Atilio Faoro

O presidente Lula deverá assinar brevemente um decreto criando o Dia Nacional de Combate à Homofobia, a ser instituído no dia 17 de maio. De acordo com a diretora de Promoção de Direitos Humanos da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Lena Peres, o decreto está em fase final.

Com o apoio da Secretaria de Direitos Humanos do Governo Lula, realizou-se, no dia dia 18 de maio, no Congresso Nacional, o 7º Seminário de homosexuais e lésbicas (Marcello Casal Jr/ABr)

O que o Governo entende por homofobia, não está claro.

A palavra, criada pelo lobby homosexual, tem servido para perseguir os que não reconhecem como moralmente aceitável a prática de atos contra a natureza praticada por homosexuais e lésbicas.

O próprio Papa Bento XVI foi violentamente atacado com a pecha de “homofóbico” quando, em dezembro de 2008, condenou aqueles que negam “a natureza humana como constituída de homem e mulher”, sublinhando que “esta ordem da criação deve ser respeitada”.

Esta conquista do lobby homosexual foi assumida pela Secretaria dos Direitos Humanos do Governo Lula, dando a entender que a homofobia é uma violação dos “direitos humanos”. Tudo muito na letra e no espírito dos PNDHs do governo petista.

O dia 17 de março é lembrado pelas organizações homosexuais e lésbicas como Dia Internacional de Combate à Homofobia, em uma alusão à data em que a Organização Mundial da Saúde (OMS) retirou da sua lista de doenças o termo homossexualismo, no ano de 1990.

A decisão de criar o Dia Nacional de Combate à Homofobia faz parte de uma série de ações do governo federal para garantir o direito da população LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais).

“Além disso, temos que comemorar que não tivemos nenhuma mudança no Programa Nacional de Direitos Humanos [PNDH 3] na parte referente aos direitos de homossexuais”, disse Lena, que participou da abertura do 7º Seminário LGBT, no Congresso Nacional realizado em Brasília no último dia 18 de maio.

Durante o seminário, o presidente da Associação Brasileira de Gays, Lésbicas e Transsexuais, Toni Reis, pediu apoio incondicional ao PNDH 3, que garante os direitos dos homossexuais. “Esse plano não saiu da cabeça do presidente Lula, não saiu da cabeça do ministro Vannuchi [ministro Paulo Vannuchi, da Secretaria de Direitos Humanos]. Nós, da sociedade civil, construímos esse plano e temos a obrigação de defendê-lo, de forma intransigente, contra as forças conservadores que não querem ver direitos assegurados para todos nesse país”, destacou Toni Reis. O seminário é organizado pelas comissões de Legislação Participativa, de Direitos Humanos e de Educação e Cultura da Câmara dos Deputados. (Fonte: Agência Brasil/Juliana Andrade)

Veja também o artigo Viva a Latrofobia!

6 COMENTÁRIOS

  1. O PT não nega sua essência comunista, é contrario a tudo o que é bom e santo, apoia o homossexualismo, o aborto, a eutanásia, o casamento gay, e tantas outras barbaridades, são altamente cristofóbicos, pregam uma sociedade laica sem Deus, sinceramente, amo o Brasil, mas como Cristão tem horas que me envergonho de ser brasileiro.

  2. Na verdade tudo isto que é movimento homossexual são só marionetes dos estados unidos, este que não querem famílias nem mulheres e nem homens no Brasil ,pra eles quanto menos melhor, Na verdade o Brasil tem importado vacinas e refrigerantes e muitos outros produtos e medicamentos que tem e forma líquida , Na realidade dentro de produtos com formas líquidas podem conter facilmente e pior identificável hormônios , Estes podem ser a causa de surgimentos de tantos homossexuais, que são homens e tem a forma feminina e são mulheres com a forma masculina . Nós temos que intender que os estados unidos não é amigo do Brasil eles são predadores a nossa amizade é só e exclusivamente comercial, e eles querem e precisam de petróleo, Eles trabalharam para dominar o Iraque com embargos e outros estratagemas, Não é hora de atacar o Brasil pra eles ,más a hora que este povo tiver velho e poucos homens pra combater então eles vão abrir a sua agenda secular e vão ver que é totalmente viável do minar o Brasil.

  3. É GENTE.. ÀS VEZES VEJO O RADICALISMO DE MEU PAI A RESPEITO DO TEMPO QUE UM PARTIDO PODE FICAR NO PODER.. E DIGO O SEGUINTE.. O BRASIL ESTÁ CAMINHANDO PARA UMA DITADURA E TENHO MEDO DO RUMO QUE O PAÍS VAI SEGUIR APÓS ESTAS ELEIÇÕES!

  4. Voltei para dizer ainda que deveríamos entrar no Congresso Nacional com abaixo-assinados pleiteando o direito de Sermos Cristãos, utilizar nossos simbolos sagrados e devocionais, como as Bíblias, as cruzes, os rosários, os santinhos, as imagens, as músicas, as aulas de catequese, o ensino religioso nas escolas em todos os níveis, os espaços de divulgações da Palavra de Deus. Exatamente um direito milenar que procede do Pai, do Filho e do Espírito Santo!!! Manter o que já tivermos conquistado desde então, acrescidos de outras reinvindicações necessárias ao mundo de hoje. O direito de não aceitar atitudes desumanas e humanas de natureza escusa como é o caso dos homossexuais, também deve constar de nossas reinvindicações os direitos religiosos de não aceitar casamentos, batismos, sacramentos de quem busca contrariar a Lei de Deus, sejam eles quem forem.
    E como fica a criança sem batismo adotadas por pares iguais?
    Quanto a ECLESIOFOBIA – quem não vai à Cristo por amor, vai pela dor. E é aqui que pode haver alguma diferença – a dor. Medo de sofrer com Cristo! Medo de ser diferente por não assumir os compromissos de uma religiosidade em constante busca da espiritualidade pelas coisas do alto. Temem ser felizes pela disciplina religiosa, medo de honrar pai e mãe e por isso preferem a desonra, o desrespeito a eles e à familias. Medo de se expor em defesa da Fé. Medo de assumir os compromissos do matrimonioe da paternidade na educação religiosa dos filhos e deles mesmos. Medo da responsabilidade de pais e padrinhos pelo batismo. Medo de conversão, de se santificar. Medo do sacrificio diario de ser orante e da oração simples de agradecimentos; do reconhecimento de que somos pecadores, mas em busca da Graça de Deus. Medo de AMAR E SER AMADO, firmando nisso um compromisso de vida a dois. De ser exemplo de vida na comunidade em que vive. Medo de ajudar o pr[ximo em suas necessidades.
    Em Isaias 53.1, 3 “era desprezado como o último dos mortais, homem coberto de dores, cheio de sofrimentos; passando por ele, tapávamos o rosto; tão desprezível era, não fazíamos caso dele. 4, A VERDADE É QUE ELE TOMAVA SOBRE SI NOSSAS ENFERMIDADES E SOFRIA, ELE MESMO, NOSSAS DORES; E NÓS PENSAVAMOS QUE FOSSE UM CHAGADO, GOLPEADO POR DEUS E HUMILHADO!”5 MAS ELE FOI FERIDO POR CAUSA DE NOSSOS PECADOS, ESMAGADO POR CAUSA DE NOSSOS CRIMES; A PUNIÇÃO A ELE IMPOSTA ERA O PREÇO DA NOSSA PAZ, E SUAS FERIDAS, O PREÇO DA NOSSA CURA”.
    Esse medo se estende a tantas pessoas preparadas, bem posicionadas, mas que tomam decisões pelo lado contrário à Fé que diz ser praticante. Mas assume ideologias de natureza tiranica, imperialista, de politica enganosa, de corrupção em beneficio proprio ou do grupo que representa.
    Contudo o Senhor JESUS nos diz:” NÃO TEMAIS, pequenino rebanho; eu venci o mundo”,
    Fica a idéia para reflexão.

  5. É muito raro ouvir da boca de um “defensor dos direitos humanos” (gostaria de poder mencionar aqui o adjetivo que ele merece…) a palavra “intransigente”. Eles podem defender de modo intransigente seus pretensos direitos. Nós não… Engraçado, não?

  6. Certamente o digníssimo e honrado presidente do Brasil, senhor dr. Lula, ficaria muito constrangido em estabelecer um dia (só um dia) para lembrar o dia da LATROFOBIA, vocês advinham por quê?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome