O nazismo, irmão gêmeo do bolchevismo

0

O nazismo, irmão gêmeo do bolchevismo

Em recente artigo nosso Site mostrou que faz parte da tática da esquerda tachar de “fascista” a qualquer pessoa ou movimento que se oponha a seus sinistros desígnios.

Como também marcar com o estigma de “nazista” a quem se oponha à marcha da esquerda.

Nazismo trará a bolchevização da Alemanha

Vamos, pois, à nossa História antinazista e anticomunista. Lembramos, o jornal Legionário tinha como diretor o Prof. Plinio Corrêa de Oliveira

“A 29 de agosto de 1937, abria o “Legionário” suas colunas para se ocupar, com destaque, de uma conferência, “que abalara a Alemanha”, sobre Nietzsche, e as heresias modernas, pronunciada em Viena pelo conhecido homem de letras Mons. Hudal.

“Mostrava então ser o nazismo irmão gêmeo do bolchevismo, nascido da mesma fonte ideológica.

“Como desfecho do nazismo, previa Mons. Hudal a bolchevização da Alemanha, a exemplo do que já havia acontecido com a Rússia. Foi na Rússia, aliás, que a filosofia anti-cristã de Nietzsche encontrou os primeiros leitores, propagadores e admiradores, para depois, há cerca de vinte anos, ensinar-se e vulgarizar-se em outras nações da Europa.

Não se combate um erro (comunismo) com erros análogos (nazismo)

“O nazismo ficaria na história da nobre nação germânica “apenas como um triste episódio”.

“A mesma tese, pela colunas do “Legionário”, era defendida por Frei Pedro Sinzig, OFM, a 12 e setembro de 1937, ao dizer:

“Que virá depois de Hitler? O comunismo? Não, este já existe, vestido de pardo, e ostentando como emblema uma cruz torta na guerra contra a cruz de Cristo”.

“E o “Legionário” de 30 de janeiro de 1938, ao se referir ao quinto aniversário da entrega do governo alemão a Hitler, dizia:

“Não há, portanto, paz e felicidade para os alemães sob o regime nazista. Na política internacional o nazismo à semelhança do comunismo, do qual tanto se aproxima, tem sido um dos elementos que mais perturbações tem trazido à paz universal. E não é por seu anticomunismo que ele se recomenda mesmo porque não se combate um erro com erros análogos“.

Fonte: http://Legionário, 29 de agosto de 1937

***

Servirão esses documentos para convencer os atuais esquerdistas de que nazismo e comunismo são irmãos gêmeos? Serão eles inseridos nos manuais de História?

Não! A esquerda não procura a verdade, ela só quer a destruição da Lei Natural, dos Valores Morais, dos homens e instituições que se levantam contra os seus perversos desígnios.

Deixe uma resposta