As religiosas agostinianas que cuidavam do famoso santuário de Santa Rita e moravam no mosteiro anexo, em Cássia, Itália, escreveram “com o coração cheio de temor” que foram obrigadas a abandonar o mosteiro, bem como a célebre Basílica onde se venera o corpo incorrupto da grande santa italiana, escreveu o acatado jornal de Turim “La Stampa”.

O prédio sofreu graves danos estruturais nos sucessivos sismos de 2016.

“A situação é dramática em Cássia e em todas as cidades atingidas pelo terremoto. […] A terra continua tremendo. Nós todas estamos bem, graças a Deus” – acrescentaram as freiras.

Muitíssimas moradias ficaram inabitáveis, milhares de pessoas estão em abrigos precários, o hospital não oferece segurança e os doentes foram evacuados; as ruas estão desertas e os peregrinos não afluem mais.

As religiosas explicam também que faltam vocações. Não há freiras jovens para fazer os trabalhos da comunidade e a maioria das que ficaram são idosas e requerem muitos cuidados. Boa parte teve que deixar previamente o mosteiro rumo a outro fora da região atingida de Úmbria.

Por essa causa o mosteiro ficou fechado ainda quando, felizmente, a basílica pode ser reaberta no dia 1º de dezembro de 2016.

O santuário de Cássia é um dos locais de peregrinação mais visitados da Itália. Milhares de fiéis vão pedir todos os anos graças a Santa Rita.

Pela primeira vez na história, a basílica de Santa Rita foi fechada e as freiras deixaram vazio o mosteiro.

De alguma maneira os terremotos de 2016 reproduziram na ordem material os abalos morais que estão derrubando a vida religiosa no período de modernização pós-conciliar.

A Mensagem de Fátima não foi ouvida, nem dada a conhecer em 1960, antes do Concilio Vaticano II, quando ainda havia tempo, segundo transmitiu a Irmã Lúcia.

O drama de Cássia não será uma prefigura dos castigos que estão na iminência de vir sobre um mundo e uma Igreja que não levaram bem a sério as advertências premonitórias de Nossa Senhora aos três pastorzinhos há exatamente um século?

Efeitos do terremoto em Cássia

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome