Na recente viagem que fez ao Japão o Papa Francisco retoma o tema da imigração. O Japão, uma Nação importante, mas pequena territorialmente, e populosa — ademais com seus costumes e civilização milenares — reagiu de forma natural, orgânica em defesa da sua integridade cultural.

“A ordem do Papa Francisco ao Japão de que eles (japoneses) devem receber refugiados do terceiro mundo provocou uma reação considerável do povo japonês que não quer ver sua cultura destruída por estrangeiros indesejados”.

Acrescentamos, estamos de pleno acordo com os japoneses!

“De uma forma especial, peço-lhes que estendam a mão da amizade àqueles que vêm aqui, muitas vezes depois de grandes sofrimentos, em busca de refúgio em seu país”, disse o Papa Francisco a uma audiência de 900 pessoas durante sua recente visita ao Japão”.

* * *

Preservar os povos indígenas e destruir (imigração descontrolada) a Cultura do Ocidente e do Japão?

Chama a atenção que o Sínodo da Amazônia, o Vaticano e as ONG eco-tribalistas queiram a todo custo preservar a identidade dos povos indígenas mas, ao mesmo tempo propulsionam, pressionam os países livres (sobretudo Europa) a aceitar a imigração indiscriminada. Recentemente, diz a noticia acima, tivemos a pressão sobre o Japão.

Sobretudo, como católicos, atendendo ao Mandato de Nosso Senhor — “Ide, e evangelizai todos os povos” — desejaríamos que o Papa Francisco fizesse ouvir sua voz incentivando o Japão a abrir-se ao Catolicismo (sem perder as sadias tradições do povo).

Perguntamos: Por quê somente a Amazônia, cultura das tribos indígenas deve ser preservada? E a civilização milenar japonesa? E, sobretudo, por quê destruir a Civilização Europeia, fruto do trabalho missionário, incentivando uma imigração desordenada e destrutiva?

Falta pressionar a China, a Rússia, a Coréia do Norte … e pressionar a Venezuela de Maduro também …

* * *

Fonte: https://bigleaguepolitics.com/japan-rejects-order-from-pope-francis-that-they-must-accept-more-third-world-refugees/

Publicado por Shane Trejo

 

3 COMENTÁRIOS

  1. Caro João Nascimento, a imigração japonesa após a II Guerra Mundial foi efetuada de acordo com toda uma regulamentação existente inclusive de inclusão na cultura nacional e isso foi levado tão a sério pelos japonese que o Imperador aconselhava aos imigrantes a adotassem a religião do país que os acolhia. O que acontece hoje na Europa é exatamente o contrário.
    Os japonese e seus descendentes sempre prestaram iminente serviço ao Brasil, principalmente no desenvolvimento de nossa agricultura e em sua capacidade de trabalho.

  2. POR ESSE VIÉS, DE MANTER UMA CULTURA INTACTA, NÓS BRASILEIROS DEVEMOS DEVOLVER OS IMIGRANTES JAPONESES QUE VIERAM PARA O BRASIL DESNECESSÁRIAMENTE!

Deixe uma resposta