Vitória da Família! Na guerra contra o PNE, vencida a batalha contra a Ideologia de Gênero

No dia 6-4-14, sessão da Comissão especial que aprovou o Plano Nacional de Educação, sem menção a “Ideologia de Gênero” — Foto: Lucio Bernardo Jr./Câmara dos Deputados.
No dia 6-4-14, sessão da Comissão especial que aprovou o Plano Nacional de Educação, sem menção a Ideologia de Gênero — Foto: Lucio Bernardo Jr./Câmara dos Deputados.

Nesta terça-feira (6-4-14) transcorreu a votação na comissão especial que analisa o Plano Nacional de Educação (PNE). Este foi aprovado, mas sem a menção à abominável (e ridícula) expressão Ideologia de Gênero — ideologia perversamente anti-família. Se tal expressão não fosse excluída do PNE, permitir-se-ia às escolas um ensino favorável ao homossexualismo, e outros tipos de “orientações sexuais”, às nossas crianças.

Segundo informação da “Agencia Brasil” (6-4-14), o relatório anterior aprovava a “superação das desigualdades educacionais, com ênfase na promoção de igualdade racial, regional, de gênero e de orientação sexual”. A redação final foi alterada para “a erradicação de todas as formas de discriminação”.

Graças a Deus e aos esforços de muitos defensores da instituição familiar — com telefonemas, envios de e-mails, fax, contatos com parlamentares etc. —, tal expressão foi excluída do PNE (PL 8035/10), que há 3 anos tramita no Congresso Nacional.

Surtiu um ótimo efeito essa campanha de protestos enviados ao Congresso Nacional — por parte de muitos que argutamente perceberam os graves riscos da aprovação do PNE com referências à Ideologia de Gênero —, bem como de pedidos para que os deputados que aprovavam a retirada da malfada expressão estivessem presentes na votação.

Conforme notícia da “Agência Brasil” (6-5-14), agora a expectativa é que o PNE seja votado no Plenário dentro de 10 dias e siga para sanção presidencial ainda neste mês.

Mas a mobilização que se obteve contra o plano nefasto não pode baixar a guardar, pois sabemos que não cessarão as investidas daqueles que promovem a desagregação da família tradicional, como estabelecida por Deus  — ou seja, constituída com o matrimônio monogâmico e indissolúvel, celebrado entre um homem e uma mulher, com vistas à geração e educação da prole.

Há outros projetos desagregadores da instituição familiar em pauta. Permaneçamos, portanto, VIGILANTES! Que a Sagrada Família — Jesus, Maria e José — abençoem e recompensem abundantemente todos que participaram desta longa batalha. [a seguir algumas fotos que ilustram episódios dentro dessa luta em Brasília].

PNE 8 PNE 7 PNE 6 PNE 5 PNE 4 PNE 3 PNE 1 PNE 9