entretanto, o objetivo real é ainda mais profundo e filosófico: trata-se de formar as crianças numa falsa “religião”, visceralmente igualitária e anticatólica. É o que se depreende da explicação do ministro da Educação, Vincent Peillon.

O governo tentou desanimar a oposição, porém a resistência oferecida pela moral familiar está ganhando força no país.