Néstor Berchot (à esquerda) foto: Ricardo Stinco/Diario El Atlántico

Luis Dufaur

Na cidade balneária argentina de Mar del Plata, durante a própria “festa de casamento” e em presença de dezenas de convidados, um dos contraentes do primeiro “casamento” homossexual da cidade morreu enquanto dançava, segundo informou o diário “La Nación” de Buenos Aires.

Na Argentina, essa união antinatural e contrária à Lei de Deus é qualificada oficialmente como “matrimônio igualitário”.

De fato, uma metafísica igualitária inspira esse “casamento” radicalmente contrário à lei de Deus.

Várias autoridades haviam anunciado que, por razões religiosas, não registrariam nem presidiriam um “casamento” desse tipo.

4 COMENTÁRIOS

  1. Paulo Alves :

    Sera uma evitencia que voce e um idiota! o cara ficou muito emocionado e morreu de mal súbito. Ver se vira gente e vai se converter.
    http://noticias.r7.com/internacional/noticias/noivo-morre-apos-casamento-gay-na-argentina-20100813.html

    O que ele quer dizer é que esta pessoa,não importando de quê morreu,foi de uma certa maneira morto praticando algo contrário a DEUS.E só cabe a ele saber de seu destino após a morte pois foi DEUS quem disse a Santa Catarina de Sena que este pecado o ofende profundamente,e que até mesmo ao demônio ele (o homossexualismo)causa horror.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome