Houve quem disse que o PNDH-3 pretende ser o “remédio” para os males que o Brasil enfrenta. Contudo, na medida em que ele vai sendo conhecido, forma-se o consenso de que ele vai matar, e não curar, o ”enfermo”. E de que os “males” que ele quer curar são justamente sintomas de saúde.

O grande mal que o famigerado programa visa engendrar é a gradual mudança de comportamento do brasileiro, de seu sentir e querer, rumo à mentalidade comunista.  Aprovadas e executadas todas as propostas do PNDH-3, triunfará a Revolução descrita pelo Prof. Plinio Corrêa de Oliveira em seu ensaio Revolução e Contra Revolução (Parte I, Capítulo V – As Três Profundidades da Revolução: Nas tendências, nas idéias, nos fatos*). Esse processo revolucionário tem por fim último produzir, no mais profundo das almas, uma fissura: o rompimento com os usos, costumes e toda a mentalidade inspirada pela Civilização Cristã.

Clique aqui e saiba mais sobre a gradual mudança da mentalidade brasileira

Na concepção do ilustre professor, antecedendo à formulação das idéias, os sentidos humanos – visão, audição, olfato, tato, paladar – que, segundo São Tomás de Aquino são os meios pelos quais a verdade e a realidade são primeiramente apreendidas e conhecidas,  geram “vivências”, que podem ser muito influenciadas pelo contexto em que a pessoa vive. Assim, num ambiente com deformações de fé, moral e idéias, as pessoas se expõem a um risco maior de perda dessa reta visão primeira e da distinção entre o bem e o mal.

Numa sociedade cada vez mais paganizada como a nossa, a exacerbação dos desvios que o PNDH-3 propõe  – como prostituição, ‘casamento’ homossexual com a conseqüente adoção de crianças, aborto, etc – empurrará as pessoas para a conformação de uma mentalidade cada vez mais avessa à ordem cristã, pela convivência que sobretudo as novas gerações passarão a ter com erros inaceitáveis.

O Brasil, ou é autêntico – portanto fiel à sua trajetória nas vias benditas da Civilização Cristã –  ou deixará de ser aquela Terra de Santa Cruz chamada a um futuro grandioso, a que as sucessivas gerações de brasileiros sempre aspiraram.

Violência, roubos, drogas, assassinatos, homossexualidade, blasfêmias: a sociedade vive angustiada e jamais recuperará a verdadeira paz senão quando se voltar a seu fundamento: Nosso Senhor Jesus Cristo.

* Ver no site: http://www.revolucao-contrarevolucao.com/verrevcontrarev.asp?id=29

2 COMENTÁRIOS

  1. O Cidadão contribuinte eleitor do Brasil não aceita este PNDH 3 por ser contrário a liberdade e a Família dom de Deus. Direitos humanos para nós é o direito a liberdade de expressão, direito a Família, defesa da Moral e dos bons costumes.

  2. Muito elucidativo o enfoque dado no artigo. Vemos que as mudanças de mentalidade já vêm ocorrendo há tempo; mas sedimentá-las por lei, impondo o silêncio a toda resistência, é oficializar o pecado, responsabilizando a nação como um todo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome