A esmagadora maioria dos marines (fuzileiros navais que constituem a mais prestigiosa força do exército americano) opõe-se à idéia de partilhar os dormitórios com homossexuais ou lésbicas, disse o comandante supremo dessa corporação, general James Conway.

A declaração complicou ainda mais a tramitação no Congresso americano de projeto do presidente Obama concedendo plena igualdade aos homossexuais nas forças armadas. Atualmente, numa atitude de tolerância, eles são admitidos quando não se declaram homossexuais, mas são expulsos caso se tornem notórios.

Os defensores do homossexualismo querem que eles possam ser admitidos sem restrições, mas os conservadores temem que isso traga a desmoralização, a perda da coesão e da força de impacto das forças armadas.

6 COMENTÁRIOS

  1. @prof.paulo de lacerda,phd
    Quanta besteira! Pra um professor, vc devia ser mais bem informado. Pra citar apenas um exemplo dentre muitos, o exército de Alexandre o Grande (ele mesmo homossexual) conquistou quase que o mundo conhecido todo na época e, certamente, contava com guerreiros homossexuais.

    • E quanto tempo durou este fabuloso império e o poderoso exército que quase conquistou todo o mundo conhecido?
      Sendo que o próprio Alexandre já não conseguia segurar as rédeas e controlar o seu exército logo após a campanha da Índia. Lembre que seu poderoso e fiel exército se opôs ao avanço, e se recusou seguir as ordens de seu comandante. E por final o envenenaram.
      Se não percebeu isso, o ilustríssimo general James Conway entendeu o real problema. Se um guerreiro não gosta de seguir as ordens de uma mulher, imagina seguir as orientações de um comandante homossexual.
      E por final, como fica em um campo de batalha onde o comandante homossexual se apaixona por um inimigo, invés de cumprir o seu dever como militar, ele vai desejar ter uma morte de conto de fadas, com muitas rosas e purpurinas.

  2. Deus criou os animais do campo, os peixes do mar e as aves, bactérias e vermes, macho e fêmea os criou. E fez o homem, a sua imagem e semelhança mas para ele não tinha fêmea, então, criou-lhe uma fêmea. E disse- lhes: crescei multiplicai e enchei a terra. Deus só não fez fêmea para o diabo, então, ele fica inventando, imitando Deus, criando acasalamento de homoxessuais e lésbicas com a finalidade imitativa de Deus. Só que a criação de Deus se multiplica, e, a do diabo, estagnifica. Nos disígnios da vida, em todas organizações, tanto animais, como humanas a maioria vence. A maioria da sociedade, não é homoxessuais, então não ha porque, se submeter à minoria de desvirtuados do sexo. O Almirante esta corretíssimo. O Presidente Obama, dest`tarte, presidente dos E U A, não possui o poder de condicionar imposição da minoria à maioria,nem lá, nem cá, nem em lugar nenhum do mundo. Que os desvirtuados do sexo homens ou mulheres, se mesclem no meio da maioria e se submetam aos seus preceitos, ou, se emergem do meio da maioria, estabelecendo em grupos, onde possam dar vasão aos seus instintos extrovertidos e deixem de querer impor à maioria os seus conceitos a atos homofóbicos. No mundo tem espaço para todos os viventes. Tchau. Que o Obama, faça um regimento de bichas e os atribui todas regalias e obrigações das demais unidades, porque querem ficarem misturados com os não bichas. Existe algum interesse nisso?

  3. A Homosexualiadde por suas nuances sociais é impedimento notório no equilibrio e coesão de contingentes de forças armadas em qualquer quadrante do planeta .

    Em bom senso é discussão vazia e sem propositos em pretensa defesa de alegados direitos sociais e humanos.

    Não há como em bom senso admitir-se tal pressuposto dito social em prol da comunidade gay, NA ESFERA DE FORÇAS DE DEFESA NACIONAL.

    O comando de tais forças armaads jamais terão controle sobre a tropa armada acso seja admitida a presença e atuação de homossexuais em especial em forças especiais de ataque.

    A comnidade gay tera papel secundário se foru usada na retaguarda em serviçso de enfermagem e de apoio, jamasi em frentes de combate e ou de forças de disssuaão tática no ambito de forças armadas.

    A Historia da Humanidade nos comprova que so grandes exeritos que passaram pela afce da Terra em sua evolução historica não tiveram em seus contingentes membros da comunidade gay.

    Existem maiores tematicas de vital importancia a serem discutidas seriamente e implantadas no ambito militar de imediato no Brasil ao inves deste discurso vazio e sem propositos claros e sérios, sem vies de alegados preconceitos ditso sociais contra minorias que se declaram alienadas do ambito militar por pseudos PRECONCEITOS SOCIAIS.

    Portanto que fiue bem claro que este tema é irrelevante em sua propositura, em defesa de interesse escusos e que conflitam frontalmente com a realidade dos fatos reais que envolvem a logistica e mesmo a segurança de serviços de inteligencia militares, pela labialidade de comportamento gay entre seus membros.

    O restante de tal temática é mero discurso vazio e INADMISSIVEL por tais razoes claras e realistas.

    Exceção histórica feita a Wermacht,Luftwafe, e tropas da SS que tiveram notórios comandantes homosexuais tais como Himmler etc..e que ocasionou a grande derrocada militar nazista na 2a.guerrea mundial, nos bastidores da História nao revelada do Nazismo em seu aspecto militarista, a bem da verdade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome